//O que sou eu?


Guliver Lee

Idade: 26




//Visito

Roendo as unhas
Fora de Área
Nichts Zu Tun

Nada de importante
.rascunhos
Óbvio Ullulante


//Links

BlogBlogs.Com.Br

//Meu passado

Arquivos



Quarta-feira, Dezembro 31, 2008


Resoluções para 2009

-Ser menos ansioso e conseqüentemente:
ter menos estresse
ter uma saúde melhor
dormir melhor

-Fazer uma atividade física regular
(caminhadas umas 4 vezes por semana tá ótimo)

-Comprar um violão
(e aprender a tocá-lo)

-Finalmente comprar um cachorro
(e adorá-lo)

-Ler mais por prazer
(e não só por dever)

-Agradecer a Deus tudo o que eu tenho
(de bom e de ruim)

-Manter minhas convicções
(inclusive estas resoluções)


postado por GULIVER LEE às 12:00 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Setembro 12, 2007


ninguém.....................................................
.........................Lê......................................
....................................mais.......................
..................isso..........................................
aqui..........................................sem...........
.....que............eu.............peça...................
...................................................................
????????????aposentadoria?????????????


postado por GULIVER LEE às 10:30 PM

Comentário reserva:

Sábado, Setembro 01, 2007


Certo dia em Uberlâdia-MG

Pois é... férias acabando, de volta à realidade, aos estresses... Vamos meter a cara nos estudos pra vida melhorar...


postado por GULIVER LEE às 3:06 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Agosto 27, 2007


Manchetes fora do contexto

Gulliver aumenta número de brinquedos recolhidos

Tá vendo? Ser organizado é assim: brinco mas depois recolho todos os brinquedos como um bom menino.


postado por GULIVER LEE às 10:26 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Agosto 17, 2007


recomeço

Minha faculdade começou. É interessante... realmente se fala de literatura e da nossa língua. Mas tinha um pequeno detalhe do qual eu tinha me esquecido: Existem provas... e trabalhos... e notas... isso tira toda a magia da coisa.

Bem, mas falando em formação da nossa língua, é interessante como existem palavras e expressões ambíguas ou que emprestam um sentido bem diferente do original no cotidiano.

Eu me lembro de quando eu era mais novo e via propagandas de cosméticos eu estranhava quando anunciavam os "óleos essenciais"... "essenciais"? Meu Deus! Eu preciso desses óleos! Afinal de contas eles são essenciais... como vou viver sem eles? Aí mais tarde eu raciocinei... essenciais... derivado de essência, aroma, cheiro... Eu não era burro, tá? apenas tinha muita imaginação...

E a palavra "romance", ou "romântico"? Desde novo quando eu ouvia essas palavras na TV sempre estava relacionado com amor... com uma relação de um casal... com um gesto amoroso. E ainda hoje quando se usa a palavra é nesse sentido: "nossa, ele é tão romântico!", "que clima romântico o daquele casal".
Aí eu fui ler o primeiro "romance" da minha vida e ele se chamava "As guerras de Trolltooth". Nesse livro havia uma guerra entre 2 poderosos magos e um rei que estava no meio desse combate contratava um herói para intervir antes que seu reino fosse destruído... Tá, mas... cadê o amor? Cadê o "romantismo"?
Aí que eu fui aprender e entender... o romance não é uma história de um casal que quer ficar junto e vive uma história de amor... é uma descrição de sentimentos e ações de personagens fictícios, ou mesmo a transposição de episódios da vida para o artístico, "romântico" independente de cenas de amor...
Vivendo, falando, lendo, ouvindo, e aprendendo...


postado por GULIVER LEE às 8:57 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Julho 27, 2007


No hay panda II

Panda gigante tem gravidez psicológica
- Essa tem que mandar pro programa da Luciana Gimenez

Zoológico exibe raro panda vermelho
- Mais um pro meu caderninho

Panda faz dieta para aumentar apetite sexual
- Fazendo dieta o apetite que vai aumentar é outro...


postado por GULIVER LEE às 7:49 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Julho 25, 2007


Iroinia

A "Oi" lançou antes do pan uma campanha publicitária que vem passando durante os jogos. São até interessantes as propagandas: os "Atletas Oi" são um grupo de atletas fenomenais, com poderes especiais, sobre-humanos. Nadadeiras nas mãos para os nadadores, velocidade incrível para os corredores...
Já o super-poder do judoca brasileiro Flávio Canto consistia em braços sólidos e metálicos, demonstrando sua força e resistência...



Será que só eu achei isso muito irônico?

Vai ver o quimono do adversário tinha kriptonita...


postado por GULIVER LEE às 2:54 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Julho 24, 2007



paciência

do Lat. patientia

s. f.,
qualidade de paciente;
resignação;
conformidade em suportar os males ou os incómodos sem se queixar;
perseverança tranquila;
calma na continuação de qualquer tarefa ainda que esta seja difícil ou muito demorada;
tranquilidade com que se espera aquilo que tarda;
nome de certos jogos de cartas;
interj.,
designativa de resignação ou conformidade
guliverism.,
necessidade irrestrita de uma pessoa que compra um computador e em menos de seis meses se vê obrigado a levá-lo sete vezes à assistência técnica.


P.s.: E hoje eu não estou no meu estado normal.


postado por GULIVER LEE às 7:57 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Julho 17, 2007


Pra quem ainda não sabe eu casei semana passada e estou morando em outro apartamento. Com alguma experiência que já tive dividindo tarefas com minha esposa (sou marido moderno... negócio de ela fazer tudo é antigo) venho aqui dividir com vocês as:

Mistérios que aprendemos quando casamos e viramos "donos de casa"

-A comida acaba... e a água do garrafão também se esvazia misteriosamente. E na mesma proporção o lixo aumenta. É uma matemática estranha...
-A vida se resume ao tempo em que lavamos roupa e lavamos louça. As outras coisas acontecem no tempo que resta.
-Quando algum grão de arroz cai no chão na hora do almoço ele não desaparece sozinho.
-Já a poeira aparece sozinha... vinda de sei lá que dimensão...
-A vontade de ter um cachorrinho no apê diminui quando o pequeno jabuti d eapenas 10 cm. faz uma sujeira espetacular na sala de estudos
-O ser que viveu na velocidade da luz nunca precisou se preocupar com nada disso..


postado por GULIVER LEE às 4:58 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Julho 10, 2007


Atenção: Este post não foi escrito sob a influência de substâncias entorpecentes ou alucinógenas..

O ser que viveu na velocidade da luz

Ele não sabe como nasceu, não sabe o porquê... ele não sabe nem ao menos o que é e onde está. Só sabe que sempre foi assim desde que ele se conhece como... ser... e isso faz muito tempo... tempo? E o que é isso? Ele também não sabe. Pelo menos não como a gente... é difícil contar tempo em um mundo parado.
Ele é inteligente... ele apreende as coisas rapidamente (rapidamente?). Já percebeu que quando vira a cabeça as imagens demoram um pouco (demoram?) a se formar em frente aos seus olhos. Já percebeu que ele é pequenino mas muito forte e resistente.. é necessário ser para se movimentar na massa densa que ele chamou de "ar". Pra se agarrar em algo e chegar no que ele chama de "chão", já que ele nunca vai conseguir saber em sua relativa percepção o que é a palavra "cair" ou mesmo "gravidade". Tudo o que o ser pode fazer é observar... o mundo é composto por imagens paradas... pinturas do que em sua fantasia seria uma vida, um cotidiano. "Estátuas" que parecem estar executando alguma ação... elas têm braços como ele, elas tem olhos como ele, mas elas ão tem vida (pelo menos ele acha, já que nunca conseguiu escutar ao menos um lapso de uma respiração. E assim a criatura viveu... conheceu o mundo... se alimentou de comidas que simplesmente já estavam ali preparadas... mas quem fez? Não encontrou ninguém pra conversar... nunca escutou uma voz que não a sua... e por isso mesmo nunca teve um nome. E assim a criatura morreu. Sua longa vida durou cerca de 6 segundos (nos quais ele fez muito mais coisas e esteve em muito mais lugares do que muitos seres humanos conseguem em 70 anos de vida).

E agora você deve estar rindo, achando chato, interessante, maluco ou ridículo esse conto de ficção, certo? Ficção? Você tem certeza? Tem certeza de que há dois segundos quando você olhou pra trás não viu uma manchinha marrom ali perto da parede por um milionésimo de segundo? Foi uma temporada em que o ser que viveu na velocidade da luz resolveu passar aí...


postado por GULIVER LEE às 7:47 PM

Comentário reserva:

Domingo, Julho 08, 2007


No Hay Panda

Volto ao blog como quem volta a vida. Após a 6ª visita do meu computador à assistência trago-o de volta ao lar com placa mãe e pente de memória novos. Mas já chega de posts diarinhos. Vamos voltar a comentar a vida.

Vocês vêem um urso panda como o da foto acima e acham fofo, né? E como não achar? Parece um urso de pelúcia gigante... e ainda usa óculos escuros! Aliás uma panda foi notícia essa semana porque deu a luz a gêmeos. Besteira? Posso chamar isso de mais que um milagre.

Desde que eu me entendo por gente vejo ativistas e ecologistas dizendo que os pandas devem ser preservados, que a população de pandas está muito reduzida e que devemos fazer a nossa parte. A nossa parte? Poxa...

Deixa eu explicar um pouco do que eu sei sobre pandas (aviso de antemão que não é um estudo científico, são apenas pesquisas que fiz ao longo da minha vida a título de curiosidade): Os ursos pandas para começo de conversa não tem nada a ver com ursos. Não são nem ao menos primos dos ursos que vemos nas florestas americanas ou no pólo norte. Os pandas gigantes são na verdade parentes dos... guaxinins! Nem é tanta surpresa, é só ver aquela máscara de bandido...
Continuando: Os pandas gigantes têm uma dieta extremamente fresca. Eles não se alimentam de mais nada além de brotos de bambu. E tem que ser fresquinho! Se acabar o broto de bambu ele morre de fome.. A fêmea do panda tem um período fértil extremamente curto. A cada ANO elas têm aproximadamente uma semana pra engravidar. O pior é que nem sempre o macho está a fim exatamente nesse curto período fértil... cientistas já tiveram até que apelar para um filme pornô pra ver se um macho se animava. E pra piorar mais ainda, pode ser que aquele macho esteja a fim, mas vai acabar apanhando da fêmea se ela for maior que ele. E se, por um acaso do destino o tal macho conseguir engravidar a fêmea (ele podia jogar na mega-sena também) ela terá geralmente apenas UM bebê panda (por isso que eu falei acima que os gêmeos panda são um verdadeiro milagre).

Agora conjuguem todos os fatores acima: baixa população com poucas matrizes + dieta dificultosa + reprodução hiper-extremamente difícultosa + 2 membros de uma geração dando origem a geralmente apenas um por ano (e olhe lá)... sinceramente... eles estão implorando pela extinção! Falta só uma plaquinha dizendo (adeus).

E até onde eu saiba ele está no topo de sua cadeia alimentar (brotos de bambu > pandas). Talvez os tigres da região comam um panda ou outro... então tá aí a função dos pandas: alimentar tigres que também estão em extinção!!!

Ativistas e ecologistas vão me crucificar, mas... mudanças acontecem. E os pandinhas de pelúcia sempre vão existir.
Aliás, tem um monte de criança na áfrica e no brasil mesmo correndo risco de extinção... é até mais fácil de salvar.
E pra finalizar:


postado por GULIVER LEE às 12:19 AM

Comentário reserva:

Sábado, Junho 09, 2007


It ain't over 'till it's over

Finalmente... o primeiro de muitos...
Estou escrevendo um post na minha nova morada. Depois de mais um drama internético, enfim volto a blogar...

E tantos posts que se perderam... principalmente quando volto do trabalho penso em algumas besteiras, como o ser que viveu na velocidade da luz... (acho q um dia eu explico).

Nova Fase... último mês nesse estado civil... sim, tenho resolvido muita coisa a esse respeito nos últimos tempos...

Mas agora chega... a inspiração não veio... preciso tomar um banho... té.


postado por GULIVER LEE às 9:11 PM

Comentário reserva:

Domingo, Maio 13, 2007


Faz tempo que não posto aqui.
Aliás, meu plano era que o passado fosse o último post antes de eu escrever do apê.
Acontece que o PC já está lá, mas a internet tá um caso sério pra ser instalada...

Este post vai servir apenas pra que eu não perca meu blog por falta de uso...


postado por GULIVER LEE às 9:20 AM

Comentário reserva:

Domingo, Fevereiro 25, 2007


Mas hein?

Inicio este texto dizendo que não é uma crônica... pelo menos não uma obra da minha cabeça, aconteceu de verdade.
Mais uma vez dentro de um transporte urbano coletivo da cidade do Natal. Eu passo a acreditar que o sentido (ou a falta de sentido) da vida está dentro dos busões...

Saindo da aula na última sexta-feira, subo no ônibus e me dirijo logo lá pra trás, querendo ficar perto da porta na hora de sair. Enquanto me encaminho pro fundo, perceboi que tem um cara lá me encarando, acompanhando meus passos. Ele estava sozinho na ultima fileira do ônibus e eu iria me sentar 3 bancos a frente de onde ele estava.

Antes mesmo que eu me sentasse ele olhou pra mim e falou:

Cara: Amigo, senta aqui - falava apontando pro lugar do lado dele
Meu pensamento: Mas hein?
Eu: ...
Cara: Senta aqui amigo

Eu olhava pras outras pessoas no ônibus, não entendi... olhei pro cara...

Meu pensamento: Fudeu! É um assalto... esse cara vai levar meu celular velho, meu relógio falsificado e os 3 reais que eu to no bolso...
Eu: .... - olhei desconfiado e fiz que ia voltar pra frente do ônibus.
Cara: Não amigo, desculpa, pode sentar aí mesmo, aonde você quiser. É que eu queria escutar uma poesia. Faz tanto tempo que eu não escuto uma poesia.
Eu: O.o

Aí eu balancei a cabeça negativamente, rindo e fui definitivamente pra frente do ônibus. O cara se levantou e continuou falando que queria escutar poesias, que as poesias que esquentavam a alma dele... etc. etc. Felizmente ele não tava falando isso pra mim... tava falando pra parte de trás do ônibus, enchendo o saco de quem ainda tinha ficado lá. E ele recitava poesias... e continuava falando. Quando fui descer do ônibus lá estava ele de frente pra um cara sentado no banco mais alto, e falando aquelas coisas filosóficas.

Eu desci rindo e pensando no quanto eu estranhei aquela "anormalidade". Me lembrei de Patch Adams, quando ele disse que ligava pra pessoas da lista telefônica aleatoriamente de madrugada e acabava arrumando amigos.

Aí eu me pergunto: será que eu me tornei tão normal que fiquei chato?

P.S.: Antes que qualquer mente maldosa pense qualquer coisa, não, ele não tinha jeito de gay e não estava me cantando. O jeito era meio de doido mesmo... :p


postado por GULIVER LEE às 9:25 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Fevereiro 14, 2007


A gente não quer só comida...

Ontem... eu já atrasado pra aula, tendo saído de casa sem comer quase nada, me encontrava num ônibus lotado.
De repente sobe no coletivo um senhor de uns 50 ou 60 anos que logo pára na frente do ônibus e começa a falar:

Senhoras e senhores...

Eu fiz logo uma cara pensando: "aiai, lá vem mais um".
Devo dizer nesse momento que não tenho nada contra fazer caridade. Aliás, já fiz bastante... mas alguns pedintes de ônibus fazem disso profissão. Vem aqueles com papelzinho... vem outros que dizem que querem fazer uma operação no olho ou comprar uma passagem pra Recife (e já tão nessas há vários anos... será q ainda não deu pra comprar?). E principalmente crianças... Não gosto de dar dinheiro a crianças... no máximo algum alimento pra matar a fome delas (não que eu venha fazendo muito isso... :^( ). E aconselho a todos que não dêem esmola a crianças... isso só serve pra algum adulto ver que pode continuar explorando ela. :p

Voltando ao ponto. Enquanto eu pensava "aiai, lá vem mais um", o senhor continuava falando:

Eu sou um pai de família desempregado... a minha esposa cozinha deliciosas tortas. Tortas de frango, de frango com mussarela, de atum. Essas tortas custam apenas um real, são quentinhas e gostosas.

Não me fiz de rogado e quando ele chegou lá atrás pedi uma torta de frango. Ele me agradeceu. Eu falei: "Vai ser meu jantar". E ele sorriu.

Eu vi dignidade no rosto desse senhor. Ele se juntou com a esposa num momento de dificuldade e está ganhando a vida da melhor maneira que pode. Sem vergonha de sair de ônibus em ônibus vendendo o produto do trabalho dela (aliás, que vergonha haveria nisso?).

O que aconteceu foi caridade. Não inteiramente e não somente da minha parte. Não inteiramente, porque eu não estava realmente dando, eu estava pagando pelo produto caprichoso daquela família. Mas eu sei que foi importante pra ele ouvir eu falando o que falei. Foi a minha caridade. E eu gostei muito disso.
E não somente da minha parte porque ele também foi caridoso ao me mostrar um exemplo de vida. E provavelmente a muitas pessoas daquele ônibus que provavelmente estão preocupados com qual bloco elas vão pular no carnaval...


postado por GULIVER LEE às 11:45 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Fevereiro 09, 2007


Digimon, digitais, Digimon são campeões...

Nossa.. Tá quase fazendo aniversário de dois meses que eu to sem postar...

O problema é que o serginho (meu computador), não andava bem de saúde... e acabou que ele morreu de vez...
Mas como ninguém morre de verdade, só começa uma nova existência (silvinha vai adorar ler isso...), serginho na verdade não morreu (fiz um upgrade no coitado):



Serginho



Athlon 1.4 Ghz, 256Mb de memória RAM, HD de 40 Gb

Digivolve para:

Serjão!



Pentium D, Dual Core 2,8 Ghz, 768Mb de memória RAM, HD de 80 Gb


Tá simplesmente uma bala... acho q pela primeira vez tenho um computador que não preciso esperar que os programas abram.

Depois posto algo que preste. Só quis lembrar q eu voltei.


postado por GULIVER LEE às 7:40 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Dezembro 19, 2006


Eu não estou louco!!!

Eu me lembro perfeitamente... eu com 5 anos de idade... na saída da escola La Salle em Manaus, tomando uma garrafa de Fanta Limão. É, fanta limão sim! Acontece que, de uma hora pra outra, sem saber como a Fanta Limão acabou, eu era um adolescente tomando Sprite... ou Soda Limonada Antarctica. Aí eu falava pros meus amigos: "Vocês lembram da fanta limão?"

E as reações eram olhares de reprovação em minha direção, risadas ou eles dizendo que eu tava doido... que nunca houve isso de Fanta Limão, só Sprite.

Mas não é possível que eu possa ter tido um sonho tão inventivo a ponto de criar um novo refrigerante, e me lembrar, não só da garrafa, mas também do sabor.

Daí fui procurar na internet e, pasmem, quase não há registros. Encontrei no orkut comunidades de pessoas que, assim como eu, têm certeza de que a fanta limão existiu mas não conseguem provar.

As únicas foto que eu achei não me dão a total razão. Elas provam que a fanta limão não só existiu, mas ainda existe... só que em Portugal...

Aí eu fuçando mais ainda no google, descubro que o site do submarino.com vende um livro chamado "Almanaque Anos 80", o qual, já em sua apresentação, relembra a existência daquele delicioso refrigerante. Não me fiz de rogado e dei um print screen na apresentação do almanaque reproduzida pelo tal site de vendas.



Pois é, a fanta limão existiu! Se vocês ainda têm alguma dúvida ouçam o jingle do lançamento da fanta limão nas rádios aqui.

Não posso esconder que me sinto um pouco aliviado... E tenho pena daqueles como eu que daqui a alguns anos vão falar: "Vocês se lembram do guaraná Taí?"

E as reações serão olhares de reprovação, risadas de pessoas dizendo que eles estão doidos. Que nunca houve isso de guaraná Taí, só Kuat.

P.S.: Em minhas pesquisas eu descobri que também existiu uma fanta guaraná, mas essa informação eu não vou tentar provar hehehe.


postado por GULIVER LEE às 5:42 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Dezembro 13, 2006


O fim do sonho

Hoje vou falar sobre um dos programas que fizeram parte da minha vida.

Em meio a uma adolescência onde eu não tinha muitos amigos, carregava uma autoestima em baixa e não sabia o que seria do meu futuro, descobri uma série adolescente na TV por assinatura.
Se chamava "California Dreams" e contava a história de um grpo de adolescentes que estudavam no 2o. grau, iam à praia e tocavam com sua bandinha de garagem.
Era uma série água com açúcar, é verdade, mas mesmo assim me conquistou... um humor leve e sem maldade, romances adolescentes, um rock melódico de vez em quando.
Praticamente uma versão 'light' de "Barrados no Baile".

A série que era transmitida aqui no Brasil pelo Multishow foi reprisada várias vezes... e talvez por isso eu tenha conseguido ver do primeiro ao último episódio de suas 5 temporadas.
Com o passar dos anos alguns personagens saíram, outros entraram... e mesmo assim a série não enjoava. Provavelmente só acabou porque eles já não eram mais adolescentes...

Esse video abaixo é uma cena do último episódio, no show de despedida da banda já que cada um tomaria seu rumo da vida adulta (trabalho, universidade, etc.)

Interessante que a letra reflete até sentimentos meus... tampos que não voltam, amigos que se foram...

Segue abaixo a tradução da letra (não achei a original em nenhum lugar e to traduzindo de ouvido, portanto não me critiquem, to fazendo o melhor que posso hehehe)



Há lugares para ir aos quais eu nunca fui
E novos rostos os quais eu ainda não conheci
Há momentos da minha vida que eu nunca esquecerei
Eu sempre me lembrarei de vocês como os melhores

E agora quando eu penso em vocês
e em tudo o que nós compartilhamos
Eu sorrio e sei
que fico feliz só de ter estado lá

Fico tão feliz de ter estado lá...

Nunca mais haverá outra época ou lugar
Que serão do mesmo jeito
Se eu pudesse eu os levaria pra todo lugar que eu irei
Este Sonho é uma coisa da qual eu sempre me lembrarei

E agora quando eu penso em vocês
e em tudo o que nós compartilhamos
Eu sorrio e sei
que fico feliz só de ter estado lá

Fico tão feliz de ter estado lá...

(solo de guitarra)

E agora quando eu penso em vocês
e em tudo o que nós compartilhamos
Eu sorrio e sei
que fico feliz só de ter estado lá

Fico tão feliz de ter estado lá...


Emo é a vó... ¬¬


postado por GULIVER LEE às 9:32 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Dezembro 12, 2006


Que seja infinito enquanto dure

Hoje enquanto eu cochilava, ou melhor, enquanto eu estava naquela fase em que não se sabe se se está dormindo ou acordado, pensei que a música não é infinita...

Não, suspendam os psiquiatras... acho que ainda não surtei... deixem eu explicar..

Eu fui desenvolvendo o pensamento... as músicas são um combinado de acordes dispostos de forma harmônica... mesmo que se mude a velocidade de uma música, a batida, o instrumento que a toca, ou mesmo a letra que a acompanha, aquele mesmo combinado de acordes sempre será a mesma música...

Um dia todas as combinações possíveis (dentro de uma harmonia) já terão sido inventadas... todas as músicas já terão sido feitas... Tá, eu sei que ainda falta muito pra isso... digamos que ainda devem faltar 90% das combinações possíveis... mas não é assustador imaginar que no ano de 10040 a profissão de compositor deixará de existir?

Depois de acordar eu fiquei pensando que, mesmo que de forma diferente, isso não se resume só à música.
Quantas e quantas vezes eu já não vi um filme e li um livro e pensei: "eu queria ter tido essa idéia". E isso assusta também. As boas idéias estão sendo utilizadas... e se quando eu for escrever não tiver mais espaço? Se todas as boas idéias que eu poderia ter já tiverem sido postas no papel?

é capaz até de daqui a alguns anos (mesmo que 100 ou 200), alguém em seu diário pessoal, na internet ou em outro veículo, escreva um texto com o mesmo espírito deste que eu to terminando agora... será que o coitado vai saber que alguém teve a idéia antes dele?

Oh a humanidade...


postado por GULIVER LEE às 8:10 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Novembro 30, 2006


Laranja mecânica...

Ontem ligo a TV no Canal universitário. Está passando um programa chamado "café filosófico".
Neste programa havia um palestrante que devia ser um professor de filosofia ou psicologia. Peguei o bonde andando e o tempinho que eu vi já foi o suficiente pra eu falar: "mas hein?"

Ele falava algo assim:

...daí a pessoa sente o desejo, e o desejo é a necessidade de mudança, de ter o que não tem ou ser o que não é. E o próprio desejo deseja. Se por exemplo eu vejo uma laranja e a desejo então eu nego a laranja e me percebo como eu...

Aí eu mudei de canal.... fiquei matutando e acho até que entendi o que ele quis dizer mas... será que as pessoas não tem mais o que fazer além de teorizar a negação da laranja fazendo com que nos percebamos como eu (ou como nós, dependendo do ponto de vista hehehe).

Por isso que eu nunca tive vontade de fazer filosofia. Minha loucura é totalmente controlada.


postado por GULIVER LEE às 6:11 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Novembro 28, 2006


Eu não escolhi a faculdade de letras apenas porque eu adoro ler e escrever. Eu também adoro a lógica dos idiomas e principalmente da nossa própria língua.
Lembro de quando eu paguei latim na faculdade... todo mundo achava um saco e eu gostava.

E o português pra mim é tão lógico, tão palpável... é tão diferente de Direito que pra aprender (e até pra ensinar) você não tem apenas que buscar o domínio das regras e do escrito. É preciso conhecer a jurisprudência, as correntes doutrinárias, os princípios, o histórico, a filosofia (podendo ao fim aprender tudo errado já que se desatualizam rápido).

Eu acho que gostaria de ensinar português... teria prazer... isso faria de mim um bom professor né?

Quem sabe eu conseguisse ensinar a pessoa desse vídeo que segue:

E que nesse natal ninguém venha comer nozes!


postado por GULIVER LEE às 7:34 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Novembro 22, 2006


Vitória

Vocês se lembram de quando eu fiz a prova do reingresso? De quando eu postei o texto do meu ensaio aqui? De que eu tava pessimista? Que um amigo comentou que apostaria dinheiro em como eu passaria?

Pois eu passei!!!

Números:

3 horas de prova, 27 concorrentes, 2 vagas, 1 foi minha...

Eu to feliz... foi esquisito ver o resultado sozinho.. eu tava até com dor de barriga quando cheguei lá... Mas aí quando vi meu nome... eu só passava a mão na cabeça... dava soquinhos no ar... queria gritar, mas tinha mais gente lá hehehe.

Voltarei a ser universitário...


postado por GULIVER LEE às 11:07 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Novembro 17, 2006


E aí, Serginho, já consertou o meu computador?


postado por GULIVER LEE às 12:10 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Novembro 07, 2006


Eu estava estudando química...

Sua vida é dinâmica. As possibilidades de sua configuração e objeto final são inúmeras... ele se junta a irmãos (gêmeos ou não) para formar aglomerados das mais variadas coisas...
Todos os seus irmãos acreditam que a vida é só isso. Ele não... ele acredita na existência de uma realidade maior.. inconcebível para qualquer mente... uma dimensão imensamente maior... em que seres vivos, complexos, gigantescos existem... formam uma sociedade... possuem livre arbítrio... fazem milhares de descobertas científicas, naturais e metafísicas, as quais ele, em sua insignificância recém percebida, nem consegue imaginar... e uma dessas descobertas científicas seria ele mesmo.. um átomo.



Esse pensamento assusta...

+

Enquanto isso uma galáxia não muito distante sente uma pequena coceira em um minúsculo pontinho de sua estrutura... Uma galáxia irmã certa vez falou de uma história absurda sobre seres minúsculos, invisíveis, pensantes e organizados que viveriam dentro de alguns pontos dos complexos de estrelas e sistemas... quanta besteira... é só uma coceira.

É tudo uma questão de ponto de vista


postado por GULIVER LEE às 10:21 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Outubro 31, 2006


Baseado em fatos reais...

Era uma vez, em um reino não muito distante, um jovem bardo chamado Gwydon. Ele passara muito tempo de sua vida sozinho e finalmente achava que tinha encontrado o amor na jovem Liz.
Ele achava que vivia feliz com sua musa.

Um dia ele encontrou uma fada no campo... essa fada o ajudou em muitos problemas. Ela o escutava de um jeito que ninguém mais conseguia. E por ela ele passou a nutrir uma grande amizade.

Liz não gostava disso... e passou a fazer de tudo pra que aquela amizade acabasse. Ela brigava com Gwydon... ela fazia ele sofrer. Ele não sabia mais se era feliz...

E com toda essa situação ele estava se afastando de sua amiga.

Ele queria que aquilo mudasse... todos poderiam se dar bem.

Por tal motivo ele procurou uma bruxa, e pediu a ela que o ensinasse um feitiço para que Liz não mais odiasse a fada do campo... e que aquele sofrimento acabasse. Não era uma bruxa má... ela ensinou a Gwydon que o feitiço deveria ser feito pensando em coisas boas, e que as coisas más deveriam ser queimadas. E assim ele o fez... Realizou o feitiço acreditando e querendo.. de todo o coração.

O tempo passou... o amor de Gwydon por Liz arrefeceu e finalmente morreu... eles se separaram. Ela provavelmente não odeia mais a fada... todos estão mais felizes.. Gwydon recuperou a sua amiga, e pretende nunca mais perdê-la.... de uma forma ou de outra o feitiço funcionou

Gwydon encontrou um novo amor... Sylia.. um amor sem egoísmos, um amor mais bonito. E com ela vive feliz.

O feitiço da bruxa funcionou....


Feliz dia das Bruxas...


postado por GULIVER LEE às 4:36 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Outubro 26, 2006


Roto lado de um rotulado

Já apareceu em jornais, já apareceu em programas de entrevistas, ocupam comunidades e comunidades do orkut (contra e a favor). To falando dos "emo".

Não sou um cientista musical pra definir o que são os "emo". Mas o termo vem de "emotional hardcore" que é um estilo de música de batida rápida mas com vozes melodiosas, que geralmente refletem conflitos emocionais das pessoas em suas letras. O estilo musical, como tantos outros, criou um estilo de ser e de se vestir. Se você vir pela rua meninos e meninas de cabelo cobrindo os olhos, com alguma mexa (roxa, lilás, rosa, tanto faz), andando de cabeça baixa e mãos nos bolsos, você provavelmente está na frente de um emo.

Pelo que já vi nos jornais também, os emo não têm medo de demonstrar seus sentimentos... eles são carentes.. eles choram, eles falam que amam, eles andam de mãos dadas com os amigos (inclusive homens).

Tá... é mais uma tribo... o mundo já conheceu muitas... os hippies, os punks, os grunges... cada um com seu estilo, cada um com seus ideais....

Eu nunca consegui me encaixar em nenhum... e eu até pensava em tentar na minha pré-adolescência. Mas não deu... E hoje em dia fico feliz com isso.

O que eu acho dos Emo? Sinceramente, vejo um na rua e acho ridículo... aquela pessoa tá se vestindo asism porque os amigos tão se vestindo assim... ela vai e pede pros pais comprarem meias com bichinhos e maquiagem pros olhos... aí um dia essa pessoa vai crescer e ter que trabalhar... e ter vergonha de tudo isso... e aí? Muitos hippies foram assim também... punks... góticos...

Tá, já perdi onde eu queria chegar...

De qualquer forma, ontem eu vi um clipe... e gostei do clipe.. e adorei a música... e fui contar pra uma amiga fofa... e aí ela falou que a música era emo. nham...

Tá, eu somei 2+2 com o que eu conheço sobre "emo" e vi que realmente era... mas poxa... e daí? Eu gostei. Um amigo meu já me falou sobre outra coisa que não lembro agora: "eu não, isso é coisa de emo".
Taí algo que tá me perturbando... os rótulos... será que por eu gostar de uma coisa "rotulada" de emo eu vou ser emo e tudo o que isso representa? É sacanagem né?

Quando eu tinha 16 anos eu gostava de assistir a Cavaleiros do Zodíaco. Mas não contava a ninguém ou eu ia ser rotulado como criança. Hoje em dia eu to cansado de rótulos.. quem tem rótulo é vidro de shampoo... :p aliás, eu quero um rótulo sim... Nele vai estar escrito: "Guliver, 25 anos, romântico, emocional, brincalhão, uma merda em esportes, fã de textos, tímido extrovertido"

Ah, e esse é o clipe que eu vi... gostei da musica e da mensagem do clipe (que não tem nada a ver com violência contra "veados"... lembrem-se: "veado" na língua inglesa não é sinônimo de nada demais... ¬¬)


postado por GULIVER LEE às 9:56 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Outubro 24, 2006


Outsider

O atleta está triste.

Ele ganhou o jogo hoje mas está triste. O que importa ser o vencedor em um jogo de futebol americano? Ninguém liga. As pessoas não assistem... pra maioria das pessoas são só dois grupos de derrotados brutamontes se trombando com o objetivo de chegar com uma bola ao outro lado do campo. Não é algo tão popular quanto um jogo de xadrez ou uma disputa de conhecimentos científicos...

O atleta queria ter nascido diferente... queria ser popular como os NERDs... caras de sorte... inteligentes... as garotas gostam deles. Se apaixonam por seus conhecimentos. Por seus vocabulários completos. Por seus óculos.

Ele se lembra de um dia em que chegou à escola usando um par de óculos sem graus. Tentando ter um pouco de aparência de NERD. Mas os NERDs logo o humilharam. Falaram que era ridículo usar óculos sem prescrição de um ofilal... oftil... (ele não sabe falar o nome do médico de olhos... é um nome difícil)... falaram mal de seus músculos de troglodita. Fizeram algumas piadas inteligentes... NERDs podem ser cruéis às vezes...

O atleta não tem culpa de não ter uma mente brilhante... não tem culpa de ser forte e bom apenas em esportes... ele se sente triste com isso. Seu sonho era nascer um NERD... ou nascer em um mundo em que os atletas fossem populares... valorizados... admirados... e os NERDs não....


postado por GULIVER LEE às 9:56 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Outubro 23, 2006


Hoje escutei uma musica chamada "a palo seco"

A música em si é bonita, mas uma parte da letra me fez dar um pulo: "perfeita!!!! essa musica é pra mim!"

Que nada... o resto da música não tem nada a ver hehehe... a sensação deve ser parecida com aquela de um dia, sem querer, encontrar na rua um nariz lindo.. perfeito em todos os detalhes... simétrico... delicado... e colado nele estar um rosto, uma expressão e uma personalidade que destoam...

Tá, quem sou eu pra dizer que a bendita parte da letra destoa com o resto da música? Não to dizendo isso... ela tem muito a ver sim dentro do contexto. O resto é que não entraria no MEU contexto... é uma música bem política... de luta.. vibrante...

Deixando de fazer mistério, a parte da letra é essa aqui:

"Tenho 25 anos de sonho e de sangue, e de américa do sul..."... podem até achar besteira... mas a mim ela tocou...

Segue o link pra uma bela montagem feita com essa musica na voz de oswaldo montenegro (não, a música não é dele. E nem dos Los Hermanos... é do Belchior.): A Palo Seco


postado por GULIVER LEE às 6:58 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Outubro 19, 2006


Quando as palavras perdem o sentido...

Hoje na rua eu passei em frente a uma loja de aluguel de roupas. O nome da loja era Traje a Rigor. Na mesma hora eu pensei: "Hmm... olha só.. uma loja com o nome inspirado na banda Ultraje a Rigor". Mas aí cheguei em casa e percebi meu retardo mental.
Putz... claro que o nome da banda que foi um trocadilho com a expressão "traje a rigor"...
Mas aí pensei de novo (pensar é legal): quem garante que a tal lojinha não tenha se inspirado como eu pensei? E eu tenho certeza de que eu não sou a única pessoa que já passou na frente dessa loja e pensou "se inspiraram na banda".

Pra ver como que na nossa língua o que era deixou de ser... e que muitas vezes pras palavras e expressões a gente entra em dilemas como "quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha", ou "tostines vende mais porque é fresquinho ou é fresquinho porque vende mais?"

Próxima missão: descobrir porque a loja que eu vi na mesma rua se chama Quitanda e não "frutaria"....


postado por GULIVER LEE às 9:05 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Outubro 17, 2006


No dia 11/10 eu fiz a prova do reingresso pro curso de letras. Pra ver como eu gosto dessa área, tive prazer fazendo essa prova...
Não tenho muitas esperanças... duas vagas, 30 concorrentes. Provavelmente cometi erros de concordância, colocação pronominal... não me preocupei com as margens... coisas que uma banca de correção desse curso não vão perdoar.

A prova era pra que se fizesse um ensaio sobre um tema dado na hora. O tema era um pequeno texto que falava dos deslizes já cometidos pelo nosso presidente ao falar em público, e as opiniões de alguns gramáticos e lingüistas sobre a necessidade ou não de o presidente dominar a norma culta d alíngua. Eu teria que me posicionar e argumentar sobre isso. Segue o meu rascunho que eu trouxe pra casa

p.s.: Só assim mesmo pra eu falar de política neste blog...
p.s.2. Parabéns a quem conseguir ler tudo....

O bem falar e o bem governar

No ano de 2002 o nosso país vivia um momento histórico: pela primeira vez um cidadão de origem humilde, sem nível universitário, ex-proletário, chegava à Presidência da República. Num contexto de insatisfação com os governos anteriores, a população - em sua maioria trabalhadores e desempregados com um baixo nível econômico e, conseqüentemente, cultural - levava ao poder aquele que, em tese, mais poderia atender a seus anseios e necessidades.

No Brasil o Presidente da República ocupa os cargos de Chefe de Governo e Chefe de Estado. Ele representa o nosso país interna e externamente. Por esse motivo, espera-se que o mesmo demonstre um nível de cultura que não cause embaraços ou desconfiança frente aos seus governados e aos governantes de outros Estados.

É provavelmente por tal razão que o nosso atual presidente é alvo de tantas críticas em relação ao seu linguajar e à sua cultura

Faz-se presente um paradoxo: a origem humilde e o nível não elevado de educação do nosso presidente, os quais tanto o aproximaram do povo, tornando-o, talvez, o mais adequado para governá-lo, são os mesmos fatores que alguns argumentam como os fundamentos de sua inadequação.

A verdade é que durante os seus quase quatro anos de governo algumas gafes de fato foram cometidas, para o deleite de seus críticos e opositores. Mas nada que prejudicasse na essência o que se pode chamar de "governar bem"

Realmente não resta dúvida de que o Presidente lula não domina as normas cultas de nossa língua, mas isso não o impede de expressar-se bem e fazer-se entender. O domínio da língua portuguesa não significa ser um bom líder. Caso assim fosse os nossos gramáticos, lingüístas e literatos seriam os melhores representantes do nosso país

Não estou tentando dizer que o "falar bem" não seja uma característica que um estadista deva possuir. Um "analfabeto oral" de forma alguma deveria chegar à presidência. Estou apenas defendendo o argumento de que não é necessário ao Presidente dominar a norma culta do vernáculo caso seja capaz de expressar-se bem.

Ser um bom líder envolve fatores muito mais primordiais, como a ética, o trabalho, e o pensamento voltado para seu país e para seu povo. A falta de qualquer um deles é que pode, ou melhor, deve ser alvo de críticas seja no atual Presidente, seja em qualquer outro que venhamos a ter.

A cada vez que eu leio parece que está pior... :p


postado por GULIVER LEE às 2:29 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Outubro 10, 2006


Pode-se sonhar...

O soldado estava em sua trincheira... fumaça e poeira não deixavam que se visse nada ao redor. Sons de tiros... explosões... ao seu lado um companheiro morto... ao longe os gritos de alguém pedindo socorro.
Um assovio surdo... sinal de que uma bomba vinha em sua direção.. haveria tempo suficiente para que rezasse pela sua vida?

E então ele acorda... ele não é um soldado. Era tudo um pesadelo! Ele é um marujo de um navio mercante... mas que barulho é esse? Gritos no convés... piratas! Piratas sujos e desdentados... pilhando, roubando e matando a tripulação... o marujo ouve passos inconstantes (uma das pernas deve ser de pau)... em breve entrarão na despensa aonde estava dormindo e o pegarão...

E então ele acorda... mais um pesadelo... puxa... as coisas que se sonha na solidão de uma estação espacial... o astronauta se hidrata e se prepara pra sua ronda externa... tranqüilidade... um passeio no escuro vácuo... há um pequeno vazamento de algum gás no quadrante 38... ele vai chegar perto pra tentar vedar. E é nessa hora que ocorre um estouro... o buraco aumenta e estilhaços voam em sua direção... a sua roupa está rasgada... e agora será o fim?

E então ele acorda... ele não é mais um soldado, nem um pirata e nem um astronauta. Ufa... Ele é só Estevão, um jabuti de 09 meses, em sua toquinha feita de uma caixa de celular nokia... dentro de sua ampla casa forrada com jornal... aonde ele tem comida e água todo dia... e a única preocupação que tem é quando aquele humano vem pegá-lo pra tomar sol ou banho...


Sim... jabutis sonham... e muito mais do que muita gente.


postado por GULIVER LEE às 4:57 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Outubro 04, 2006


O poder do não ter

Por alguma razão hoje eu me lembrei de uma sobremesa de chocolate que compraram na minha casa quando eu tinha 5 anos.
Eu me lembro de detalhes... o pote era grande como um pote de sorvete... pela foto imagino que era algo da categoria de um chandelle. e eu lembro que quando chegou do supermercado eu quis comer e não pude... só não sei se era pq tinha que ficar no congelador antes, ou se era pq eu ainda ia jantar.
De qualquer forma eu nunca comi aquele doce... um dia eu cheguei e perguntei por ele e me falaram que já tinham comido.
Eu, um pobre menino de 5 anos de idade fiquei triste... e eu me lembro ainda que estava aprendendo a ler.. e que na tampa da sobremesa tava escrito "tamanho família". Talvez tenham esquecido que eu fazia parte da família também, né?

Bom, acabado esse desabafo eu já poso dizer que me recuperei do trauma (tanto que passei muito tempo sem pensar nisso).

Mas agora uma coisa tá me martelando a cabeça: eu tenho certeza de que aquela sobremesa tinha o melhor sabor do mundo... o sabor que eu não experimentei.

É que nem outra vez em que eu deixei de ir na casa assombrada de um parque de diversões porque fiquei com medo... Eu me lembro de mim mesmo tremendo na fila e minha mãe falando: "se não quiser ir tudo bem". Eu tinha 7 anos. E eu sei que essa casa assombrada não era que nem os trens fantasmas em que geralmente vamos, aonde os monstros são feitos de lanternas e meias velhas.
Dias depois meus colegas diziam como era legal esse brinquedo... que os monstros agarravam a gente.. e que tinha passagens secretas...
Daí hoje em dia eu tenho quase certeza de que aquele seria o brinquedo mais divertido em que eu poderia ter ido...

Quantas vezes eu não fui acordado ou tive que acordar pra trabalhar/ir pra aula/fazer uma prova...? e podem ter certeza: aqueles sonos interrompidos estavam sendo os melhores da minha vida.
Sabem o que é acordar no friozinho sentindo seu corpo todo relaxado, confortável, sua cabeça leve e pálpebras pesadas... com a impressão de que vem um sonho bom... mas eu tenho que acordar.
E ironicamente quando eu não preciso acordar cedo os sonos são chatos... eu fico cansado de ficar na cama... tá calor... tem muita luz entrando pela janela...

Talvez por isso que durante a minha adolescência eu teorizava que uma grande porcentagem do "ser feliz" estava em se buscar o que não se tem... (e não estou falando só de coisas materiais, como podem ver acima)... estranhamente parece que às vezes a busca é mais gratificante que a conquista.
Hoje eu sei que "ser feliz" não é isso... mas não está descartada a minha teoria de que as coisas que a gente não teve "foram" as melhores...


postado por GULIVER LEE às 9:52 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Outubro 02, 2006


Este é um post sobre as "aventuras fantásticas" da minha infância.

Se você quiser saber como começou vá para 1
Se você quiser saber no que deu vá para 2
Se você quiser ver o fim vá para 3
Se você não tem interesse em ler esse post, fecha o navegador e vai pra PQP.

1 - Começou sem querer... eu já gostava de ler uma coisinha ou outra. Na maioria revistas em quadrinhos da turma da mônica e Disney. Aí numa viagem ao Rio de Janeiro vi um livro do meu primo... era diferente. Ele lia usando dados, um lápis e papel. Descobri depois que era um livro-jogo, o que depois se popularizou com o nome de "aventura-solo", aonde o leitor encarna um personagem e escolhe o caminho que quer entre as opções dadas (que nem o começo deste post... sendo que o livro tem mais de 400 números praonde ir durante a aventura). Esse livro do meu primo, da série de livros "aventuras fantásticas", se chamava "Demônios das Profundezas". Apesar do tom satânico desse título era uma aventura realmente fantástica, aonde um marinheiro caía no mar depois de enfrentar piratas, e por alguma magia ele passava a conseguir respirar e se movimentar debaixo da água aonde enfrentaria desafios, recolheria tesouros, desafiaria monstros etc...

Imaginem o brilho no olhar daquele adolescente sonhador... meu primo viu que eu gostei e sugeriu à minha avó que me desse outro livro de natal. Ganhei "A Nave Espacial Traveller", aonde eu encarnava um capitão de uma nave espacial que se perdia quando atravessava um buraco negro. Depois desse comprei outro.. e outro.. e outro... dos temas mais diversos... me transformando em super-herói que luta contra o crime em um livro, a um piloto que comanda robôs gigantes em outro. De um guerreiro das estradas em um mundo pós-apocalíptico até um caçador de vampiros em uma época sombria...
Nessa brincadeira acho que cheguei a ter 16 livros da coleção... e não dava pra enjoar...os temas eram muito variados... e a cada vez que se jogava cada um você podia encontrar coisas diferentes... tá certo.. passei a ser encarado como o esquisito pelos meus primos... deixei de ir a um show de Biquini Cavadão uma vez pra ficar jogando e escutei muitas críticas (mas peguem leve, eu só tinha 12 anos)



Então aconteceu um dia, quando eu fui comprar um dos livros, de eu comprar um que era da mesma coleção... mas não era um livro-jogo... era um romance... que eu li do começo ao fim e adorei... meu primeiro livro grande... senti até orgulho.

Tive também o livro-jogo duplo chamado "Fúria de Príncipes". Eram dois livros: "o caminho do Guerreiro" e "o caminho do Feiticeiro". Nesse podia-se jogar com duas pessoas ao mesmo tempo... em algumas horas os heróis andavam juntos e em outras separados. Era a história de dois príncipes que deveriam passar por uma busca e no final aquele que se saíss melhor seria declarado o novo rei. Eram os irmãos gêmeos Colthar (o guerreiro) e Lothar (o mago). Só me lembro de ter jogado com uma pessoa, que era exatamente o meu irmão. Ele foi o guerreiro e eu o feiticeiro.
Me lembro agora de uma cena em que o personagem do meu irmão andava separado do meu... e que algum vilão falava pra ele "seu irmão é um traidor e vai tentar te matar". Entre as opções que poderiam ser escolhidas meu irmão escolheu aquela em que ele chamava o vilão de mentiroso e enfrentava ele. Na época não significou nada... mas hoje lembrando (ainda mais estando há um bom tempo separado de verdade do meu irmão) isso mexeu um pouco.... Se quiser saber no que deu vá para 2, se quiser saber o fim vá para 3.

2 - Esses livros me levaram a conhecer o RPG.... RPG que é diferente dos livros jogos porque nele nós não apenas escolhemos o caminho. Nós fazemos ele. Tipo: se você está na frente de um monstro não vai ter apenas as opções de lutar ou fugir como teria, por exemplo, num livro jogo. No RPG você poderia planejar uma armadilha pro monstro, chamar ele de feio, oferecer um refrigrante pra ele... e os temas possíveis são infinitos, afinal de contas é um jogo que não depende essencialmente de mais nada além do que da nossa imaginação.
Ah, outra vantagem é que os RPGs são jogados em grupo... e por causa dele eu fiz e fortaleci grandes amizades, com as quais eu continuo até hoje... Se quiser saber que livros deram origem a isso vá para 1, se quiser saber o fim vá para 3.

3 - O fim na verdade não é o fim... a verdade é que passei a gostar muito mais de leitura por causa dessas "aventuras". Infelizmente vendi quase todos os meus livros-jogos menos 2... infelizmente mesmo, porque se eu soubesse o quanto eles fariam falta hoje. Quanto ao RPG continuo gostando... mas continuo não jogando. OS amigos de RPG se mudaram... ou, como eu, não têm muito tempo ou oportunidade de jogar... e o futuro? E meu sonho de escrever? Quem sabe um dia não serei eu a colocar maluquices e fantasias num papel e inspirar um adolescente que gosta de viajar no mundo infinito que é a sua própria cabeça...


postado por GULIVER LEE às 10:10 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Setembro 27, 2006


It's like rain on your wedding's day

Era uma manhã de segunda-feira e o Sr. Nakamura acordara cedo. Ele preparou um bolinho de arroz. Talvez não tenha reparado naquele pozinho no arroz que significava que o mesmo já estaria um pouco passado...
Mas mesmo que tivesse reparado, tudo bem... pra tudo o que andava acontecendo quem ia ligar de comer um arroz que estivesse alguns dias fora da validade?

Bom, 10 minutos depois ele ligou... teve a maior diarréia da sua vida. Os barulhos que vinham de sua casinha pareciam os grunhidos da fúria de um samurai.

Recomposto depois de tomar um chá de ervas, o Sr. Nakamura foi caminhando até a tecelagem em que trabalhava. No caminho uma carroça passou rapidamente por uma poça d'água molhando toda a calça do Sr. Nakamura.

Nosso herói já desconfiado de que aquele talvez não fosse seu dia de sorte, continuou caminhando ao trabalho. Finalmente chegou ao trabalho (não sem antes ter tropeçado em um paralelepípedo na esquina).

Sentou-se em sua mesinha e quis ligar o rádio para ouvir notícias a respeito da campanha dos soldados do império. Levou um tremendo choque... e a instalação elétrica estourou estragando os equipamentos da tecelagem. O Sr. Takahashi, seu chefe, viu aquilo e não pensou duas vezes... demitiu o Sr. Nakamura.

Envergonhado e ao mesmo tempo triste, ele voltava pra casa... de repente viu uma moeda de ouro no meio da rua e acreditou que sua sorte finalmente estava mudando... exatamente na hora em que ele foi atropelado por um bondinho e morreu...



Sr. Nakamura





...2 minutos antes de a bomba atômica atingir Hiroshima, a sua cidade...


postado por GULIVER LEE às 6:29 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Setembro 25, 2006


Gostar disso é sinal de que to ficando velho?

Eu depois de um tempo que passei a gostar dessas coisas... e às vezes me pego cantando andança, águas de março, e essas coisas velhas aí...
De qualquer forma eu sou fã dessa mulher. Ouvir a emoção dela cantando é demais... (mesmo achando que nesse video ela tava beeem drogada).

Pegando o diapasão de "como nossos pais", foi engraçado agora meu pai se revoltando quando soube que vou votar em Heloísa Helena. Ele saiu e entrou do meu quarto várias vezes só pra expôr os argumentos de que eu estou jogando meu voto fora, que ela é o Lula de 20 anos atrás, que nunca vai chegar ao poder sem abrir concesões... etc etc.

De qualquer forma o voto é meu e ninguém tasca.

P.S.: Não venham me xingar ou me criticar que eu apago o comentário... não discuto política no meu blog. :D


postado por GULIVER LEE às 8:17 PM

Comentário reserva:

Domingo, Setembro 24, 2006


Coisa "meia" estranha...

Aonde vão as minhas meias? O que o destino reserva a elas?
Este ano mesmo eu comprei cerca de 10 pares... só pra garantir minha "sobrevivência" na ida diária ao trabalho...
Mas aí quando vou procurar as meias, cadê? Ou eu não acho nenhuma ou eu acho as solitárias sem par...
O mais estranho é que eu mesmo lavo e passo as minhas roupas, daí nem dá pra culpar uma empregada desordeira...

As meias simplesmente somem... como? por que?
Será que uma daquelas fendas no tempo teorizadas pelos metafísicos se encontra bem neste apartamento e exatamente dentro da máquina de lavar?
E o que teria do outro lado? Um mundo de meias amarrotadas sobre os quais criaturas fantásticas caminhariam?

E se não for uma fenda no tempo? E se as meias têm vida própria e elas estão insatisfeitas com a maneira que eu piso?

E se elas simplesmente entram em combustão espontânea e por isso desaparecem?

E se....

No meio de tantos "se" eu pergunto: Cadê a meleca da minha meia preta pra eu ir pro trabalho amanhã?


postado por GULIVER LEE às 10:45 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Setembro 21, 2006


Da série: arquivos esquecidos do meu blog

Terça-feira, Setembro 21, 2004

Aqueles momentos sem preço

Contexto: Casamento do meu amigo Raoni sexta-feira. Por causa disso nosso amigo Alfredo veio de Brasília. Reunião de 4 amigos na casa de Júlio e às 23:30 resolvemos ligar pra um ouro amigo, João Pedro, no Rio Grande do Sul. e assim se seguiu a cena...

Alfredo: Ah... ele tá dormindo? Tem como acordar ele? Ah.. tá bom...

Daí ele passa o telefone pra mim:

Eu: Alô
...: Alô (pra mim era a voz de João Pedro)
Eu: E aí viado!
...: Quem é?
Eu: É o fantasma! Peraí que eu vou passar pra alguém q tá morrendo de saudade de vc.

Daí eu peguei o telefone e passei pra Marcel

Marcel: Pedrinho (com voz de gay), onde é que você está?

Aí ele fica um tempinho calado, desliga o telefone e fala: "ERA O PAI DE JOÃO PEDRO!"

Até agora não tivemos notícias de João... talvez ele tenha apanhado de manhã do pai pensando que ele é gay...


postado por GULIVER LEE às 2:38 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Setembro 19, 2006


Algumas coisas a se saber sobre mim:

-Eu nunca vi um filme de 007 e me orgulho disso (vai estar escrito na minha lápide)
-Quando criança eu achava que o Oscar devia se casar com a Hortência
-Tenho agonia se qualquer um encosta no meu esterno ou no meu pomo de adão.
-Sou um desastre em qualquer esporte com bola
-Dobro os meus polegares fazendo 90 graus entre as falanges
-Tenho memória de dar inveja aos amigos, sobre fatos das nossas vidas
-Acho pão com leite condensado uma delícia
-Queria ter um bicho preguiça


postado por GULIVER LEE às 6:25 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Setembro 14, 2006


"Bom dia galera..



Eu sou um Gilmar...

Quem assistia a TV colosso lembra... entre os muitos personagens que trabalhavam naquele canal de televisão havia, na base, figuras essenciais, carismáticas e trabalhadoras... os gilmares.
Com seus bonezinhos e coletes vermelhos, eles faziam tudo, desde uma faxina até um conserto.
O gilmar tico-tico até trocava "lâmpidas"...
Sim, eles tinham sobrenomes diferentes, mas eram todos gilmares...

(eu bem que queria fotos pra mostrar todos, mas elas não existem na net! Fora raras exceções...)

O Gilmar das Candongas era o vira-latas com voz de malandro. Um dos principais personagens da TV colosso na verdade... e pra quem não sabe ele era a identidade secreta do super-cão. shhh!

O gilmar Tico-tico era um bochechudo... bulldog, eu acho.

E por último tinha o Gilmar Gilmar... era o meu preferido.. de cara achatada e voz rouca. Ele tocava surdo no pagodinho dos gilmares...

E por que eu sou um Gilmar?
Ora... porque no meu trabalho eu sou só mais um entre os outros, me botam pra fazer qualquer coisa, trabalho pra cacete, não subo na vida, mas mesmo assim me divirto com a galera... hehehe


postado por GULIVER LEE às 6:54 PM

Comentário reserva:

Sábado, Setembro 09, 2006


momento humor fofo:

-Alô?
-Alô
- (vozinha de criança)
-Menino, onde é que tá o seu pai?
-Ele tá conversando com o bombelo..
-Bombeiro? E a sua mãe, deixa eu falar com ela...
-A mamãe tá falando com os puliça
-Polícia??? Peraí, que barulho é esse aí no fundo?
-É o licoptero da polícia...
-Helicóptero? Ah, meu Deus, o que diabo tá acontecendo aí??
-shhh... É que eles tão me puculando...


+

"Piada" interna...

A gente cresce e vê as cachorradas que acontecem no mundo...


postado por GULIVER LEE às 8:49 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Setembro 06, 2006


Adivinhem quem vai trabalhar amanhã?

Que melda hein? :p

Falando em "melda", olhem só o que eu achei na net:



É, caiu o nível... eu sei ¬¬


postado por GULIVER LEE às 2:26 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Setembro 04, 2006


Revendo vídeos da minha infância prestei atenção a algo muito interessante...
Eu tinha olhos vivos... abertos... . Não to falando no sentido figurado, como esperteza. É literalmente mesmo...
Olhos grandes... olhando pra todos os lados... prestando atenção. Como se a cada segundo eu fosse aprender algo novo e não pudesse perder.

Olhar inocente de quem não conhece a maldade do mundo, de quem nunca chorou por algo maior do que uma queda ou uma briga com o irmão mais velho.

E uma vez aos 11 anos uma colega nova falou que me achava com cara de assustado... assustado nada! Eram os olhos.

Só não sei quando os olhos se semi-cerraram. Deixaram de ser curiosos... trocaram a inocência pela aceitação.

Eu já testei arregalar os olhos e andar por aí... mas não é a mesma coisa... é forçado.

Realmente não sei quando acabou..


postado por GULIVER LEE às 9:52 PM

Comentário reserva:

Sábado, Setembro 02, 2006


Meu post passado esqueceu de passar desodorante?
Por que ninguém o comentou?


postado por GULIVER LEE às 8:08 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Agosto 30, 2006


poxa... vocês não têm imaginação...
aposto que a maioria que pediu pra eu continuar a história também não estavam satisfeitos com "matrix 1" e ansiavam por aquelas maravilhosas continuações. hehehe

Mas falando sério, pra mim a graça nesse mini-conto estava em deixar esse mistério... esse suspense que dá até um calafrio na espinha. E o final seria infinito... por conta da imaginação de vocês.

Mas quem sabe um dia eu me inspiro e continuo...

Pra não perder o post deixa eu escrever um outro conto, que na verdade não é meu. Eu me lembro que ele era uma das lições do meu curso de inglês no Watford... é, só lembro... não to com o texto na mão, vai sair do fundo da memória. E também tem um final vago.. mas q é mais fácil de os leitores completarem hehehe.

Uma espaçonave em uma longa missão desce em um planeta azul...
Os dois astronautas saem da nave e começam a explorar o planeta. Vêem árvores e plantas de um verde vivo, rios de água límpida e corrente que seguem para cachoeiras deslumbrantes, nos quais nadam uma grande variedade de peixes...
Pássaros pousam nas árvores e vários outros animais cruzam seu caminho..
Após uma análise da atmosfera eles percebem que o ar também não é perigoso pra eles e retiram seus capacetes. Percebem a existência de frutas diferentes e suculentas e as experimentam... deliciosas... passam o dia recolhendo amostras.
Finalmente depois de horas voltam à espaçonave para partir.
Um dos astronautas tenta avisar a base que estão partindo... não consegue comunicação. Tenta fazer a nave ligar mas ela não responde... simplesmente não funciona. A nave simplesmente não tem energia. Não passa de um artefato inanimado. Daí ele se vira para o outro astronauta, que na verdade é uma mulher, e fala:
"Eva... a nave não funciona... estamos sem energia..."
e ela responde:
"Adão... quer dizer que estamos presos nesse planeta?"


....


postado por GULIVER LEE às 7:21 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Agosto 28, 2006


Um homem entra no elevador. Está arrumado. Terno impecável. Cabelo no gel. Pronto pra mais um dia pegando seu carro importado e indo a seu escritório de publicidade... o elevador vai descendo... 9, 8, 7, 6, 6, 6, 6...
"Engraçado... o contador dos andares quebrou" - pensa o homem.
E o elevador desce mais 7 andares... 8... 9... ele pode ver os andares passando nas frestas da porta...
O homem já começa a se preocupar... puxa o interfone e só escuta estática...
O elevador continua descendo... claro que ele já perdeu as contas, mas é provável que já tenha descido mais uns 20 andares... ele esmurra as portas, ele grita.
Nenhuma resposta... ele afrouxa a gravada... desmancha o cabelo quandoenxuga o suor que corre no seu rosto...
Ele não entende... 15 minutos... meia hora... a essa velocidade quantos quilômetros será que ele já foi debaixo da terra?
Será que ele vai morrer? Será que... ele já está morto???

E o que está se passando no mundo lá fora? No mundo lá em cima?...


postado por GULIVER LEE às 10:35 PM

Comentário reserva:


Num tava mais agüentando a cara amadora do blog...
e como minhas amigas designers tão muito ocupadas pra fazer algo por mim (e não são minhas empregadas tb, né?) peguei o primeiro template que achei que tinha o mínimo a ver com o nome "em busca da vida adulta"... afinal, vai me dizer que um soldado todo fudido na lama não indica que está "buscando algo".
Ah, e apesar de o nome não aparecer mais na capa, continua o mesmo, tá?

E se não gostaram azar. Não entendo de webdesign... meu negócio é escrever


Já mudei, e agora tá joinha


postado por GULIVER LEE às 9:31 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Agosto 22, 2006


Peguei ela com força...
Segurei com firmeza... ia começar algo importante...
Eu tava nervoso, afinal nunca tinha feito isso antes.

Mas ao mesmo tempo eu tava ansioso, com vontade de fazer.

Comecei a penetrar.. era resistente... eu até sentia os tremores...

E no final tudo deu certo... me animei e fiz mais 4 vezes...


Pra quem já está abismado, surpreso, curioso pra saber mais, ou mesmo já acendendo um cigarrinho, parem... eu não estou descrevendo a minha primeira vez. Pelo menos não no sentido que vocês estão pensando...

Hoje foi a primeira vez sim... a primeira vez em que eu usei uma furadeira. Instalei um espelho no quarto, um quadro no corredor e um porta shampoo no banheiro. Deu tudo certo... me senti o próprio faz tudo (detalhe que nas semanas anteriores instalei o chuveiro elétrico e um girovisor).

Usar a furadeira cura o estresse... dá uma sensação de poder... recomendo.
Ah, e somado a tudo isso ela deixa surdo também.. to ouvindo um "uíiiiiiinnn" até agora...


postado por GULIVER LEE às 10:16 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Agosto 21, 2006


10 CURIOSIDADES QUE ACHEI NA INTERNET
(comentários em itálico)

1- Ratos não vomitam. - Por isso que o mickey nunca foi visto de ressaca

2- Nesse exato momento há mais de 100.000.000 microorganismos se alimentando, se reproduzindo, nadando e depositando detritos na área em volta dos seus lábios. - Rá... imagina a quantidade na área em volta dos lábios da Angelina Jolie!

3- Você pisca aproximadamente 25 mil vezes por dia. - É melhor começar a contar, né? Vai que não to piscando o suficiente

4- Meninos com nomes estranhos geralmente tem mais problemas mentais que as meninas. - Eeeepaaa! Revejam o post anterior. Sabia que tinha uma explicação pras minhas "coisas"

5- Shaquile Oneil usa um par de tênis por partida. - Não sei como não reclamam dele por não usar o resto do uniforme...

6- Uma mulher chamada Mum-Zi já era avó com 17 anos. Ela teve sua filha com 8 anos e 4 meses, e sua filha também se tornou mãe com 8 anos! - O.o

7- Americanos consomem 16.000 toneladas de aspirina por ano. - Cada um???? Nussa...

8- Einstein nunca foi um bom aluno, e nem sequer falava direito aos 9 anos. Seus pais achavam que ele era retardado. - E "Albert" nem é um nome esquisito..

9- É possível ver 500.000 crateras na Lua olhando-se da Terra. - E o cara que as contou deve ter uma vida muuuito interessante...

10- 98% dos japoneses são cremados. - Dos japoneses mortos né?... Os outros 2% são mortos em lutas com robôs gigantes


postado por GULIVER LEE às 6:26 PM

Comentário reserva:

Domingo, Agosto 20, 2006


O significado do meu nome não é fácil de achar...
Você não vai achar naqueles livros em banca de revistas com nomes para colocar em seu bebê.

Nem naqueles sites fofos com o significado de cada nome.

Eu demorei a achar... foi num site de famílias inglesas. Ah, pra quem não sabe "Gulliver" (sim, o original é com dois L) é o nome de uma família inglesa.

Inclusive se não me falhe a memória o nome da personagem tão famosa do livro "As viagens de Gulliver" se chama John. John Gulliver.

Ah, segue abaixo o brasão da família Gulliver... Achei bonito.

Faltou eu dizer o significado, né?

Bom... não é algo pra me orgulhar, mas significa glutão... guloso. Logo eu que sou tão comedido hehehe.

Mas o meu nome tem uma origem diferente... e vou revelá-la aqui agora.
Pode ser surpresa pra alguns já que sempre pra não me encherem o saco eu falo que meu nome vem da famosa história e pronto.
Não, também não tem nada a ver com a fábrica de brinquedos (aliás, é tããããão engraçado quando fazem essa brincadeira dizendo que sou um brinquedo, ou dono da fábrica de brinquedos... ¬¬)

A verdade é que minha saudosa mãe quando estava grávida viu esse nome num caminhão de mudança. A empresa se chamava "mudanças Guliver" Tá podem gozar da minha cara... eu gosto do meu nome. :p

Só não paro de pensar que eu poderia me chamar "Granero Lee"... ou "Rapidão Cometa Lee"...


postado por GULIVER LEE às 11:00 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Agosto 16, 2006


A gente sabe que está ficando velho quando assiste a um jogo da seleção brasileira, olha pra dupla de ataque e não pensa mais "eu quero ser que nem eles!", e sim "eu queria ter sido que nem eles..."



postado por GULIVER LEE às 8:55 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Agosto 15, 2006


Lembram da história do zezinho que criei em 19 de janeiro? Não? então vão ver os arquivos, bestas!
Vou tentar aquela brincadeira de novo. Consiste em pegar uma imagem aleatória no google e criar uma história ou descrição sobre ela. Dessa vez procurei pela palavra "vovis" (???) no diretório de imagens do google.
Vamos dar nome aos bois... essa "seção" vai se chamar:

Porta-retratos

Episódio 2

Conheçam Lester Bartholomew Bog

Lester é um jovem rapaz de 59 anos (mas com um corpinho de 58). Ele não tem namorada e está em busca do grande amor.
Quando ele era pequeno ganhou o concurso de soletrar. Por causa disso sua mãe disse que ele é muito especial. Ah, falando na mãe dele não se preocupem pretendentes, porque ela não manda mais ele arrumar o quarto. Afinal, agora ele já é um rapazinho e tem seu próprio "cafofo" no porão de casa.

Alguma interessada? Ainda não? Então imaginem essas sombrancelhas sensuais indo pra cima e pra baixo como se ele estivesse dizendo: "topas? hein hein?"


postado por GULIVER LEE às 8:16 PM

Comentário reserva:

Sábado, Julho 29, 2006


Atualizando

Espero que algumas pessoas que leiam isso aqui não se assustem demais co o teor surpreendente das novas...

Um dos motivos de eu estar sumido é que eu estava resolvendo problemas do meu apartamento com sílvia...
É sim... apartamento com sílvia. Ano passado ela deu entrada num apê que caía como uma luva pra gente. E esse ano comecei a ajudar ela no pagamento... é nosso.
Agora estamos limpando e montando (não imaginam o trabalho que dá).

Outra novidade é que a partir de hoje, dia 29 de julho, meu namoro com sílvia acabou... pois é... foi ótimo enquanto durou. Mas o namoro acabou pra dar lugar ao noivado.


Sem saco de tirar foto agora, foi no scanner mesmo

Sim, sou noivo e feliz, não importa o que digam...
Nesse ponto é interessante mencionar um paradoxo... as pressões dos namoros longos..

Há pessoas que após um tempo de namoro se sentem pressionadas pelas outras dizendo: "e aí, vai casar não? Tá só enrolando, né?"
Aí por outro lado tem aquelas pessoas que quando noivam já são pressionadas assim: "Rapaz, você é doido? Se prender tão cedo... vá estudar, vá estruturar sua vida antes!"

Então qual é a hora certa de pensar em casamento?

Simples... é a hora quw você sentir... é a hora em que você pensa "tá faltando o que pra isso?"

Se precisam de mais lógica pra entender, aqui vai uma matematicazinha:

idade certa + pessoa + estrutura + certeza (amor) = sim...

Tá agora fiquei meio perdido nas palavras. deve ser a emoção hehehe.

Nos próximos episódios prometo voltar ao normal.


postado por GULIVER LEE às 7:22 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Julho 18, 2006


Imaginem um mundo com menos crimes... um mundo aonde todos resolvessem seus problemas em uma conversa civilizada... um mundo aonde pudéssemos caminhar pelas ruas, sem medo, semprecisar olhar pra trás e pros lados.
Imaginem poder dormir sem trancar todos os cadeados e travas da sua casa... imaginem que se por um acaso você batesse o carro teria certeza de que o outro motorista perguntaria se você está bem, ao invéns de xingar você ou partir pra agressão...

Imaginaram esse mundo utópico sem crimes, perfeito?

Pois é... eu imagino também, todo dia quando eu vejo o tanto de trabalho que eu tenho que fazer simplesmente porque as pessoas cometem crimes... :p


postado por GULIVER LEE às 10:04 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Julho 07, 2006


Hoje fiz minha primeira cagada no trabalho...



:( ... triste né?
Mal comecei e já cometo uma cagada...

Se eu fiz alguma besteira e levei bronca? Nãooo!!! aiai... essas pessoas que não entendem as coisas ao pé da letra...

Na verdade eu cometi uma cagada mesmo... engraçado que passei a manhã em casa normal... e foi só eu pôr os pés no trabalho que já comecei a suar frio... aquelas agulhadas no baixo ventre...

Ainda tentei desviar meu pensamento daquelas sensações, ficar conversando com os colegas, mas não deu... peguei a chave do banheiro dos funcionários e fui direto.. tava ocupado... voltei pra sala e fiquei conversando um pouco mais... 15 minutos depois peguei a chave e fui pra lá... Tudo bem que o banheiro é privativo dos funcionários, mas nada parecido com o aconchego do meu lar...
Fiz aqueles malabarismos necessários em banheiro publico e.... [CENSURADO]... felizmente consegui sair do banheiro ileso e voltei pra sala como se nada tivesse acontecido... quer dizer... colegas de trabalho me vêem pegar a chave do banheiro e só voltar 10 minutos depois... espero que não saibam somar 2+2 :p...
Ah, o resto da tarde foi tranquilo...

P.S.: Se você está aí impressionado com o nível do que eu escrevo no meu blog, saiba que esse blog não tem tabus! (nem tobus)


postado por GULIVER LEE às 6:55 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Junho 29, 2006


Erros de "tradução"

O mundo da gente cai quando descobrimos que estamos errados...
Foi preciso assistir a um DVD com legenda em português pra saber que por 17 anos eu cantei a música "Oceano" do Djavan de forma errada...

Eu cantava "A maré, um deserto e seus temores..."

e o certo é "Amar é um deserto e seus temores...."

Poxa... eu ainda acho a minha versão mais poética... percebam a ironia... maré x deserto... poxa... ¬¬

realmente Amar é não tá pra peixe...


postado por GULIVER LEE às 10:05 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Junho 20, 2006


E pra que serve o Orkut?



Se me fizessem essa pergunta há seis meses eu diria que pra muita coisa... e que era uma invenção boa... e que eu nunca sairia.
Diria...

Como tudo que é bom dura pouco, logo conseguiram fazer de algo inofensivo algo chato. Inventaram as mensagens em massa... passamos a receber peixinhos, coelhinhos, piadas daquelas pessoas com quem vc nunca conversou direito, mas que está mandando pra todo mundo da lista dela.

Aí inventam bots (perfis falsos e automáticos...) que entram nas comunidades que eu criei fazendo propagandas pornôs... e a maioria sendo links de vírus...

Então eu percebo que os únicos fóruns que eu visitava (de time de futebol, de concursos, de exame da OAB) ou ficaram repetitivos ou perderam a razão de ser pra mim...

A interação social também foi ficando escassa...
Fuçar perfis alheios virou uma dificuldade (e não, eu não era um fuçador profissional, mas não poder entrar num perfir só pra identificar uma foto por causa dessa frescura é fodis...).

Aí nas últimas semanas eu percebi que eu tava entrando no orkut pra ver nada...

Cometi então o orkuticídio... peço desculpas aos amigos virtuais, mas... ei... eu to aqui! To no msn também! Lembram como era o mundo antes do orkut? Pois é... ele ainda existe.

Já dizia aquela música: "Eu vou me deletar me excluir do seu orkuuuuutiii..."

P.S.: Sem surpresas no primeiro dia de trabalho... coisinhas maçantes, e logo logo alguns funcionários vão entrar em férias. Ou seja: sobrará pra mim...


postado por GULIVER LEE às 9:19 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Junho 09, 2006


Alguém aí acredita rem numerologia - parte II

A semana começou comigo ganhando um mp3 player... depois fui convocado pra tomar posse no concurso do TJ... em Natal... no dia do meu aniversário1!! Aí Silvinha é aprovada na seleção de um curso de especialização... aí no fim de semana eu (minha cunhada e outros amigos também) sou aprovado no famigerado exame da OAB da CESPE...

Amanhã eu aposto na mega-sena... sem falta!


postado por GULIVER LEE às 11:29 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Junho 06, 2006


Alguém aí acredita em numerologia?



Eu sempre achei o máximo ter nascido em dia e mês com o mesmo número. Sorte eu tenho de poder ter um aniversário em que dia, mês e ano coincidam...

Mais interessante ainda é saber que escrituras religiosas e muitas obras de ficção relacionam o número 666 com a besta... o coisa ruim.
Já ouvi gente dizendo que hoje seria o fim do mundo. Eu mesmo brincava dizendo que no meu aniversário de 25 anos eu mudaria e ficaria endiabrado hehehe.

Bom, sabem o post abaixo que fala que eu ia ser chamado em um concurso? Pois é... saiu hoje... dia 06/06/06 Guliver deixou a fila do desemprego e entrou pra População Economicamente Ativa ocupada...
Por falar em presente de aniversário, né?
heheheh

Ainda tá no começo, mas já posso dizer que é um aniversário feliz.

Parabéns para mim...


postado por GULIVER LEE às 9:00 AM

Comentário reserva:

Domingo, Maio 28, 2006


Não se assustem com a nova cara do blog e com o amadorismo de sua criação. É porque eu fiz tudo! :D

E não mudei só porque eu tava enjoado do anterior (sejamos francos, faz uns 4 meses que não vejo meu baixo...) mas é porque realmente eu estou em uma nova fase da vida...

Uma coisa que não falei aqui é que eu tinha passado num concurso federal. DNIT. Sexta-feira saiu o resultado final e eu realmente fiquei dentro das vagas. O cargo é e brasília. Bem, mas eu não vou assumir. Pois é.. apesar de todos esses anos reclamando do desemprego, não vou querer esse. Isso porque estou pra ser chamado em um concurso aqui, cujas provas foram há quase 4 anos (sabem aquele ditado "quem espera sempre alcança"? É isso aí...)

Vou voltar a ter meus dias ocupados, vou receber meu dinheirinho, vou me estressar... tem coisa melhor do que isso?

E olhem bem... o título do meu blog é agora praticamente perfeito: quase 25 anos + emprego estável + namoro de quase 2 anos + vários planos em vias de concretização = Guliver alcançando a vida adulta


postado por GULIVER LEE às 5:28 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Maio 17, 2006


Elas me chupam e eu tenho vontade de matá-las

Bem, a foto já tirou a ambigüidade do título, logo vocês já sabem que to falando de pernilongos.
E por que eu falei "elas"? Bem, não sei se vocês sabem, mas entre os mosquitos hemófilos só quem pica e suga o sangue é a fêmea. Os machos nem chegam perto da gente. Portanto se um dia vocês forem picados por um pernilongo e quiserem xingá-lo, lembrem-se: usem adjetivos femininos.
A verdade é que eu não me importaria em ceder alguns mililitros do meu sangue pra essas pestes. Mas elas não se contentam com isso... elas tacam um veneninho só de sacanagem. E o pior é que eu sou alérgico a isso. As picadas em mim coçam mais do que pó de mico, e viram um caroço inchado e com o tempo feridas.
É tipo um ladrão que não se contenta em roubar a TV... aproveita e pixa as paredes!
Por isso que entre os muitos poderes que eu já desejei ter um foi de fazer todos os mosquitos próximos explodirem. Eu ia me divertir tanto ouvindo essas pipoquinhas estourando....

++

Só pra terminar o post, amanhã é minha cirurgia. Vão me botar pra dormir. Desejem-me uma boa viagem.


postado por GULIVER LEE às 6:43 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Maio 15, 2006


Morar em capital pequena é foda... nem de coisa ruim querem ficar atrás.
Explicando: a não ser que você esteja em outro planeta você sabe que uma onda de rebeliões organizada teve lugar nos estados de São Paulo e Mato Grosso, e aproveitando o ensejo o crime organizado executou vários policiais e civis no último fim de semana. De dar medo, né?
Bem, o RN felizmente é um estado relativamente tranqüilo quanto à violência... quer dizer, ela existe sim... todo dia ocorrem crimes aqui... dos mais chulés aos mais hediondos. Mas aqui não vemos o tráfico tomando conta de bairros inteiros... não vemos quadrilhas, não vemos o crime organizado.
Tá, aí vou assistir o jornal local e falam d euma fuga que teve numa delegacia de plantão. 6 presos renderam o guarda, levaram o carro e armas. No jornal teve entrevista com secretário de segurança, com comandante da PM local, etc. etc... o apresentador dizendo que ainda não havia informações se essa fuga tinha relação com os eventos em SP, e queria saber o que a secretaria estadual faria pra prevenir isso... ¬¬
Detalhe que eu ainda não mencionei da notícia: A delegacia de plantão só tinha um policial tomando conta de 40 presos... isso não foi ação de crime organizado, foi uma oportunidade de ouro pra bandidos, fala sério...

Eu já vi a mídia norteriograndense se orgulhando das belezas naturais, se orgulhando da boa qualidade de vida, se orgulhando da cultura nordestina.
Agora querer se igualar à questão do crime organizado ocorrente em metrópoles nacionais?

Devem estar sentindo falta de Lampião e dos cangaceiros, só pode... :p
Parei...


postado por GULIVER LEE às 7:32 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Maio 08, 2006


Hiatus acabado...

Agora eu volto e espero que definitivamente.

Acabou OAB, acabaram estudos chatos...

Tudo bem que agora vem aí uma cirurgia com um pós-operatório bem chatinho. Mas no futuro só vai me fazer bem... Olhem só no que consiste:

CIRURGIA POR VIA LAPAROSCÓPICA
A cirurgia consiste em envolver a parte inferior do esôfago com o próprio estômago. A cirurgia é feita sob anestesia geral. Então o abdômen é insuflado com CO2 (gás carbônico é inofensivo). É inserido uma micro câmera através de 1 dos 5 pontos de incisão (1 cm). Estas incisões são feitas no abdômen em região acima do umbigo por onde serão colocados os instrumentos. Durante a cirurgia o esôfago é envolvido pelo estômago e são dados pontos para a fixação entre eles. Esta técnica estabelece a pressão normal do EIE e previne o refluxo do ácido para dentro do esôfago. O paciente inicia a alimentação liquida no dia seguinte e a alta hospitalar é precoce. Habitualmente o retorno ao trabalho ocorre dentro de 1 semana. Uma dieta leve é recomendada por 1 ou 2 semanas. A dor é maior nas primeiras horas após a cirurgia, diminuindo gradualmente


Pois é... o lado bom é que no futuro vou poder viver sem ter que tomar cuidados excessivos com alimentação e hábitos. O lado ruim é que essa dieta do pós-operatório deve ser um saco... Meu médico falou que eu perderia uns 4 quilos. Mas poxa, com uma dieta de quase um mês comendo só líquido e pastoso... Talvez eu volte à minha forma antiga:


Formatura pré 99 (20 quilos a menos)

É isso aí... sem querer transformar isso aqui num boletim médico, eu vou contar como estará sendo minha recuperação. Torçam por mim.

P.S.: Vou ser sincero.. eu pensei em fazer um post despedida pro caso de acontecer o pior (anestesia geral e talz...) ia ser lindo hehehe... mas desisti... não tem pra que ter pensamento negativo. :) E pra descontrair, segue uma foto do cigano Sandro Roso Madaleno


postado por GULIVER LEE às 8:56 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Abril 28, 2006


hiatus


postado por GULIVER LEE às 7:03 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Março 30, 2006


Meu passado me condena

Quando eu tinha 7 anos e tava na alfabetização (reprovado uma pinóia, é que faço niver no meio do ano), eu tinha uma gangue...
¬¬
É sério... eu vi um filme de gangues aí eu cheguei pros meus amigos e falei: "vamo formar uma gangue, eu sou o chefe". Pois é... EU tinha uma gangue..
Era legal, eu que decidia o que a gente ia fazer...

Eu estudava no La sallinho em Manaus... era uma parte do colégio La Salle reservada para os mais novos. Às vezes pessoas mais velhas apareciam por lá... e certa vez eu e meus amigos (minha gangue) resolvemos ter namoradas... as pirralhinhas da nossa sala? Que nada! Eram as mulheres maduras do segundo grau mesmo...
Eu lembro que um dos meus amigos escolheu uma que tinha namorado, e o cara ficava correndo atrás dele.
Comigo era mais simples. Minha namorada era loira, alta (claro, né, eu não devia ter nem 1,20m) e muito legal... uma vez minha mãe deu um sonho de valsa pra eu levar pro lanche e eu pedi outro. Huahuahuahua, ela nem desconfiava do meu grande plano.
Aí qdo ela passou eu dei o chocolate pra ela. E ela me deu um beijo na bochecha. Meus amigos ficaram com inveja! hehehe

Mas aí um dia qdo minha mãe foi me buscar (ela ensinava lá) uma aluna (desgraçada) dela falou que eu dava chocolate pra uma menina, etc etc... minha mãe rindo, e eu morrendo de vergonha...

Descobriram meu amor proibido... e por causa disso eu passei a ter vergonha e nunca mais fui atrás de Bárbara.... pois é, era esse o nome dela...
Por onde andará Bárbara?

kkkkkkkkk, sem ciúme Silvinha!

P.S.: Post sem foto, mas bem que caberia a foto do zezinho daquele post lááá embaixo.


postado por GULIVER LEE às 12:55 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Março 29, 2006


Sem a intenção de me repetir... eu vou fazer letras...

Mas vou mesmo, acreditem em mim... no fim do ano tem o vestiba, e se a química deixar eu passo.

Já tive a intenção de fazer o curso por hobby, por gosto.. mas domingo ouvi uma das coisas mais especiais da minha vida... Silvinha me dizendo pra eu me dedicar a isso, pra eu fazer disso a minha carreira.

É por essas e outras que eu amo essa menina... outra namorada poderia me desanimar... dizer pra eu passar num concurso de Juiz antes. Mas ela não... ela sabe o que me faz feliz e o que me faz infeliz.

Eu ainda quero passar num concursinho... "inho", pq não preciso ganhar 10 mil reais... o suficiente pra viver e ter estabilidade tá bom... Mas a minha carreira principal eu ainda vou ter!

Uma vez alguém disse mais ou menos assim: "Pense em algo que você faria todos os dias de graça pra o resto da vida... pronto, vc descobriu o emprego dos seus sonhos". Ler... escrever... estudar a língua... pois é. Achei...

E pra variar, mando fotos do serzinho especial que inspirou metade desse post:



E sei que ela vai adorar isso aqui, afinal ela ama aparecer kkkk...
Obrigado por incentivar e apoiar os meus sonhos. ;)

P.S.: Amanhã to pensando em fazer um post que vai fazer ela ter ciúmes huahuahua


postado por GULIVER LEE às 9:16 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Março 14, 2006


Isso aqui ainda existe viu?

....

E tendo feito 3 concursos em menos de um mês e estudando pra mais um exame da OAB posto um textinho que achei na net:

É a histórinha do bambu chinês, e ela diz que plantando-se a semente deste arbusto, não se vê nada por 5 anos - exceto o lento desabrochar de um diminuto broto, a partir do bulbo. Todo o crescimento é subterrâneo, invisível, mas... uma maciça e fibrosa estrutura de raiz, está sendo construída, então, ele crescera até atingir a altura de 25 metros.
Estudar para concursos muito tem a ver com o bambu chinês. Você investe tempo, esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento e, às vezes, não vê nada por meses ou anos. Mas, se continuar persistindo e nutrindo, o seu 5º ano chegará e, com ele, virão um crescimento e mudanças que você jamais esperava.
Apesar de toda a sua altura, por ter muita fibra, o bambu chinês é capaz de curvar-se até o solo durante um vendaval. No entanto, tão logo cesse o vento, ele se reergue e volta a ser majestoso como sempre.
Tenha a fibra e a flexibilidade... do bambu... só assim você alcançará todos os seus sonhos!
Portanto, meus amigos, não desistam, pq aquele que não desiste chegará lá...nem que seja ocupando a vaga do que desistiu.


postado por GULIVER LEE às 5:08 PM

Comentário reserva:

Sábado, Março 04, 2006


meu pc quebrou.

tchau...


postado por GULIVER LEE às 8:14 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Fevereiro 23, 2006


Acabei de ver na TV*

"Aplausos pra quem larga o curso de direito no 5o. ano pra fazer veterinária!"

Me senti tocado... tudo bem que eu não abandonei o curso no último ano, mas que eu quero fazer outra coisa na vida isso eu quero hehe.
Tudo bem que não seja veterinária (se bem que já to me apegando a bichinhos), mas eu farei sim a minha faculdade de letras. Aguardem!

E palmas pra mim... hehehe

*Pois é, minha tv só voltou do conserto hj. :p


postado por GULIVER LEE às 1:16 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Fevereiro 21, 2006


Quando chove...

Senti falta...
Na época do colégio ou da faculdade a chuva era uma coisa interessante... principalmente na época do colégio eu tinha um acordo com São Pedro: assim que eu acordava tava chovendo... daí eu tomava banho, me arrumava, tomava café... e quando eu saía pra ir a pé até o colégio não chovia... quando eu chegava lá começava a chover.
E era um acordo bom mesmo... quase nunca fui pêgo de surpresa.. Ah, mas esse acordo não valia durante as férias, e inclusive um dia no último dia de aula quando eu estava voltando pra casa caiu o mundo e eu cheguei parecendo que tinha saído da piscina...

Durante a faculdade comecei a ficar fã de chuva... era uma coisa quase poética. Tomei banho de chuva algumas vezes porque quis até.

Não sou só eu que gosto de chuva... só que a maioria acha-a boa apenas pra ficar em casa... mas taí... hoje eu fui fazer exame de sangue e tava chovendo... eu dei o maior valor! andar com o guarda-chuva, sentir vento, escapar das pocinhas do chão...

É porque eu acho que fazia tempo...


postado por GULIVER LEE às 12:30 PM

Comentário reserva:


Ah, Abigail agora é Estevão...


postado por GULIVER LEE às 12:29 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Fevereiro 13, 2006


Pensei o seguinte:

Os Estados Unidos não existem... ou "no eczistem" como diria o padre Quevedo.
As pessoas tentam sempre me convencer de que os Estados Unidos existem... afinal, 95% dos filmes que passam no cinema são em inglês com o cenário passado exatamente em "território americano".
Ah é? Pois digamos que em 30% desses filmes algum pedaço desse "país" é destruído... aí vão me dizer que é ficção.. efeitos especiais... Tá bom, eu acredito sim nos efeitos especiais, mas assim como são usados pra mostrar destruição de cosias também podem ser usados para mostrar as coisas antes de serem destruídas... Tudo é um mundo criado! (Gotham city dos filmes do batman é uma cidade inteira e não existe de verdade, vocês sabem disso, né?).
Tá, aí alguém vem nos comentários e fala: "existe sim porque eu já fui lá"... aiai... tem certeza? Sabe, você entrou numa caixa de metal gigantesca, ouviu um monte de barulhos, sentiu o movimento do "avião". Sabem aonde dá pra sentir isso também? No shopping... sempre tem uma daquelas máquinas em que vc entra e fica balançando lá dentro. Bem depois de vááárias horas chegou em um lugar diferente aonde todos falam uma língua diferente da sua... cenário.. atores... na verdade vc tá só em outra cidade do Brasil...

Bem... e os outros países existem também?

Até onde eu saiba não... na verdade os navegadores da era pré-colonial estavam certos... se a gente se afastar muito dos continentes cairemos na beirada da terra... O mundo é Brasil... eu já vi, já toquei, já vi a estrada passando. Nada mais ecziste, tá? ¬¬









P.S.: Esse post foi todo um desabafo recalcado de quem nunca saiu do Brasil...
P.S.2.: Dizer que não existem outros países e falar de navegadores pré-coloniais (todos europeus) foi um erro grave hehehe... me perdoem... mas não dava pra retirar do post...
P.S.3.: Eu quero viajar pra fora do Brasil.. :,( buááá


postado por GULIVER LEE às 9:44 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Fevereiro 07, 2006


A família aumenta

Teobaldo estava se sentindo solitário. Chegou a abigail!

Graças ao meu concunhado eu ganhei uma filha. Ela é prima dessa menina aqui: (vejam o post de 02 de fevereiro)
O nome original dela era Bernadete, mas a lei civil do nosso país permite que os adotantes mudem o nome do adotado, dessa forma eu e silvinha a batizamos Abigail!
De qqer forma o nome não importa demais... afinal, segundo minhas pesquisas, só é possível diferenciar o sexo dos jabutis quando eles têm uns 4 anos de idade... (tenho medo da crise de identidade se descobrirmos que é um macho...)

Abigail ainda tem medo de mim... quando acordo de manhã ela está na porta da sua toca checando o ambiente, mas não sai nem por um decreto. Eu tenho que botar ela no meio do terrário pra mostrar que tem comida... aliás, eu acho que dentro do casco tem um oco enorme, afinal, vai comer assim lá longe!

Abigail tem menos de um mês e maus hábitos como o de mijar enquanto come ou enquanto está deitada em sua toquinha.

Sei que não é um cachorro que qdo você chega em casa ele pula em cima de você te lambendo e abanando o rabinho, mas mesmo assim é um animal muito fofo... a levo pra passear no jardim do prédio.. dar uma exercitada e tomar sol. Fico por meia hora lá sentado olhando pra ela fazendo suas explorações silvestres. Juro que é muito relaxante... é o que eu chamo de jabuterapia...

Seguindo a tendência de teobaldo, abigail é um ser longevo (aliás, uma errata: cactos vivem até mais de 200 anos). Abigail que ainda não completou um mês provavelmente vai estar fazendo companhia pros meus netos e quiçá bisnetos. Ela sim pode chegar a mais de 80 anos.

Juro que não vou fazer desse blog uma exposição biológica, mas Abigail precisava ser apresentada...


postado por GULIVER LEE às 5:19 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Fevereiro 01, 2006


Os deuses mandaram um sinal pra eu estudar. O botão de ligar da minha TV quebrou hoje. ¬¬


postado por GULIVER LEE às 11:58 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Janeiro 30, 2006


Novas amizades...

Esse é o Teobaldo... ontem o vi na feira de artesanato... aí ele olhou pra mim, eu olhei pra ele... ele olhou pra mim... aí eu falei: "Você não tem pé... pra que você quer um sapato se você não tem pé?"

Bom, não foi exatamente assim, mas agora eu sou um feliz possuidor de um mini-cacto. Já fiz minha pesquisa, meu dever de casa... descobri que á espécie dele é Mammillaria Bombycina. Ele dá flores rosas (mas não duvide da masculinidade dele), e se cuidado direitinho pode viver mais de 80 anos.

Vai durar mais que esse blog!!! hehehe

P.S.: tá um close muito de perto né? mas é que oteobaldo é aparício.


postado por GULIVER LEE às 11:48 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Janeiro 26, 2006


Dando um tempinho nos estudos voltei a um médico cirurgião com quem eu já tinha ido me consultar pra saber da possibilidade de fazer a cirurgia do refluxo gastroesofágico (é um problema chato que me obriga a tomar remédio todo dia, dormir com a cama um pouco inclinada e tomar um monte de cuidados sobre o que devo ou não comer).
Bem, olhando os exames que ele me passou pra fazer, me disse que eu não só poderia fazer a cirurgia como era altamente recomendada. Afinal, eu sou jovem, e tomar remédios e cuidados pro resto da vida é pra desanimar...
Aí ele me passou uma cartilha explicativa sobre a cirurgia pra eu me decidir se faria ou não. Dentro da cartilha tem inclusive fotos demonstrativas como a que vou mostrar abaixo:

... Sei lá, será que ele realmente quer me convencer a fazer essa cirurgia? Não me sinto muito confortável qto à posição do Cirurgião 1.... ¬¬


postado por GULIVER LEE às 1:14 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Janeiro 19, 2006


Tentando uma brincadeira nova...
Tipo, digitei "bobo" na busca de imagens do google, achei essa foto aleatória... Vou fazer uma história sobre ela. espero que gostem...


hmm... por onde é que eu começo? Tem que dar um nome pro personagem né? Deixa eu ver... "Zezinho"!
Zezinho, nascido em Santo Antônio do Salto da Onça era um menino muito inteligente e estranho... Ele sempre falava pra mãe: "um dia eu vou mudá o mundo!!!" A mãe se revoltava: "minino, deixe de falar besteira e vá dar banho no jegue pq ele sim tá imundo!"

Certo dia zezinho acordou no meio da madrugada com "a" idéia!

-Eureka, Eureka!!!
-É o que, minino?
-Eu tive a idéia mãe! eu te falei que eu ia mudá o mundo!!!

E Zezinho contou sua idéia pra mãe, que de tão estupefata desmaiou por alguns segundos... mas acordou com lágrimas nos olhos de tanto orgulho que tinha de seu filho...
No outro dia Dona Zefinha (tá, esse vai ser o nome da mãe) levou o menino até o prefeito da cidade pra que ele ouvisse a idéia de Zezinho.
O prefeito perdeu a fala por 5 minutos... mas logo disse para Dona Zefa que patrocinaria a viagem de zezinho até a capital.. afinal, aquilo tinha que se espalhar...

Em Natal, a assessoria do prefeito levou zezinho até os jornalistas mais sérios que a princípio não quiseram ouvir a história de um menino do interior, mas a idéia foi entregue por escrito pra eles que se surpreenderam: Meu Deus - disseram - Parem as prensas!!!

No outro dia a notícia se espalhava pelo Estado... Em uma semana todo o nordeste acompanhava pela TV notícias do Zezinho. A rede Globo logo resolveu noticiar o menino que mudaria o Brasil. Zezinho foi entrevistado por Glória Maria e Pedro Bial no Fantástico em um programa que pela primeira vez na história falaria só de um assunto.

Os organismos internacionais se interessaram pela idéia, em menos de um mês Zezinho estava discursando no palanque da Assembléia Geral da ONU

O mundo estava melhor.. estava diferente... a paz... as cores... tudo feito por Zezinho. Ninguém nem ao menos achou estranho quando Zezinho resolveu , apesar de muito novo, casar-se com a modelo mais famosa do mundo, a qual estava perdidamente apaixonada por ele...

E assim acabaria a história... A imagem que vocês viram ali acima é a foto do casamento de Zezinho com a modelo.

Ah, vocês querem saber qual é a idéia né? Bem, tá escrito naquele coração bordado que ele tem na mão... Ele conta assim que beijar a noiva...


postado por GULIVER LEE às 12:37 AM

Comentário reserva:

Sábado, Janeiro 14, 2006


Aos mestres, com calinho

Já cansei de falar de professores ruins... daqueles que falam uma grande pérola e nos dão vontade de pedir licença pra ir cagar. Essa semana mesmo ouvi um falando em "aposentação"...

Hoje deu vontade de falar daqueles que são a nata... aqueles que têm mestrado, doutorado e outros "ados" mais, e que mesmo assim falam alguma coisa que dá a mesma vontade de ir ali...

-Talvez nem todo mundo que leia isso aqui saiba o que é uma petição. Bem, petição é uma peça processual (ajudou não, né?).... é um pedido que a gente faz ao Juiz, de forma escrita. Mas não é isso que vim falar aqui, e sim que na minha faculdade desde os primeiros períodos víamos os professores falando "pitição"... ¬¬. Por que eles usam esse som? Aí eles vão explicar como eu falei "Pitição é o pedido..." Porra! Se eles conseguem falar pEdido ao invés de "pidido", porque não conseguem falar pEtição? E quase todos os professores eram assim.. do mais pedreiro ao mais bambambam do tribunal universal do tralalá...

-Essa segunda me revolta ainda mais... falem comigo: Re-gis-tro.... Reee-giiiis-trooo. Não, eu não falei rezistro. E não estranhem, isso é mais comum do que vocês pensam. As pessoas falam registro como se não conseguissem falar o G. Aí algum desses vem dar uma explicação e fala de um "Rezistro Geral" (!!!!!). Qual a diferença de "Ge" de Geral pra "gi" de Registro? É inconcebível isso pro meu humilde entendimento... minhas expectativas de que essas pessoas tivessem algum problema de fala vão por água abaixo...

-A última é muito comum... eu pensava que os professores de direito deveriam ser os primeiros a saber disso, mas que nada... digamos que metade fala certo e metade errado. Leiam essa palavra: "tóxico". Como foi que você leu? Por favor, me diz que foi como "tóksico"... Me lembro como se fosse hoje de uma aula que tive de Direito penal e a professora falou "tóchico". O aluno formado em letras da nossa sala corrigiu a professora.. eu até fiquei constrangido por ela... aiai... É só pensar que a palavra tem a mesma lógica dessas: Sexo, nexo, fixo, inoxidável...

Agora puxando beeem pela memória... eu to lembrado que quando vi a grade curricular do curso de direito me perguntei porque que português não era mais matéria obrigatória... Pois é. Por que?


postado por GULIVER LEE às 10:36 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Janeiro 11, 2006


Guliver Lee Bacelar de Castro.
Uma pessoa nervosa... ansiosa... Às vezes se sente como cachorro que caiu da mudança, principalmente (não distanciando muito da metáfora) quando precisa se localizar por caminhos e ruas aonde nunca esteve.
Era assim quando era mais novo e nem o ônibus pra ir pro shopping sabia pegar (pra quem não mora em natal explico que 90% dos ônibus do ponto eram os certos), quando começou a dirigir e tinha medo de ir pra qualquer caminho diferente daquele que ele pegava toda semana.
Digamos que no último ano as coisas até melhoraram, tipo ir dirigindo pra praia de pipa (outro município, minha primeira dirigida em estrada), procurar pelo endereço de um cerimonial de noite, ir fazer uma entrega pro meu pai na em uma rádio que eu não sabia onde era...

Pra vocês saberem o grau desse meu "nervosismo" ou "ansiedade" só precisam saber o que eu falo de 5 em 5 minutos... (silvinha conhece). É mais ou menos assim:

"É aqui que eu viro? É agora? E agora? Fico na faixa da esquerda ou da direita? É agora? Passou? Pra onde agora?"

Pois é... E hoje tive o teste final... fiz um favor aqui e fui buscar o sogro do meu pai no hospital. Já indo pra casa ele fala:

- seu pai disse aonde era pra me deixar?
- Não é pra levar lá pra casa não?
- Não, vamos pra Igapó, lá pelas quintas..

Momento de explicações pros não natalenses...
Igapó é um bairro na Zona Norte. A Zona Norte é uma área da cidade que fica do oooutro lado do Rio, aonde tem muitos conjuntos habitacionais e, relativamente (porque isso não é absoluto mesmo), tem mais pessoas carentes. É um lugar mais esquecido pelos governantes mesmo. Mas não é lugar de favelas, é apenas como se fosse uma outra cidade! Comércio, complexos viários, universidade estadual, repartições públicas. Só não tem muitos prédios altos...
Mas pra que que eu estou falando tudo isso? Bem, leiam com ênfase a parte que eu falo que é como "outra cidade", porque é isso mesmo! Eu nunca vou lá. Toda a minha vida está na zona leste e zona sul da cidade (e de quase todo mundo que eu conheço). Geralmente só atravesso a ponte ou a balsa pra ir pras praias do litoral norte. Dirigir lá? Nunca!

Enfim...

Pois é... e aí, pai ocupado... eu iria pra casa pra que? Vamso fazer esse favor... lá vou eu no meu "viro aqui?" "direita?"... ¬¬

De fato, já perto de onde eu ia deixá-lo quase, recebo ligação pro meu celular dizendo que eu não devia ter ido até lá, já que o carro do meu pai tava com um negocinho irregular e podia dar problema já que tem uma barreira policial nos dois sentidos do caminho... pânico!!!

Estou no meio de um lugar que eu não conheço, com sinalização que eu não estou habituado, e ainda irregular!!!
Me senti um imigrante ilegal, pronto pra me fuder!

Mas taí... na volta me escondi atrás de um caminhão e a polícia não parou.. e andei por um monte de lugar em que nunca tinha ido antes, aprendi muita coisa sem ter que perguntar "e agora? esquerda???"

E pra falar a verdade, acho que me saí muito bem... nervosismos à parte eu dirigi bem direitinho.

aí Fim!


postado por GULIVER LEE às 12:40 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Janeiro 02, 2006


Ano novo, vida nova...
Pra quem não sabe eu e silvinha decidimos que qdo casarmos vamos ter um cachorrinho Teckel. (tb conhecido como dachshund, salsicha, cofap...)

E como um preparação pra esse cachorrinho tivemos um laboratório nesse reveillon.
A prima de sílvia levou a cachorrinha dela, babi. Coisa maaaais fofa.... a safada qdo ninguém dava atenção pra ela se deitava e deixava os olhos meio fechadinhos... Mas aí a prima de sílvia me disse pra levantar um salgadinho só pra eu ver. Daí eu levantei (não tava nem perto da Babi) e lá vem a doida correndo com as perninhas curtas.
Mas o "melhor" da noite não foi isso... Babi tava com um lacinho lilás no pescoço da mesma cor do vestido da prima de sílvia. E eu tava olhando pra esse lacinho na hora que ela (a prima) tava contando que a cachorrinha tava fedida porque se sujou na praia etc. E eu falei: "hoje a cachorrinha tá combinando com a dona né?" sem me tocar de nada....
E silvinha em meu socorro foi rapidamente explicar que eu tava falando do lacinho, aí sim eu percebi e falei:
"pelo amor de Deus, to falando do lacinho!" morrendo de vergonha....
Todo mundo riu... ¬¬


postado por GULIVER LEE às 10:52 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Dezembro 19, 2005


Volto do exme drogadi... to só a lombra..
não tanto qto eu pense queficaria.. me meus sonhos de eserver posts nese tioi de sitação me agram (acho que flaie da vintade deu que saíse algo legal...
A mente nçao está enevoada como eu estou pensando e t raciocinando mias do que eu devia... e pra coprletar to ccom ums solulço agora que ments desavisadas poderiam conseiderar solúços de choppp. naaaaada disso....
Voc~ês lembram de quando e chavam pra binrcar de pega-pega pique esconde?, pique cola? (os nomes potiguares pra essa brincadeira eram tica... tica era o pegapega, tica cola era o... ah fala sério, voc~e sabe...)
eEntão...quel foi a última vez que você escutou "vamos brincar de...", que logo foram substituídos por , vamos jogar uma oelada, vamos tomar uma, bora pro show tal... bora acampar....
Sejam completament honestos comigo... se alguém fose ao passado te dizendo no começo de uma brincadeira que essa seria a última vez que você brincaria de tica, pique, pega, e blasblausbçlaus.... será que você ficaria triste?
Seria que você saberia a importância de perder essa rotina de brincar com os viziho depois das aulas....
será que teríamos noção de que um dia voc~es se lembrariam que nunca mais ouviriam aquelas palavras e de repente se tornaram adultos?
Eu sabendo de algo assim iria falar: "essa vai ser a melhor brincadeira de...... que a gente vai brincar... pra ficar pra sempre em nossos corações!


postado por GULIVER LEE às 11:42 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Dezembro 09, 2005


Uma imagem e algumas palavras dizem mais do que mil palavras...

[18:23:14] Li Chong: Família, não se vive com ela....mas sem é uma
desgraça!
[18:23:22] Guliver Lee: hehe
[18:23:32] Guliver Lee: mas eu sinto sua falta pra caramba
[18:23:33] Guliver Lee: sério
[18:23:41] Li Chong: eu tb...
[18:24:14] Guliver Lee: se eu arrumar um trabalho legal e vc não sair daí espera que apareço aí com silvia hehe
[18:25:04] Li Chong: depois que vim pra cá perdi contato com todos...só tenho com vcs. E geralmente aí acontece algo, e eu quero ir pra ai e não dá!

.......


postado por GULIVER LEE às 1:48 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Dezembro 02, 2005


Começou o carnatal ontem.

Como diz a música: "Atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu"

Eu não vou. Sou contra. Me enterrem.

Carnatal, to fora!


postado por GULIVER LEE às 10:57 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Novembro 30, 2005


Quando crianças ou o nosso cérebro não conhece o desconforto, ou simplesmente não há desconforto...
Um bebê ou criança de poucos anos pode passar a noite inteira com a fralda cheia de xixi, ou ficar brincando mesmo estando cagado há meia hora... A criança é capaz de dormir segurando um chocolate, mesmo que esteja sentada...
Enquanto nós, adultos, se chegamos suados da rua queremos logo tomar banho por ser muito desconfortável ficar assim, e achamos muito difícil dormir em uma cama bagunçada... aliás, a insônia é algo que acontece só com adultos também.
Podemos perceber além de tudo que quando criança só sentimos dor se tomamos um cascudo do irmão mais velho, se ralamos o joelho, e coisas assim... adultos temos dor de estômago, dor na coluna, dor de cabeça, dor nas juntas, dor no joelho, dor no dente, dor o dedinho, dor no cabelo... :p.
Não deve ser só por todos os órgãos serem mais novos, mas também pelo fato de estarmos cobertos por uma camada de "fofura" (se é que posso chamar assim). Quando pequenos a caminha é confortável, o lençolzinho é confortável, a roupinha é confortável, a areia é confortável, o mingau é confortável...

Saudades do conforto e da "fofura"...


postado por GULIVER LEE às 4:50 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Novembro 29, 2005




Vida de concurseiro é assim... um dia vê que estudar sozinho às vezes cansa e resolve fazer algum curso preparatório. Eu não fiz diferente.

Hoje mais do que nunca eu tive vontade de fazer letras. A aula foi de português...
"poxa, que aula inspiradora, então!" podem achar alguns. Não exatamente...

Realmente português é algo que eu sempre gostei de estudar. Minha mãe que já tinha sido professora corrigia muito a gente, e ensinava várias coisas também.
Não só português, mas as línguas em geral são lógicas, de regras inteligíveis... eu adoro!

Voltando ao script... eu já tinha feito um curso antes, no mesmo cursinho. Tinha odiado o professor de português de antes. Era um senhor malandro que falava demais dele mesmo e perdia tempo com isso. Além do mais nem tudo que ele ensinava era certo. Uma vez discuti com ele sobre um assunto de regência. Ele não aceitava minha posição de jeito nenhum. Que "surpresa" não tive em casa ao ler uma gramática e ver que eu estava certo...

Mas dessa vez não seria mais ele. Boas expectativas. A professora de hoje já entrou causando boa impressão. Brinca, mas não perde o fio da meada. Avançou bastante hoje, apesar de ter sido só matéria introdutória... e inclusive ensinou várias coisas sobre verbos que nunca vi nem no colégio. Estava quase acabando a aula com a ótima impressão quando de repente... uma explicação sobre um sentido de um verbo no pretérito mais-que-perfeito... não.. não acredito... ela tá ensinando errado! E eu sei que isso é errado... Acreditem em mim: eu não me acho a sumidade da língua portuguesa, muito pelo contrário. Erro bastante e às vezes passo até umas vergonhas... mas nesse ponto em particular eu tenho a completa certeza! Preferi não começar outra discussão, afinal não teria tantos argumentos na hora que não a minha certeza. Mas eis que uma aluna fala exatamente o ponto que eu achei errado... e a professora além não admitir deu uma explicação muito chulé pra desdizer a menina...
Eu não agüentei... faltavam só 10 minutos de aula, arrumei minhas coisas e fui embora (podem achar exagero, mas pra mim na hora não foi... me revoltou mesmo).
O que eu fiz foi tentar não deixar que aquela informação errada entrasse na minha cabeça, já que eu poderia me prejudicar depois ao utilizá-la...

E....
Ah, esqueçam... texto pouco interessante, eu só quis desabafar.

Um prêmio pra quem tiver saco de ler tudo.


postado por GULIVER LEE às 3:53 PM

Comentário reserva:

Sábado, Novembro 19, 2005


Não passei...

Era esperado, mas nas últimas semanas eu tava com esperança, por tudo que eu li nos fóruns sobre o exame. Esperar derrota, ganhar esperança e depois ser derrotado é cruel hehehe.
Eu to bem... só fiquei mal na hora. Minha namorada tava aqui e me viu por vários minutos olhando a listagem dos aprovados na tela do computador... calado e decepcionado.
Mas ainda não acabou por aqui. Como eu disse alguns posts abaixo, acho que sei o que eu errei, e o fiz me baseando na posição de um autor que apresentou inclusive jurisprudência. Dado isso, almejo conseguir minha aprovação posterior através de recurso (falo bonito demais).

Coincidentemente no mesmo dia dessa notícia decepcionante eu aprendi as escalas menores na aula de baixo. Mas coincidência por que? O que tem a ver?
Bem, meu professor nem me falou isso, mas eu percebi uma coisa interessante: as escalas menores transmitem melancolia! E a contrário senso notei que as escalas maiores passam alegria. Quem conhece música sabe do que eu to falando... e quem não conhece, acreditem em mim ;)

O que me impressionou nisso tudo, é que as escalas não são uma coisa artificial. Seguem uma lógica seqüencial e não foi o ser humano que as "inventou". Certamente ele as percebeu, dominou no instrumento e as transformou em música, mas que elas são uma lógica natural isso são... E não é lindo? Perceber que uma coisa natural transmite sentimento independente da invenção do ser humano, o autoproclamado inventor da emoção?
Cada vez mais me apaixono pela música...


É isso... se eu não conseguir virar advogado posso virar músico. :)


postado por GULIVER LEE às 3:40 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Novembro 03, 2005


O mal não é o oposto do bem...

Quem é bom fica feliz com as coisas boas... quem é mau fica feliz com as coisas ruins. Mas se felicidade é uma coisa boa então quem é mau não devia se sentir feliz. Quem é mau deveria se sentir triste e isso seria como a felicidade pra ele.
Mas se alguém fica triste com uma coisa ruim, então ela não seria má, e sim boa. Isso seria uma negativa da negativa, o que faz um positivo...
Então o mal não é o oposto do bem... pra serem opostos eles teriam que ser totalmente invertidos e não são. O mal é apenas diferente do bem...
Quem é bom fica feliz com coisas boas... Qem fosse o oposto do bom ficaria triste com coisas ruins.... mas quem fica triste com coisas ruins, fica feliz com coisas boas. O bem é o oposto do bem...


?????????????

Escrevi isso bêbado ou drogado? Não exatamente... acreditem ou não isso ficou andando pela minha cabeça de madrugada na hora do meu sono. Eu não sei se eu estava sonhando ou "meio-dormindo"... mas foi isso que saiu... e felizmente eu me lembrei.
Ah, eu não sou louco...


postado por GULIVER LEE às 10:33 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Novembro 01, 2005


Coisas que ninguém perguntou

Mas mesmo assim vou responder. Por que? Porque eu quero...
O nome ali em cima no Blog (olha lá) é inspirado no baixista da minha banda favorita. A banda é Radiohead e o nome dele é Colin Greenwood. Aproveitei ainda que o tema do blog sou eu treinando com o baixo e a cor do fundo é verde... Green/verde.... sacaram? hein? hein? ¬¬

O nome que aparece ali embaixo na barra de Tarefas (T.B. Player), é baseado no personagem do filme The Wonders. Isso é curioso. Sabem aquele filme do Tom Hanks, sobre uma banda de um sucesso só (one hit wonder) dos anos 60? Da famosinha e pegajosa música 'That thing you do'? Pois é... lá todos os membros da banda têm nome: Jimmy é o nome do guitarrista e vocalista, Lenny é o nome do guitarrista palhaço, Guy é o nome do Baterista, e o baixista.... bem... ninguém fala o nome do baixista no filme! Todas as vezes que falam sobre ele ou com ele dizem "o baixista".
Eu inclusive prestando atenção no fim do filme, quando conta o que aconteceu com todos os membros da banda, quando falam dele se referem apenas ao "T. B. Player" (O Baixista)...

Bem.. é isso.

Ah, pra constar: to evoluindo no baixo. Já fazendo coisas que eu nem chegava perto antes... mas to longe de me considerar um baixista ainda... :p


postado por GULIVER LEE às 9:03 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Outubro 26, 2005


Da série "traumas de infância"

O ano é 1988, eu entre 6 e 7 anos, meu irmão entre 9 e 10 anos. Vamos pra uma colônia de férias do colégio da gente em Manaus. Ia ser algo interessante: Passeio à fábrica de salgadinhos, brincadeiras, festival do sorvete, piscina, etc...
Só que tinha o seguinte: todo dia no começo das atividades e no fim do dia todas as turmas se reuniam no pátio. Pra quem nunca foi numa colônia de férias, geralmente separam as crianças por idade, e cada professor cuida da turma. Por alguma daquelas inutilidades que inventam em colônias de férias, resolveram que cada turma ia ter um grito de guerra. Meu irmão tinha ficado na turma dos mais velhos, e quem cuidava deles era o professor de judô do colégio. O grito deles era algo mais ou menos assim:

"Guerreiros, unidos, jamais serão vencidos! Falcões guerreiros hooou!!"

A minha turma era com uma daquelas professoras de jardim da infância. Toda carinhosa, e cuti cuti, nhenhenhe... aí ela inventou o grito da gente (sem pedir nossa opinião claro). E era algo mais ou menos assim:

"Gatinhos e gatinhas, miaaaau..." ¬¬

Ah, e tinha o gestual tb. Na hora do grito a turma do meu irmão ficava levantando o braço com as mãos fechadas. Na minha a gente imitava garras de gato com as mãos enquanto estávamos falando o "miau".... ¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬'

Juro, se eu cresci com algum problema a culpa é da professora.


postado por GULIVER LEE às 8:34 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Outubro 17, 2005


E o oscar de melhor cabecinha chata vai para...

A verdade é que eu comecei a fazer esse post como uma brincadeira... fazendo piada. Mas resolvi que tá mais pra homenagem.
É que rolou a sessão "light" de filmes nacionais que eu mencionei no post anterior. E uma coisa curiosa que eu e silvinha notamos é que em todos os 3 filmes que a gente viu tinha uma figura peculiar que aparecia, seja com mais ou menos freqüência...
Aquele sujeito baixinho, com os olhos de ervilha, sorrisinho nheco-nheco e a cabecinha mais chata que colchão ortopédico.
O nome dele é Gero Camilo, ator cearense que até já ganhou bons prêmios...

É interessante que antes de ver esses filmes todo mundo vai perguntar "É o famoso quem???"
Mas é porque ele não aparece em novela da globo. Talvez porque ele não tenha beleza o suficiente (não to dizendo que todo mundo da globo é bonito, mas mesmo o supertalentoso, mas feioso, Matheus Nachtergaile demorou muito pra fazer uma novela), mas talento ele tem... talvez não dê pra perceber vendo cidade de Deus em que ele faz uma ponta como o personagem Paraíba, mas em Bicho de 7 cabeças você não sabe se ri ou se chora com ele encarnando o personagem Ceará... E em Carandirú ele faz um papel bem polêmico (não vou revelar porque é polêmico) como o recluso chamado "Sem Chance" (dessa vez não é nome de estado). Aliás, ele participou do filme hollywoodiano "chamas da vingança" contracenando com o ganhador do Oscar Denzel Washington.
Bem, pode ser que ele nunca faça mais sucesso do que isso, mas já posso dizer que admiro o trabalho dele. Aliás, pesquisando sobre ele soube de um filme chamado "Narradores de Javé" pelo qual ele ganhou alguns prêmios de ator coadjuvante, e me deu vontade de ver...


Acordou tu, é?


postado por GULIVER LEE às 10:54 PM

Comentário reserva:

Domingo, Outubro 16, 2005


Pra quem ainda não sabe como eu fui na OAB, eu acho que segui o hábito de toda a minha vida: podendo fazer o mais fácil eu fiz o mais difícil.
Ao invés de colocar a peça que tava na cara (um agravo em execução), vou procurar em um autor (até famoso) com a posição minoritária dizendo que o melhor é colocar um recurso em sentido estrito. E fiz isso...
Pra quem não sabe de direito deixem eu comparar com uma questão matemática (resguardadas as diferenças, já que Direito Penal não é uma ciência exata).
Digamos que teria uma questão pedindo pra eu fazer uma expressão matemática de soma com duas parcelas, em que o resultado desse 4.
Ao invés de eu fazer 2+2 ou 1+3 como qualquer pessoa normal, digamos que eu tenha feito 1/25 + 3,96. Não que esteja errado (podem calcular), mas provavelmente não é o que o examinador esperava ver na hora da correção. Além disso, como Direito é uma ciência cheia de posições e divergências pode ser que o examinador entenda que essa questão é errada e ponto.
De qualquer forma mesmo que eu perca a questão eu tenho certeza de conseguí-la depois em um recurso, mas ô dor de cabeça!!!
Vai ser complicado assim lá na casa do chapéu!!! E tudo isso pra ter o prazer de virar adEvogado...

+++++++++++++++

E pra relaxar no fim de semana eu e silvinha alugamos três filmes nacionais "light"...

- Cidade de Deus
- Carandirú
- Bicho de 7 cabeças.

O.o
Eu só queria alugar um. Ela que quis levar todos... Espero não estar deprimido no fim do dia.


postado por GULIVER LEE às 10:42 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Outubro 06, 2005


Justiça Cega*

No colégio me diziam que pra tirar nota boa tinha que estudar... eu não estudava, tirava nota boa e passava... eu acreditava no sistema.

No pré-vestibular me disseram que só se passa no vestibular estudando muito. Só estudei nas vésperas de prova e passei no meu primeiro vestibular.... eu ainda acreditava no sistema.

Durante a faculdade e depois de formado, me disseram que eu só conseguiria passar num concurso se estudasse todo dia, dia e noite... eu não acreditei e me fudi... é, acho que parei de acreditar no sistema... coisa mais furada! Vamos lá estudar pra OAB que é em 3 dias....

------------------------------------------

* Nome de um seriado que passava na globo em que um juiz revoltado agia como vigilante à noite. A abertura era ele falando mais ou menos assim:

Eu era um policial que via a corrupção entre meus colegas deixando criminosos escaparem da lei, mas eu acreditava no sistema.
Me tornei promotor público buscando o máximo cumprimento da justiça e vi pessoas que eu acusava serem absolvidos de seus crimes, mas eu acreditava no sistema
Virei Juiz, e um dia o carro em que minha mulher e filha estavam explodiu, como parte de um atentado que seria para mim. A partir desse dia eu parei de acreditar no sistema e resolvi fazer justiça com minhas próprias mãos.


postado por GULIVER LEE às 11:52 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Setembro 30, 2005


Blog de cara nova, quem fez foi ela :DD

P.S.: Tem post novo abaixo. :p


postado por GULIVER LEE às 4:43 PM

Comentário reserva:


Ignorância (pelo menos um pouco) é benção

Esse vai ser um post polêmico... ou talvez não. Sei lá, não adivinho o futuro.

Bem, eu pensei nisso enquanto eu tava na biblioteca estudando pro exame (não me perguntem qual a relação): "o ser humano não pode saber de todos os problemas do mundo"

O que eu to dizendo não é que o ser humano tem a incapacidade de saber e conhecer todos os problemas do mundo. Isso é óbvio. Claro. Só usamos 10% dos nossos cérebros, não temos super-poderes, não somos deuses... ¬¬

Meu ponto aqui é dizer que o ser humano não deve saber de todos os problemas... não é bom pra ele...

Eu sei o quanto é polêmico o que eu estou dizendo aqui, num mundo aonde tanta gente vive alienada, fazendo drama porque não pode trocar o celular enquanto há menos de 100 metros tem uma pessoa passando fome na rua.

E tem tanta campanha que pede e insiste pras pessoas se conscientizarem, eu to aqui querendo que todos façam o contrário? Não exatamente...

Pergunto a vocês: Alguém aqui já viu algum filme sobre os horrores que acontecem nas guerras? Ou algum sobre barbaridades feitas com opositores em regimes ditatoriais? Ou um documentário sobre cidades miseráveis na África? Certo... e quais as reações que temos? Revolta... tristeza... em alguns ficamos até enjoados, passando mal fisicamente né?

Imagina você procurando conhecer tudo. Querer saber de cada mazela que acontece em nosso mundo. O que inocentes sofrem nas mãos de criminosos. A angústia de uma doença... você conseguiria viver?

Olhando por um ponto de vista objetivo, com tudo isso acontecendo no mundo todos nós teríamos que nos sentir tristes e culpados porque tiramos uma tarde de sábado pra ir ao cinema, porque compramos um tênis confortável, ou simplesmente por jogar paciência no computador...

Talvez eu tenha perdido o fio da meada e não esteja conseguindo mais explicar porque eu comecei a escrever este post.

Bem... repetindo mais uma vez, isso não é um apelo pra que as pessoas olhem pro outro lado e esqueçam dos problemas do mundo. É só uma constatação curiosa (e apenas isso), de que se parássemos pra pensar com afinco nos sentiríamos impotentes, nos deprimiríamos, acharíamos a vida uma coisa feia. E esqueceríamos do lado claro da lua... da metade cheia do copo..

É eu perdi o fio da meada mesmo... Mas se é pra eu tomar uma posição ao invés de só "constatar" eu me posiciono pelo meio termo... não vamos esquecer de pensar na alegria de ter nossa família pra pensar nas vítimas do iraque... vamos fazer um tanto de cada na medida das nossas possibilidades. Não vamos ser 8 ou 80. 44 tá ótimo. Nada de preto ou branco... o cinza é charmoso...

Eu não sou insensível, tá, gente?


postado por GULIVER LEE às 4:08 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Setembro 27, 2005


Peço um favor

Amigos leitores... tenho um problema e preciso de vossa ajuda. Estou a menos de duas semanas do exame da OAB... e independente disso é importante que eu estude sempre.
E daí?
Daí que eu esquematizei um programinha dividindo dever e lazer... por isso eu quero que vocês puxem a minha orelha se me virem no msn ou no orkut entre as 8hs da manhã e o meio dia* às 11h e entre às 13hs e e as 17hs dos dias de semana.

Pensem em mim como um alcoólatra que vocês vêem bebendo hehehe. Obrigado pela atenção

P.S.: Hoje eu cumpri o programa e acredito que amanhã também cumprirei...

* Editado pois às 11 horas já to com muita fome e 7 horas de estudo por dia já tá muito bom.


postado por GULIVER LEE às 5:45 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Setembro 20, 2005


Assuntos diversos

- Dentro da saga de um concurseiro se encontram concursos em que fazemos provas mesmo sem estudar. Esse fim de semana foi um desses casos, o interessante foi saber só na hora que ia ter uma prova discursiva também... ¬¬.

- Parado no ponto de ônibus vi um cartaz de uma festa de heavy metal e vários nomes estranhos das bandas que iriam tocar. Um me chamou muito a atenção: "The Violent Noise of Shit" (O barulho violento da merda)... putz... eu não tenho tanta criatividade. E juro que se um dia eu tiver uma banda o nome vai ser mais levinho.

- Seguindo na esteira de idiotices que fazem com a programação dos canais da TV por assinatura, acabei de ver uma propaganda do canal fox que em 10 de outubro vai ter um programa deitado. É deitado. Tipo, pra você assistir ao programa vai ter que virar a cabeça de lado... ¬¬. Eu quero ser diretor de programação de uma TV por assinatura...


postado por GULIVER LEE às 8:38 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Setembro 15, 2005


Coisa do destino é quando você está gripado, com muita necessidade de assoar e coçar o nariz a todo tempo, e aparece uma espinha na entrada de uma narina. Uma espinha que nem é grande, mas muito dolorida.
Isso é destino...


postado por GULIVER LEE às 12:05 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Setembro 13, 2005


De autista a baixista

Era 1993. Meu irmão já tocava o básico do violão seguindo os passos do meu pai que sempre tocou bem. Meus primos tavam querendo montar uma banda (um é guitarrista e o outro baterista).
Eu queria ser algo também. E eu queria ser diferente (todo mundo aprende violão e guitarra. blé). E eu falava isso por aí.
Em 94 no meu aniversário meu pai me deu um baixo. Eu gostei muito, mas posso dizer uma coisa: um contra-baixo elétrico é uma coisa pesada pra um menino de 13 anos, e geralmente alguém dessa idade tem dedos finos demais pra tocar a corda do mi.
De qqer forma, apesar de eu ter um livro ensinando a tocar, eu sempre fui muito indisciplinado pra estudar ou aprender algo sozinho, e com isso o bichinho ficou guardado por 7 anos.
Em 2001, procuro procuro e acabo achando um professor de baixo. Começo a fazer aula, aprendo coisas básicas e algumas músicas. Mas o professor não evoluía mais, não se dedicava só a mim daí fiquei puto e abandonei a aula.
Essa semana deu a louca, achei uma escola/loja de música perto de casa e só to esperando uma resposta do professor sobre horário pra me inscrever.
Dessa vez eu não desisto. Juro. Daqui a dois anos podem me chamar pra tocar com qualquer banda! E eu vou ser famoso, e ganhar milhões de dólares, e ganhar o grammy, e tal... ¬¬


postado por GULIVER LEE às 8:02 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Setembro 02, 2005


4a. Feira na casa da minha namorada abri uma correspondência dela. Era um jornal do Conselho Regional de Odontologia e pareceu que vinha com um brinde, eu quis ver o que era.
Era uma escova da Oral B e como a minha escova já tava nas últimas peguei pra mim (com a concordância dela - de sílvia, não da escova - claro).
O interessante é que na caixinha da escova tem escrito: "Oral B: A marca mais usada pelos dentistas". Bem, eu não duvido mais disso, afinal, se eles dão escovas de graça pros dentistas é claro que estes não vão querer comprar outra...


postado por GULIVER LEE às 11:41 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Setembro 01, 2005


Hoje em dia TV por assinatura quase já não é mais luxo. É que nem celular: todo mundo tem.
Eu me lembro de que quando foram colocar Globosat aqui no meu prédio, lá pros idos de 94, era uma graande coisa. Isso porque no pacote que a net nos oferecia nós só ganhávamos 4 canais: um de cinema, um de variedades, um de documentários e um de esportes.
O tempo passou, os canais aumentaram e hoje em dia praticamente todo prédio da minha cidade tem antena parabólica ou cabos.
Das que eu conheço eu ainda gosto mais da minha atual, a Sky. Apesar de no meu pacote eu não ter o famoso canal sony, eu tenho 5 canais de cinema, um de esporte que melhorou muito, notícias 24 horas por dia, um de shows e variedades, etc, sendo que todos esses que acabei de falar são exclusivos da globosat, e além desses tem outros gerais.

Mas não é disso que eu quero falar especificamente. E sim da capacidade que a direção e a publicidade de alguns desses canais têm de fazer merda.

Vou falar de dois dos principais da rede globosat: o multishow e o telecine.

O multishow oferece 4 horas diárias de clipes num programa chamado TVZ. Isso desde sempre que eu saiba. É um programa sem vjs, sem informações. Só clipes. Passam 4 clipes, e passa pro intervalo comercial. Tá bom. É a cara do programa. Nada de imitar MTV.... Há uns anos atrás, sem que ninguém reclamasse eles colocaram legendas nos clipes. Putz... eu não gostei... Pode até ser interessante. Não sei tudo de inglês, e de vez em quando é bom ver a tradução da música enquanto tá ouvindo. Você aprende e entende melhor. Mas você sabe que não vai poder gravar o clipe puro, sem as legendas e além disso qualquer pessoa pode pegar uma tradução de música na internet...
Certo, como se não bastasse isso, eles fizeram a propaganda mais idiota do mundo: Colocam pedaços de clipes da programação e fazem uma dublagem tosca. Tipo parte da música do Destiny's Child "Tonigh, I'll be your naughty girl, uh.." e logo em seguida colocam a tradução (dublada numa voz horrível) "Essa noite, eu serei sua safadinha..." e depois anunciam "Ainda bem que não fazemos isso para você entender o clipe"
Meu Deus!!! Que coisa débil! Eles acham que isso é propaganda positiva? Tentam justificar uma coisa ruim que fizeram dizendo: "olha só, ainda bem que não fizemos pior!" blé!!!

Agora o Telecine. O Telecine que começou como um só canal virou uma rede de 5 canais e cada um com um estilo diferente de filmes. Eu nunca reclamei. É bem legal que um tem vários lançamentos, outro tem comédias, outro tem clássicos, etc. Mas como se não estivesse bom, eles resolveram inventar um negócio chamado "sessão Cyber Movie". E o que seria isso? Bem, uma vez por semana (acho) passa algum filme nessa sessão legendado com linguagem da internet. Como assim? Tipo, ao invés de colocarem uma legenda direitinha, num português normal como: "Você também quer que eu fique me desculpando? Por que você é assim?" o filme inteiro vai ter legendas do tipo: "Vc tb ker q eu fik me desculpando? Pq vc eh assim?"
Cacete! O que isso traz de bom? Alguém acha melhor ler assim? Sério! Alguém me explica pra que alguém vai ter mais vontade de assistir a um filme assim do que com uma legenda normal?

Eu adoro minha tv por assinatura, mas tudo tem limite.

Aiai.. eu precisava desabafar hehe.


postado por GULIVER LEE às 4:12 PM

Comentário reserva:


voltei


postado por GULIVER LEE às 3:39 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Agosto 11, 2005


Dia de ontem vi recordações da infância da minha namorada.
Desenhos e muita criatividade.
Falamos inclusive da dupla musical que ela e a irmã formavam. Bactéria (minha cunhada) e Fineza (Silvinha).

Ontem mesmo eu tava falando com Sílvia que há um grande mistério nas duplas de cantores. O primeiro nome da dupla morre primeiro....

Assim foi com o Tonico da dupla "Tonico & Tinoco" (procurei na internet hehe), com o João Paulo da dupla "João Paulo e Daniel", com o Leandro da dupla "Leandro e Leonardo", e com o Claudinho da dupla "Claudinho e Buchecha". (Más notícias para os fãs de Sandy hehe...)

Espero que a maldição não seja pra sempre, afinal Bactéria e Fineza já desfizeram a dupla e se aposentaram (talvez um dia apareça num documentário da Globo). Além disso, o que seria do mundo sem minha cunhada Cacau??? hehehe

P.S.: Cuuuunha, espero não ter te assustado... hehe


postado por GULIVER LEE às 2:33 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Agosto 08, 2005


Tom & Jerry, uma análise

Quem tem pelo menos 20 anos conhece o famoso desenho e o velho esquema: um gato e um rato. O rato quer comer o gato. O rato é esperto. O universo conspira a favor do rato. O gato se dá mal.
Mas poucas pessoas param pra analisar as diferentes nuances das personalidades desses personagens.

A verdade é que, bem difetente do que eu escrevi acima, o esquema não é tão simples assim. Tom e Jerry tem problemas psicológicos sérios. Com evoluções e retrocessos experimentados em sua carreira artística.

Em primeiro lugar deixe-me falar da fase original:

Tom era um gato preguiçoso que gostava de dormir e tomar leite. Jerry era bagunceiro e mau. Ele acabava com a comida da casa e às vezes puxava os bigodes do Tom só pra se divertir. Enquanto isso a Empregada gorda da casa dava vassouradas no Tom porque ele nunca conseguia pegar o rato. Eu sempre tive pena do Tom nessa fase... nem mesmo namorar o Tom podia. O jerry atrapalhava, o Tom se dava mal e no final o rato ficava recebendo carinho da gatinha (e isso é contra as leis da natureza... uma zoofilia inter-espécies).

Depois vem a fase do "tom mau":

É o Tom com sombrancelhas grossas, expressivas. Na verdade o Tom não é maaaaaau de verdade. Só um pouquinho. O que ele tem muito é fome. Gatos comem ratos, e assim é a vida. Tudo o que ele queria é se alimentar...

Por último venho falar do Tom e Jerry amigos:
desenho retirado pelo bem do blog
Nessa fase que talvez muita gente não se lembra, Tom e Jerry são amigos e saem em aventuras pelo mundo agindo como amigos. Como se fossem humanos participam de corridas de carro, comem em restaurantes, etc. Aqui vai um detalhe interessante: O Jerry usa uma gravatinha borboleta vermelha. De alguma forma essa gravatinha vermelha é um poderoso controlador de mentes. Talvez irradie magnetismo, talvez injete um soro psíquico no pescoço do Jerry, ou apenas sirva pra impedir o fluxo de maldade que vem do cérebro pra o resto do corpo.
De qualquer forma essa é minha teoria: Eles só são amigos porque o Jerry deixou de ser mau!

Por último eu poderia falar das crianças Tom e Jerry que apareceram nos anos 90, mas eles nao são densos o suficiente pra uma análise.

P.S.: Talvez um dia eu fale do pica-pau, ele também tem várias fases.


postado por GULIVER LEE às 9:00 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Agosto 01, 2005


O homem-radioativo

Ter namorada dentista tem vantagens. Afinal ela, que já cuida bem da minha boca em outros sentidos (hehe), pode cuidar do meu sorriso.
Por causa disso ela passou uns exames de raio-X pra eu fazer.

Fui em uma dentista 5a. feira passada, a qual tinha um aparelho de raios-X no consultório. Eram 4 no total que eu tinha que tirar...

Tirei os 4, esperei... saíram. Estavam embaçados, tremidos. Tive que tirar de novo.

E tirei mais 4...

No fim de semana mostro as chapas pra Silvinha e ela vê que não foram bem tiradas. Tem uma em que nem aparecem dentes que ela pediu...

E lá fui eu hoje tirar o raio-x de novo.

Tirou uma vez: Ficou a mesma coisa. Segunda vez: igual. Terceira vez: os dentes que queria saíram, mas como a chapa ficou torta ela rosolveu tirar outra pra garantir.
Pronto.

E o total foram: 12 emissões de raios-X diretamente na minha cabeça.

Eu ainda to esperando meus poderes se desenvolverem. Ou o câncer. O que vier primeiro hehehe.


postado por GULIVER LEE às 3:22 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Julho 27, 2005


Algumas verdades que eu aprendi com a vida:

- Você nunca vai conseguir comprar o melhor computador ou celular. Isso não existe. Sempre tem um melhor, mesmo que seja amanhã.

- Você pode ter sido O inteligente do seu colégio, mas a faculdade não tem nada a ver com isso. O problema é seu. Aliás, tem gente que nunca se destacou no colégio e que é o tampa da faculdade.

- A pessoa precisa ter 23 anos pra saber o que quer fazer o resto da vida e não 18.

- Ser irmão mais velho de crianças é ser um pai sem moral.

- Depois de fazer xixi não adianta sacudir. A última gota tem vontade própria e gosta da sua cueca.

- Léo Batista dos "gols do Fantástico" é um highlander (imortal).

- Se todos os bórfus são trifus, e todos os trifus são góins, então todos os bórfus são góins.


postado por GULIVER LEE às 7:58 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Julho 19, 2005


Diário de um desempregado

A vida tá dura... e do jeito que tá qualquer oportunidade levanta minhas sombrancelhas.
Ontem eu tava olhando os classificados de um jornal daqui e vi um anúncio:
"Empresa de saúde e bem-estar procura profissionais de diversas áreas"
Hmm... não custa nada ligar, né?

Liguei e o cara não adiantou nada. Perguntou de que área eu era e disse que a empresa tinha interesse. Marcou hora no escritório e talz.

Muito estranho.. se não adiantou nada sobre o que é, então deve ser roubada... Mas o endereço é perto. O que que custa?

Cheguei lá. Na portaria do prédio já comecei a desconfiar. No quadro das salas tinha escrito no numero daquela q eu tava indo: "cartões de saúde"

No corredor pra sala só tinha mulher. É vaga pra secretária? - me perguntei (sem preconceitos).

Aí eu fui encaminhado pra uma sala. Me sentei e começou uma apresentação sobre o sistema deles. Era pra virar fornecedor de uma espécie de seguro de saúde, e qto mais pessoas eu indicasse pra vender, mais eu ganharia. Além disso, claro, eu teria que pagar uma mensalidade...
grrr...
Pode até dar certo com alguém, mas não é nem de perto o que me interessa.

E o pior: inventei de me sentar no canto da sala. E enquanto foi chegando gente, elas se sentaram me cercando. Ou seja, eu fiquei preso e nem podia sair de mansinho. Tive que assistir aquilo todo...

De volta aos estudos.


postado por GULIVER LEE às 6:16 PM

Comentário reserva:

Domingo, Julho 17, 2005


Blé...
Pessoal. Eu voltei, viu?
Podem voltar a ler.


postado por GULIVER LEE às 6:41 PM

Comentário reserva:


Vão me esculhambar aqui... mas depois de hoje é pra desabafar...

Eu me lembro de quando comecei a torcer pro vasco...

Não teve influência da família. Meu pai é vascaíno e minha mãe gostava do flamengo. Mas futebol não era religião na minha casa e nada foi imposto.

Foi um jogo em 87. Eu ainda não tinha nem 6 anos, não sabia ler ou escrever. Em certo dia houve a final do campeonato carioca em que o Vasco da Gama enfrentaria o Flamengo, seu maior rival.

Na década de 80 os times cariocas tinham um prestígio que não têm mais hoje (mesmo quando vencem), e havia muito barulho por aquele jogo. Por isso eu o assisti.

Não me lembro de maiores detalhes, apenas que o gol do título veio de um passe de Roberto Dinamite. Eu vi a festa, eu vi os fogos, eu vi a emoção dos jogadores, e mesmo criança eu me apaixonei.

No dia seguinte na escola falei com um menino mais velho, de outra série, que tinha virado torcedor do vasco. Ele falou "grande coisa, só porque ganhou ontem"... Ele era flamenguista.

Não me intimidei. Continuei fiel. Vi um título brasileiro apenas dois anos depois. Eu brincava de futebol de botão com o time do vasco sabendo o nome de varios jogadores.

Vi o vasco ser tri-campeão carioca com o que nem de perto seria um elenco superior.
Vi meu time passar por uma má-fase e motivar chacota de todos. Mas eu continuei vascaíno sempre.
Vi o surgimento de uma equipe impressionante, com alguns jogadores das categorias de base e outros sem nome. Ganhamos tudo! O campeonato de 97 não era de pontos corridos, mas se fosse o Vascão conseguiria o título muito antecipadamente. Nem foi preciso, esperar a final foi mais gostoso. E ouvir a estréia do coro "eeeeu sou vascaííínooo com muito orgulhooo, com muito amooooor"
Vi meu time conquistar a américa com coragem, fiquei triste vendo a quase conquista do mundo.

Vi mais um time imbatível no primeiro ano da década atual, e mais uma vez fomos campeões, sem possibilidade de críticas... o Vasco poderia ser a seleção brasileira.

Nos últimos 4 anos essa majestade foi sendo dilapidada de uma maneira que nunca vi em toda a minha vida vascaína

Por óbvio o futebol é feito de vitórias e derrotas, mas a boa administração de conquistas é uma das garantias de vitórias.
A administração que aí está não usou inteligência nos investimentos, não soube se adaptar, não foi transparente, fiel ou democrática com a torcida do time que representa.

Por tudo isso ainda sou orgulhoso (sempre serei) de ser um vascaíno, de ver a camisa da faixa diagonal com a cruz de malta estampada, mas me quedo triste com o desprezo e a arrogância prestados por quem tem o poder de mudar os rumos do nosso futebol.


postado por GULIVER LEE às 6:38 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Julho 13, 2005


tan tan tan taran tan tan tan taran
tan tan tan taran tan tan tan taran
tan tan taran tan taran tan taraaaaaaaan*


É a musiquinha do Rocky - o lutador.

To corajoso. Acabei de ler 4 artigos sobre concursos, estudos, etc. Já sei o que tenho que fazer. Vou enfrentar.
Tenho que estudar muito. Estudar pra um concurso mesmo sem edital é muito bom, porque aí quando sai o edital você já está preparado.
E de qualquer forma tem o exame da OAB em menos de dois meses.
Escrevam o que eu to dizendo: começa hoje! (glup)

"Adriaaaaaaan"


postado por GULIVER LEE às 11:18 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Junho 30, 2005


O escritor



Vez por outra eu recebo algum elogio do tipo que eu adoro: pessoas que falam que gostam do que eu escrevo, ou como escrevo. Isso só me envaidece e me deixa feliz já que escrever é algo de que gosto muito. Aliás, receber um e-mail ano passado dizendo que eu ia ser pago pra ter algo que eu escrevi publicado em uma revista foi quase orgásmico! Foi um sonho se tornando realidade (um sonho de R$267,00 pelo menos hehe).

Mas isso foi exceção e infelizmente eu sei que não posso fazer disso um meio de vida (pelo menos por enquanto). Não tenho técnica, não tenho experiência, não tenho o português perfeito. Só tenho imaginação, idéias e pouca disposição hehe...

Mas um dia eu chego lá... faz tempo que to amadurecendo um plano de fazer faculdade de letras... posso fazer cursos. Mas infelizmente agora não. Agora eu to tendo que ler/decorar alguns artigos da Constituição Federal.

Eu ainda escrevo um livro... mesmo que nenhuma editora queira publicar e que ninguém compre, vocês vão ver só hehe.

P.S.: Dica pra mim mesmo: escrever menos 'hehes" daqui pra frente.


postado por GULIVER LEE às 3:40 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Junho 20, 2005


Estou velho!

Passaram-se já duas semanas do meu aniversário e to dizendo isso agora...
Mas é que tem vários sinais que indicam que você está ficando velho. Tipo:
-Eu to mais perto dos 40 anos que da infância.
-To com os já falados fios de cabelo branco.
-Um dos maiores craques do Brasil e da seleção brasileira é 3 anos mais novo que eu.

Pior que eu já aparento a idade que tenho, diferente de quando eu tinha 18 e todo mundo achava que eu tinha 16... Meu medo é esse lance de progressão na "aparência" não parar e quando eu tiver 30 parecer que tenho 40.

Tem pessoas que não têm esse problema.
Minha cunhada com 22 anos é confundida com adolescente.
Viggo Mortensen que fez o Aragorn em Senhor do Anéis (se não sabe quem é vai procurar) tá fazendo 47 anos.
Edgard da MTV (putz, esse que me surpreendeu muito) faz 40 anos esse ano. Aliás, achei uns relatos dele na internet:

"Conservado é difícil!

Na porta do pub, em 2000:

- Identidade, por favor.

- Identidade? Eu tenho 34!

- Sua identidade, senhor.

"Se eu sou 'senhor' não posso ser menor de idade", pensei.

- Bem, vou encarar como um elogio.

Aqui está meu passaporte.

- Hmmm! 34!? Você tá brincando!

Ok, pode entrar. Isso aconteceu mais de uma vez na gringa, depois percebi que a maneira como me visto, basicamente jeans e camiseta, é bandeirosa. Coisa de moleque, sabe? Aqui no Brasil também rola um pouco, mas o clima e nossa informalidade inata dão uma desbaratinada.

Normalmente, das pessoas surpeendidas com minha idade enganosa sai algo constrangedor do tipo:

- Nossa! Quase quarentão! Eu te dava no máximo uns 29. Tá conservado, hein!

Conservado, meu bem, tá o palmito, o picles e o papa, que foi embalsamado.
"

Eles jovens, e enquanto isso eu vou aqui curtindo minha velhice...
"Qué chá, bem?"


postado por GULIVER LEE às 11:45 PM

Comentário reserva:

Sábado, Junho 18, 2005


Atualmente meus desejos de vida são coisas que eu teoricamente não posso fazer.
Digo teoricamente porque algumas eu até poderia, mas acabaria sendo inconseqüente.

-Viajar
-Jogar muitos jogos de computador
-Ler vários livros de ficção
-Ver bastante TV deitado na cama

E o que tenho feito ou devo fazer?

-Ficar em casa
-Procurar informações sobre concursos e apostilas na net
-Ler vários livros pra concurso e legislações
-... tá, eu continuo vendo bastante TV deitado na cama... mas anos de irresponsabilidade não se perdem assim... :p

Bom, um dia vai ser sem culpa.


postado por GULIVER LEE às 12:31 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Junho 06, 2005


Chegou a hora de apagar a velhinha...

Pois é... Depois dos 23, mais um ano...
Mas independente de estar agradecido e feliz com todas as homenagens, tenho algo a confessar:

De todos os aniversários que eu tive conscientemente (porque eu já fui bebê, não to falando de porre não), esse foi o que eu esperei menos ansiosamente.
Já tive nívers muito alegres, já tive uns bem tristes.
Mas esse posso dizer que e normal.
Normal "to nem aí"? Seu mal agradecido!!!
Não, de jeito nenhum... normal porque pra mim tá sendo um dia comum. To saindo na rua pra comprar guarda-chuva, to estudando pra concurso, to teclando na internet, to vendo tv...
Até tentamos organizar um happy hour pra hoje, mas é complicado por causa do dia da semana e da chuvona. Mas isso também não me chateou.
Na verdade estou feliz como em qualquer outro dia.
Pois é! Feliz! Eu fico assim sem precisar ser meu aniversário, sabia? hehehe
Quando a gente é criança a gente sempre espera com ansiedade e alegria o aniversário. Vai ter festa, doce, salgado, brincadeira e presente.
Quando se fica mais velho (pelo menos no meu caso), se espera ansiosamente ser lembrado e poder ver que outros se importam.
Hoje em dia não tenho mais festa (a vida é dura, né? hehe), e eu sei que as pessoas se importam comigo.
Então pra que eu iria esperar tão ansiosamente?
Viva o 6 de junho? viva!!!
Mas viva também o 7, o 8, o 9.... ;)


postado por GULIVER LEE às 4:56 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Junho 02, 2005


Quando a saudade te surpreende...

Do que você sente saudade?
Sente saudade de quando era uma criança? Das brincadeiras e da falta de preocupação?
Sente saudade de um lugar em que você já morou?
Sente saudade de alguma situação especial que você só teve uma vez na vida?
Sente saudade de um amigo que perdeu?
Sente saudade de alguém que já se foi?
Todas as alternativas anteriores?

Geralmente é assim... é comum. O mais importante é que tendo memória a gente tem saudade...

O texto podia acabar aí e ia ficar bonitinho, né?
Mas... e quando você tem saudade do que não aconteceu, ou simplesmente do que você não viveu?
Nesse fim de semana eu assisti alguns vídeos com Silvinha. Vídeos dela mais nova... não criança, mas no começo da faculdade e em 98, com 16 ou 17 anos...
Eu não tava lá.
Eu nem conhecia Sílvia.
No entanto... eu senti saudade. Como se eu quisésse ter estado lá. Não sei...
Quando isso acontece eu fico bobo. Difícil entender os sentimentos que se tem...


postado por GULIVER LEE às 10:12 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Junho 01, 2005


Fugindo da ordem natural das coisas

Só eu mesmo pra desafiar a ordem natural das coisas:

Quase 23+1 anos e não tenho uma barba fechada (nem perto disso aliás). No entanto, já to com 3 fios de cabelo branco... O.o


postado por GULIVER LEE às 8:22 AM

Comentário reserva:

Domingo, Maio 29, 2005


Diário de um playmobil



"Querido diário,
Hoje cedo o teto do lugar escuro onde eu estava com vários amigos se abriu, e aquele monstro gigante me pegou mais uma vez com sua mão desajeitada.
Ele ficava mexendo nos meus braços, me colocava de pé e sentado em poses ridículas.
Então colocava coisas nas minhas mãos.. Uma maleta... uma lanterna?
Por que? Eu não queria segurar nada! A lanterna nem acendia!
Eu sempre gostei do meu cabelinho marrom. Mas o monstro gigante não se importava com isso. Ele arrancou meu cabelo de uma só vez, expondo um buraco na minha cabeça (onde está meu cérebro?!?!). Logo depois encaixou cabelos amarelos no lugar.
Por que? Eu nunca quis ser loiro!!
O monstro arrastou um carro pra perto de mim... eu até achei-o bonito, mas estava com medo do que pudesse acontecer...
Eu bem que queria correr, mas nem joelhos eu tinha.
Então o monstro me pegou e me colocou na posição sentada... e o que se passou diário... só de lembrar eu tremo...
Pra eu ficar sentado na posição correta no carro... o monstro ele me encaixou no banco... sim... a palavra é encaixar... a minha... parte de baixo traseira, ficou encaixada em uma proeminência daquele banco...
E eu dei voltas e voltas no carro... engatado.
Por que, diário? Quando é que esse sofrimento vai acabar...
E o pior de tudo... é que fazem tudo isso comigo e mesmo assim a minha cara está sempre sorrindo...
buááááá"


Ah que saudade de brincar de playmobil...


postado por GULIVER LEE às 8:44 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Maio 16, 2005


Dia de chuva é uma delícia!

Mais especificamente tarde de chuva... que fica friozinho, você se enrola nas cobertas, assiste a um filmezinho na tv e...

Seria assim.... se São Pedro não decidisse abrir as comportas numa segunda-feira, quando eu preciso deixar um material de aula pra minha namorada no Senac e não tenho guarda-chuva.
¬¬


postado por GULIVER LEE às 1:34 PM

Comentário reserva:

Domingo, Maio 15, 2005


"Jogo de RPG motivou assassinato de família no ES, diz polícia "

Notícias assim me enojam. Eu fico extremamente revoltado quando algo assim surge na mídia.
Não, eu não to falando do crime em si. Qualquer crime contra a vida já é absurdo por natureza.

O que me revolta é o modo sensacionalista e preconceituoso com que a mídia trata o RPG, essa forma de entretenimento.
Faz mais de dez anos que eu conheço esse jogo e ele só trouxe coisas boas pra minha vida.

Pelo amor de Deus... não é o RPG que faz alguém matar alguém. É uma ou outra pessoa que mexe com ele que tem problemas psicológicos, da mesma forma que alguém com problemas psicológicos pega um carro e atropela alguém, se joga de um prédio, faz rituais de magia negra...
É culpa da pessoa, de sua personalidade, ou mesmo do meio que o cercou durante a vida, mas não de um jogo de imaginação.

Pros leigos, o RPG é um jogo simples e bem nerd por sinal. Amigos se reúnem, narram uma história, se imaginam como personagens, o que estão fazendo, o que vai acontecer, testam suas habilidades, completam missões, tentam evoluir...
Nunca foi regra do RPG "o perdedor vai morrer", mesmo porque em geral RPG não tem perdedores!!! O que aconteceu foi obra de uma mente doente, e não de um jogador normal de RPG.

O RPG é um jogo que tira as pessoas da frente da TV, do computador e do video-game e faz elas interagirem com outras pessoas. É um jogo que estimula a leitura e a criatividade.
Jogar RPG não revela nenhuma verdade oculta ou religiosa, não altera status psíquico como substâncias psicotrópicas (drogas).... jogar RPG NÃO muda a sua personalidade!!!

É um post chato eu sei... é um post revoltado...
Muito revoltado porque eu sei que amanhã muitas mães vão proibir seus filhos de jogar RPG... vão jogar os livros dos filhos no lixo...
E tudo por que? Por causa de notícias sensacionalistas que não mostram a verdadeira causa de incidentes como esses, e que além disso são totalmente parciais e preconceituosas.

Conheçam o RPG... formem sua opinião pessoal sobre ele de acordo com suas próprias convicções (eu acho uma coisa maravilhosa, mas todo mundo tem seu gosto) e não pelo que viram na tv...

Quisera eu ser possível ter mais tempo ou um grupo disponível pra jogar sempre comigo....


postado por GULIVER LEE às 12:52 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Maio 13, 2005


Ser retardado é o preço do desenvolvimento?

Uh... alguém vai ler esse título e pensar que eu vou fazer uma crônica inteligente e crítica do mundo e político como Arnaldo Jabor e outros fazem...
Bem, não vamos exagerar, o que vou passar a fazer aqui é dissertar sobre algo muito menor e vulgar: programas de câmera escondida.

Quem é brasileiro já conhece há muito tempo as pegadinhas do Faustão (que aliás acabaram, né?), e as câmeras escondidas do Topa Tudo por Dinheiro com o Sílvio Santos, em que tinha um ator que sempre apanhava das pobres vítimas das brincadeiras. Além dessas vários clones já apareceram durante os anos, inclusive algumas claramente armadas (é só assistir o programa do João Cléber).
Acontece que esses programas também existem no exterior. Aliás, os pioneiros foram os americanos com um programa chamado Candid Camera que já está no ar, se não me engano, há mais de meio século. Quem quiser pode ver na TV a cabo.

Especialistas dizem que a mídia reflete o nível cultural de seu povo. Então deveríamos esperar que um programa que além de pioneiro é transmitido e criado em um país desenvolvido deveria ter um humor refinado e inteligente, certo?
Beeeem...
Estava vendo ontem uma câmera escondida em que a mulher chegou no posto de gasolina com um carro enorme e a entrada do tanque escondida. Isso pra que os frentistas não encontrassem e ficassem procurando. O.o Isso era a piada! Em outra um cara chamava um taxi e, quando ele dizia o endereço pro taxista, esse na verdade era 3 casas atrás de onde ele já estava.... eu juro! Isso era a piada! Em outra um cara ia com um molde de costura desenhado no papel vai perguntar um endereço pros pedestres como se fosse um mapa, dizendo que tinham dado pra ele assim... "É porque me disseram que prédio tal era como esse bolso, e rua tal era a manga esquerda...". Sim, isso era a piada!!!

Aqui no Brasil nós vemos pessoas saírem correndo gritando de medo quando tão andando do lado do cemitério e passa uma moto com uma caveira rindo.
Vemos um cara entrar num taxi e o motorista dizer que está desesperado e que quer se matar levando o passageiro junto.
Até o ator ir e pegar na bunda de um pedestre que se vira com raiva, enquanto o ator explica que tinha pensado que era um amigo viado dele.
Eu acho muito mais engraçado.

Sei que aqui também tem muita pegadinha baixo nível, mas até elas são melhores que os retardos mentais americanos... Eu simplesmente não entendo. Se ter cultura é achar graça naquilo prefiro ser inculto.


postado por GULIVER LEE às 2:20 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Maio 11, 2005


Alguém vê um cara correndo...

Eita, o cara sou eu.
Eu paro, respiro um pouco.

Eu: Arf, arf... Você viu um prejuizinho passando por aqui?
Alguém: Hmmm... ele é desse tamanho, dessa largura e se mexe desse jeito?
Eu: É sim, você viu?
Alguém: Não.
Eu: ¬¬
Eu: Certo, agora tenho que ir que eu to correndo atrás dele.

Sabe... pra falar a verdade eu nunca entendi essa expressão "correr atrás do prejuízo". Deveria ser "correr atrás do lucro", ou "correr pra consertar o prejuízo", não?
Eu prefiriria que o prejuízo corresse de mim mesmo. :p


postado por GULIVER LEE às 10:23 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Maio 06, 2005


Obrigado Papai do Céu por ter me dado uma namorada sem TPM



É uma coisa horrível. Você não reconhece a pessoa.
Eu já fui vítima da TPM, aliás, quem não foi? Grandes discussões já vieram por causa de TPM. Cenas de ciúme de novela já aconteceram comigo e a pessoa culpou a TPM.
Se você faz uma brincadeira na verdade é uma ofensa. Se você fala algo sério é um chato. Às vezes só o som da voz irrita a pessoa.
Mas aí Papai do Céu foi bonzinho comigo e fez Silvinha sem TPM. Ela nunca muda.
Aliás, às vezes parece até que eu que tenho TPM no lugar dela, me irritando fácil ficando impaciente.

Deixo meus votos de solidariedade com aqueles que ainda são vítimas da TPM...
Eu sei que é Totalmente Phoda, Mano....


postado por GULIVER LEE às 12:29 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Maio 05, 2005


Que casamento o que! Compromisso de verdade você arruma quando assina uma revista!

Em 2001 ou 2002, eu não tava nem no meio do curso de Deireito ainda. Resolvi tentar ser alguém estudioso e assinei uma revista jurídica, a Consulex.
A primeira que eu recebi eu li de cabo a rabo (chata). Nas edições seguintes passei a ler somente algumas matérias que me interessavam. No meio da assinatura eu já não lia mais nada e as últimas eu nem abri o pacote! (Juro, tenho 5 revistas dentro do envelope há mais de 2 anos).
Resolvi não renovar a assinatura. Pra que? Ia ser perda de tempo e de dinheiro.

3 meses antes de acabar minha assinatura me ligaram. "Quando estiver mais perto eu penso", eu disse.
Quando acabou a assinatura me ligaram de novo, dizendo que era minha última oportunidade pra renovar com preço promocional. "Sinto muito, no momento não estou interessado"
6 meses depois de acabar a assinatura me ligam de novo, me oferecendo mais uma vez. "Olha é que eu ando interessado em outras áreas agora"
E com mais 6 meses a proposta se repete, com o cara do telefone me oferecendo um brinde também. "É que no momento estou com dificuldades financeiras"
Isso vem se repetindo a cada 6 meses. Às vezes menos. Em datas comemorativas sempre recebo folders pedindo pra eu renovar minha assinatura e indicando promoções.
Me ligaram há dois meses pra que eu renovasse minha assinatura, e HOJE me ligam de novo! O.o

Telemarketeiro: Se o senhor estiver assinando nossa revista agora nós estaremos passando para o senhor a escolha de 3 brindes, que são o curso de blablabla em CD, o compêndio de blablabla, e blablabla.
Eu: Não eu não to interessado.
Telemarketeiro: Mas nem se eu te mandar junto o curso de informática?
Eu: Não, não...
Telemarketeiro: Nem o curso do professor Fulano Saraiva de oratória jurídica?
Eu: Não, eu não quero assinar nada agora ¬¬
Telemarketeiro: Nem se ... (nessa hora eu já não tava ouvindo mais nada de tanta raiva que eu tava)
Eu: Não.
Telemarketeiro: Bem, a editora consulex agradece e blablablabla

Amigos desavisados. Me escutem! Pensem duas vezes antes de assinar alguma coisa. É como dever um favor para a máfia!

Eu me imagino com 90 anos e falando ao telefnone:

Telemarketeiro: Mas o senhor não se interessa pela nossa promoção de blablabla...
Eu velho: Não, meu filho, porque com a visão que eu tenho não dá mais pra ler revista nenhuma.
¬¬


postado por GULIVER LEE às 9:34 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Maio 03, 2005


Perdi minha confiança.
Quem me viu e quem me vê...

Quando eu fui fazer vestibular eu já fui sabendo que ia passar. Foi porque eu me matei de estudar? Na verdade não...
Mas eu tinha confiança... aliás, eu me sentia obrigado a ter, já que todo mundo confiava em mim inclusive meus concorrentes... "eita, é uma vaga a menos"
Mas agora eu não me sinto mais tão "TÃO" como eu era... e de todos os concursos que fiz até hoje já fiz sabendo que não ia passar bem (é duro reconhecer isso).

O engraçado é que na época eu era mais ingênuo. Ingenuidade traz confiança? Sabendo mais sobre a vida eu deveria ter mais meios de obter sucesso, né? Então por que é que quando eu era ingênuo que eu conseguia me destacar mais?

Eu perdi minha confiança... talvez tenha sido dentro do meu quarto. Afinal, tá uma bagunça isso aqui mesmo. :p


postado por GULIVER LEE às 9:34 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Maio 02, 2005


Como deu preguiça de fazer um texto bem acabado vou só copiar e colar uma conversa:

Guliver Lee diz:
lu
Guliver Lee diz:
eu quero um emprego
Guliver Lee diz:
pra comprar um apê
Guliver Lee diz:
e ir com sílvia na padaria
Lu diz:
hahahah eita
Lu diz:
caaalma
Guliver Lee diz:
pra comprar o lanche
Lu diz:
hahah q???
Guliver Lee diz:
ir na padaria... comprar pão, queijo, presunto, iogurte..
Guliver Lee diz:
se der vontade pão de queijo
Guliver Lee diz:
aí ir pra casa lanchar
Guliver Lee diz:
no sábado
Lu diz:
hahahahahah
Guliver Lee diz:
isso dava post
Guliver Lee diz:
dava samba

Tão vendo só o nível dos meus sonhos? Não quero ser o dono do mundo, quero ser o dono do lanche da tarde. Só isso.


postado por GULIVER LEE às 11:07 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Abril 29, 2005




Minha vida é assim*:
Eu sou um garotinho fraco e cheio de medo. Aí de vez em quando vem um valentão fortão e me empurra...
Eu não fiz nada pra ele, mas mesmo assim ele tem vontade de me empurrar... me beliscar... dar rasteira... jogar areia no meu olho.

Às vezes parece que ele se desinteressa de mim. Passa bastante tempo sem aparecer.
E às vezes ele vem com tudo. E machuca mesmo.

Eu tenho certeza quase absoluta que um dia eu vou crescer e ele não vai conseguir me empurrar.
Quando ele tentar eu vou ficar ali, paradinho de pé.

O saco é não saber quanto tempo esse dia vai demorar a chegar.
Enquanto isso fica o valentão me enchendo sempre...

* Esse texto é alegórico e representativo... ¬¬


postado por GULIVER LEE às 7:47 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Abril 27, 2005


I'm not a perfect persoooon

Tava cantando isso ontem. E é verdade. Tenho defeitos. Acho que passam de 100. Mas é só reconhecendo eles que a gente começa a mudar. :)
nheam.
Fuçando arquivos do meu blog eu acho isso há exatamente 1 ano e 1 dia:

Segunda-feira, Abril 26, 2004

Azar somado a burrice...

Não vou entrar em detalhes senão fico com mais raiva de mim.

Paranoid Kid |11:08 AM |


Que raiva!!! Agora to morrendo de curiosidade. Eu tava revoltado com o que?


postado por GULIVER LEE às 7:48 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Abril 19, 2005


Motivos simples pelos quais eu vou me f.... se não estudar:

1 - Eu não sou filho de alguém com poder
2 - Não sou amigo ou filho de amigo de ninguém importante
3 - Nem mesmo conheço quem conhece alguém importante.
4 - Não tenho vocação pra puxar saco ou pra pedir coisas... (e até seria bom ter)
5 - Não sei fazer política e adivinhar o que querem de mim
6 - Odeio ter a sensação de decepção depois de expectativa
7 - Nunca acertei nem dois números na mega sena.

Acabo de chegar da rua e senti vontade de desabafar tudo isso...
(veja)
Pior que não é só estudar...
(não diga que a canção está perdida)
não posso deixar as coisas externas me abalarem também
(tenha fé em Deus, tenha fé na vida)
Sei que o que é fácil demais a gente não valoriza...
(tente outra veeez)
mas bem que poderia ser menos difícil do que é... :(
(queira)
Um dia eu consigo...
(basta ser sincero e desejar profundo)
mas como eu queria que esse dia fosse esse ano ainda..
(você será capaz de sacudir o mundo, vai)
Tá certo... vou dizer que sou brasileito e não desisto nunca... :p
(tente outra vez)


postado por GULIVER LEE às 5:52 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Abril 14, 2005


Anúncio Informativo:

Está obrigado a apresentar declaração anual do imposto de renda aquele que obteve, no período de um ano, renda superior a R$12.696,00 , ou seja, R$1058,00 por mês.
...
...
Meu sonho atual é declarar imposto de renda... :p


postado por GULIVER LEE às 11:14 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Abril 08, 2005


Trriiiiiiiiiim

Fulana: Alô, quem tá falando?
Eu: Quer falar com quem?
Fulana: É da casa de Washington?
Eu: Não
Fulana: É de onde?
Eu: Não é da casa de Washngton!
Fulana: Tá, desculpe.

Eu não sou grosso não! O povo é q é curioso demais. afe.


postado por GULIVER LEE às 12:48 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Abril 07, 2005


Por que que a gente cresce e muda?
É tudo tão simples e mágico quando a gente é criança.
Por que que a gente cresce e ao invés de ficar esperando passar os trapalhões no fim do domingo (tá, isso é pra quem é do meu tempo), ficamos ansiosos e preocupados com a segunda-feira?
Aliás, será que é a gente que muda? É relativo.. questão de referencial... afinal o universo em que vivemos muda pra cada um de nós.
A gente é pequeno e pensa que a gente "vai crescer e trabalhar". Falta saber que pra isso tem que se especializar, correr atrás, e muitas vezes não conseguir nada.
É chato descobrir que dirigindo você pode amassar o carro, e que isso vai te dar muita dor de cabeça, com dinheiro e chateação. Bem diferente de quando a gente brincava de carrinho e ele andava até na parede se a gente quisesse.
É uma revolução mental descobrir que o que a gente bebe não fica separado do que a gente come, se transformando separada e respectivamente no xixi e no cocô.
Que você nunca vai conseguir dar saltos com a bicicleta do mesmo jeito que aparece no comercial que a anuncia.
A fantasia se perde... é... é o mundo que muda.
Eu ainda sou o menino que vestia o casaquinho azul de frio. Foi o mundo que mudou.
aiai


postado por GULIVER LEE às 10:11 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Março 30, 2005


Minha vida:

- Alô, eu queria marcar uma consulta com Dra. Zélia.
- Tá, tem pra amanhã, qual o seu nome?
- Guliver.
- Uliver?
- GUliver!
- Ruliver?
- Não, é Guliver, com G!!!
- Ah, Juliver...
- Não! É G-U-L-I-V-E-R! GULIVER!!!
- Certo! Qual o sobrenome, Guliver?
- Lee..
- Como?
- L-E-E....(ódio)


Eu sei, parece piada... parece esquete do zorra total, mas aconteceu de verdade.
É um povo sem cultura que nunca ouviu falar das "Viagens de Gulliver"... Nunca ouviram falar de "Bruce Lee", ou mesmo de "Rita Lee"? nhe
E eu adoro meu nome, viu? :p


postado por GULIVER LEE às 10:52 PM

Comentário reserva:


Quando eu era pequeneninho - um pouco mais velho do que essa foto aí do lado - minha mãe me ensinou que quando a gente saísse da mesa era pra pedir licença.
Aí um dia todo mundo acabou o almoço e fiquei eu. Daí um tempo minha mãe escuta lá de dentro eu gritando:
"Dá liceeeeeeeeeeeença! Dá liceeeeeeeeeeeeeeeeeeeeença!!!"
¬¬


postado por GULIVER LEE às 12:51 PM

Comentário reserva:

Sábado, Março 26, 2005


No ônibus no meio de um bairro comercial de natal eu vejo um cartaz do lado de fora de uma lojinha de roupas:

Malias de colton e laycra

O coitado que escreveu isso só não errou o "de" e o "e"... ¬¬


postado por GULIVER LEE às 7:18 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Março 23, 2005



Hoje me deu saudade do Gram...
Em maio faz um ano que eu fui prum festival de Rock aqui em natal.
Há pouco tempo solteiro, passando por uma depressão, fui com minha amiguinha mari. Chegamos cedo no terceiro dia, sem expectativa nenhuma, aí começa a tocar uma banda.. sonzinho legal.. é tipo... um coldplay, meio los hermanos, meio cake... em português. Quem são esses caras? De São Paulo? Ah é? Uau, sonzinho massa.
Saímos pra comprar o CD (só a mari comprou), e 5 minutos depois tá lá o vocalista da banda batendo um papo com alguém. Conversamos com ele e ainda ganhamos autógrafo (o meu CD e meu autógrafo é história mais complicada).
Poxa, que dia legal. E ele desenhou um gatinho e disse que a gente ia conhecer ele na MTV.
Pois é! e conhecemos!
O videoclipe é fantástico, sincronizado com a musica e com um drama que é no mínimo fofo (se é que se pode ver fofice em drama):

Um gatinho com 7 escrito no peito, está de coração partido e se joga de um prédio. Quando se espatifa lá embaixo a vidinha 7 sai dele, ele se levanta e vê q tem um 6 escrito no peito. Aí ele raciocina e entende que são suas vidas. Com nova esperança ele vai na casa da gatinha e se suicida na frente dela (trágico eu sei). Ela chora em desespero por ele mas fica muito feliz quando o gato se levanta com 5 escrito no peito. Os dois se casam numa festa bonita, e no quarto da lua de mel aquele clima. Quando o gato tira a roupa da gatinha, vê que ela tem o número 1 pintado no peito. Os dois ficam muito tristes... ela só tem uma vida. O gatinho sai cabisbaixo pela rua... e finalmente ele vê um sinal de cachorro bravo. Ele tem uma idéia! Se joga pro cachorro. As vidinhas dele saem voando. Primeiro a 5, depois a 4, depois a 3, depois a 2, e ele sai correndo! Ele vai correndo pra casa feliz! Agora cada um só tem uma vida um para o outro! Ele chega em casa e... a gatinha está na cama... abraçada com um pato... um pato fumando... de peito cabeludo... snif... Depois disso o gatinho sobe no prédio, do mesmo jeito que no início da história... chorando... enquanto as vidinhas dele passam voando.

O clipe é triste... mas é lindo. Eu mesmo já chorei assistindo ele. O mais legal é que ele foi todo desenhado pelo próprio Sérgio Filho (vocalista) com bic preta!!!
Eu continuo com saudade do Gram... quando será que eles voltam pra Natal?


postado por GULIVER LEE às 6:53 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Março 21, 2005


Diversos

Eu vi hoje na tv que xiita é a maacaca do taarzã. ¬¬

+

A gente sabe que devia dar um jeito de sair de casa e arrumar o próprio canto quando se está com fome na hora do almoço e vai ver que o que tem pra comer é bife de fígado frito com pimentão...

+

Percebi hoje que a resposta mais correta pra "peraí" não é "pero", como a maioria das pessoas acha. É "peroaqui"... tsssss

+

Não nos responsabilizamos pela falta de graça do post... :p


postado por GULIVER LEE às 7:14 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Março 17, 2005


Viva a diferença?

O tempo evoluiu e a mulher conquistou se espaço. Ela saiu da cozinha e da área pra ocupar importantes cargos de liderança, no mundo contemporâneo. A mulher não é um ser inferior. Igualdade ao ser humano!
Bem, eu concordo com todas as premissas acima. Mas será que somos todos iguais mesmo? Será que com a "libertação" da mulher não ficamos um pouquinho em desvantagem?
Digamos que você vê um casal que chegou de viagem. A mulher vai e pega a mala pesada dela (vejam bem, ressalte-se que a mala é DELA), e sai carregando. Se o homem não fizer nada ele será:

a) um ser humano igual à mulher, e portanto cada um pode arcar com sua carga
b) um grosso, um sem educação, sem cavalheirismo.

Será o b, claro... qualquer pessoa vai concordar com isso.
Da mesma forma aquele cara que não segura a porta pra mulher. E vejamos que podem acontecer casos em que a mulher vá segurar a porta pro homem, o que os outros vão pensar: "que cara folgaado! A mulher besta faz tudo por ele"

E se um navio tá afundando? O que que logo se grita e como se organiza o salvamento? "Mulheres e crianças primeiro!". Da mesma forma num incêndio. O homem tem que ser o valente e esperar mais um tempinho as costas virarem churrasquinho. Hehehe. Será que não é por isso que existem mais mulheres do que homens no mundo? hehe.
Aliás eu me pergunto se as feministas, aquelas que dizem que os homens são opressores e chauvinistas não gostariam de ser as primeiras a saírem do prédio em chamas. lalala

Aiai, antes que me joguem pedra, eu não to assumindo posição de que os homens sejam melhores e que não deve haver igualdade. To só falando que os dois nunca vão ser iguais de fato, porque mesmo que todos alcancemos os mesmos direitos (o que acho muito justo), homens e mulheres nunca terão os mesmos "deveres sociais"

Nenhum fato me levou a questionar isso. Minha namorada não é feminista e nem submissa, não vi ninguém protestando por direitos femininos etc. Eu só tava ali deitado na minha cama e comecei a pensar bobagens hehehe.

às vezes até sai algo interessante.


postado por GULIVER LEE às 6:46 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Março 16, 2005


Segue abaixo musiquinha com a qual me identifico. Em itálico estarão meus comentários/acréscimos.

Casa no Campo
- antigo sucesso na voz de Elis Regina

Eu quero uma casa no campo
onde eu posa compor muitos rocks rurais
Num é nem rock, é roque
e tenha somente a certeza dos amigos do peito e nada mais
Eu quero uma casa no campo
onde eu possa ficar do tamanho da paz
Isso é meio relativo, né não?
e tenha somente a certeza dos limites do corpo e nada mais
Eu quero carneiros e cabras pastando solenes no meu jardim
Mas eu prefiro que andem pelo pasto mesmo. Ou o coitado do jardim ia ficar todo pisado e cagado...
Eu quero o silêncio das línguas cansadas
Eu quero a esperança de óculos
Escuros, pq ela é style
um filho de cuca legal
cuidado com a cuca que a cuca te pega
Eu quero plantar e colher com a mão
a pimenta e o sal
e o arroz, e o feijão, e o macarrão. Hmm macarrão num colhe, né?
Eu quero uma casa no campo
do tamanho ideal
pau-a-pique e sapê
Pode ser de tijolo. Eu deixo
Onde eu possa plantar meus amigos
meus discos
meus livros
Minha Silvinha
Meu beagle
Minha internet de banda larga
Meu carrinho com CD player

e nada maaaaaaaaaaaaaais

muito boa essa musica.


postado por GULIVER LEE às 8:14 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Março 15, 2005


Há apenas 10 minutos Guliver estava jogando em seu computador. Relaxando, curtindo o ócio. É algo que sempre fez.
Hmm... Mas alguma coisa está diferente, né Guliver?
Na época do Colégio quando você estava jogando era só pra relaxar... era seu tempo livre sem as aulas. Ou estava de férias, ou estava curtindo seu finzinho de dia.
Durante a faculdade do mesmo jeito. Descansar do tempo em que esteve estudando. Arejando a Cabeça. Poderiam ainda ser também as férias, ou mesmo alguma greve. Mas você logo iria voltar ao batente..
E agora... agora você é aquele cara formado, com 23 anos, sem emprego, sem estar estudando nada e sem dinheiro no bolso.
Passou do status de estudante que relaxa às vezes pra vagabundo em tempo integral..
Eita eita eita eita


postado por GULIVER LEE às 8:53 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Março 14, 2005


Confissões

Leiam meu perfil aí do lado...
É... eu não gosto de forró.. juro. Nunca compraria um CD de forró na vida. Nunca pediria a um musico pra tocar um forró.
Não gosto das letras, não gosto de ouvir o ritmo, odeio os nomes das bandas!
Mas...
Assim...
Tipo...
lalala....
Eu acho que...
tipo assim...
Eu...
Gosto...
de dançar forró e tal..
....
Aconteceu assim: Baile da minha formatura (melhor festa que já fui na minha vida, diga-se de passagem), espumante pra cá, espumante pra lá, fiquei alegrinho, me soltei, comecei a dançar. Silvinha até elogiou. Dancei de todo jeito. Depois ainda dancei com uma amiga q disse q eu danço muito tb. É legal... e tal...
lalala
Há um paradoxo dentro de mim... um dilema moral que me corrói por dentro... o nome dele é forró...
Aaaaaaaaaaaaaaaaaaarghhhhhh


postado por GULIVER LEE às 5:54 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Março 02, 2005


"Vontades" de ser enterrado

Eu já contei piadas de crente pra amigos evangélicos (quando eu nem me ligava muito em diferença de religião) e não entendi quando eles não acharam graça.
Eu já falei mal de uma pessoa na hora que ela tava passando e eu não vi.
Eu já comentei com a mãe de um amigo sobre uma coisa ridícula que eu vi uma mulher fazendo na praia, só pra saber logo depois que ela também já tinha feito essa coisa.
Já liguei pro meu amigo João Pedro, e quem antendeu foi o pai dele a quem eu chamei de viado.
Já peguei carona num carro com vários amigos e fiz uma piada sobre nariz me esquecendo que no mesmo carro estava uma amiga narigudinha.

Já devo ter feito e provavelmente ainda vou fazer muito mais dessas. Só espero que sempre tenha alguém pra me beliscar na hora... ¬¬


postado por GULIVER LEE às 3:50 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Fevereiro 28, 2005


*

*Ele Tem o mundo todo em suas mãos

Clichê pra quem passa no vestibular ou está se formando na faculdade é pensar ou mesmo falar: "Você/eu tem/tenho a vida toda pela frente", "O mundo está nas suas/minhas mãos", "o céu é o limite", "Ninguém te/me segura". Afinal, isso é um incentivo ou uma cobrança?
Tá... As pessoas não me cobram tanto... No máximo ficam peguntando o que que eu quero ser, ou se eu vou fazer o exame da OAB.
Na verdade eu que acabo me cobrando, eu que acabo me comparando aos outros.
Olho pra um lado, fulano tá indo fazer mestrado, olho pro outro, cicrano tá fazendo curso preparatório pro ministério público, olho pro outro lado (é um mundo tridimensional), e beltrano tá se empregando em um escritório de advocacia.
Não, eu não vou fazer exame da OAB agora. Não, eu não sei que diabo eu quero ser da vida. Não, não tenho vontade de fazer uma pós graduação sustentado pelo meu pai.
Tomei todas essas decisões sozinho. O que eu preciso agora é me satisfazer com elas e parar de ficar me comparando com os outros, mas eu consigo?
Planos? Sim. A partir de agora fazer todo e qqer concurso que aparecer, pra eu ganhar um dinheirinho e começar a minha vida. É bom pra mim? É sim, pro começo. Então tá. Agora vamo parar de olhar pro lado. Vai ser a minha parte.
Povo de fora: se eu tenho potencial, se eu sou capaz, etc., deixem eu descobrir sozinho... não me falem demais dos seus próprios sucessos (desculpem, sou pequeno quanto a isso), nem me perguntem muito quais eu to conseguindo. Quando eu conseguir vou fazer questão de chamar todo mundo pro churrasco hehehe.
E discordo. Eu não tenho o mundo nas mãos. No momento só um mouse e um biscoito recheado de chocolate...


postado por GULIVER LEE às 8:12 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Fevereiro 25, 2005


Casos Reais, Situações Imaginárias?

Imaginem um casal de amigos (não um casal amigo, mas um homem e uma mulher que são muito amigos um do outro). Eles são amigos por muito tempo, mesmo que só pela internet, mas aí um dia, por algum motivo, a amizade acaba... eles brigam, se desentendem, não vêem mais porque falar um com o outro.
Até tentam, mas nada volta a ser como antes, aquela amizade já era. Ela já desistiu da amizade dele há muito tempo, e ele cansou de se frustrar tentando e tentando e resolveu nunca mais tentar deixando ela em paz.
Digamos agora que um dia o ex-amigo conheça um ídolo da ex-amiga... um ídolo da música, da tv, tanto faz. Os dois se conhecem de verdade, não vira só uma relação celebridade zé-ninguém, e então o ídolo e o ex-amigo começam a ser amigos um do outro. Mas bem amigos, daqueles que o cara vai em programas tipo o do faustão contar histórias da amizade dos dois.
A ex-amiga liga a tv e vê aquela cena e aquela realidade. O que aconteceria? Pra qual lado as coisas penderiam? Ela deixaria de ser fã ("como é que aquele meu ídolo gosta desse cara?" :p)?, ela tentaria uma reaproximação? Mas aí ele pensaria que era só por causa do ídolo! Mas será que não é? Aliás, se o cara fosse amigo de verdade sabendo da idolatria da ex-amiga não deveria ele apresentá-la ao ídolo e tentar reaver a amizade?

Pois é, meus queridos internetespectadores... essa é mais uma situação Alééééém da imaginaçãããããooo ¬¬


postado por GULIVER LEE às 4:09 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Fevereiro 24, 2005


E quanto tempo demorará até que percebam que eu voltei?

Tá na hora de dar uma guaribada nisso aqui. Recauchutagem, uma plasticazinha.... pois é.
Alô
Tem alguém me ouvindo?
Eco... Ecoo

¬¬


postado por GULIVER LEE às 11:07 AM

Comentário reserva:


a gente entra num site e aparece mensagem de erro, dizendo erro 502 ou erro 404...
Sempre esses dois.
Mas o que houve com todo o resto dos erros?
O que há entre o erro 404 e 502?
Mistérios...


postado por GULIVER LEE às 12:45 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Janeiro 31, 2005


dia 20 de janeiro. Passeio na praia. Em uma casa de praia inventamos de armar redes. Minha cunhada já tinha se instalado na dela. Eu e Sílvia colocamos uma no mesmo gancho e nos deitamos. "A rede agüenta, não tem problema não". Pois é. A rede agüentou, mas o gancho não.
Vamos fazer um cálculo. Eu to com 78 kgs. Sílvia tá com... bem, não se diz o peso de uma dama. Mas vamos ter a idéia de que todo esse peso somado se concentrou na minha bunda. Doeu muito e eu achei q tivesse quebrado a bunda.
Gelo, pomadinha... achei q tava tudo bem.
Mas mais de uma semana depois ainda tava sentindo incômodo.
Resolvo ir ao médico.
Conto a história pro médico e faço questão de dizer que caí da rede com minha namorada.
Vou tirar raio x e o cara pergunta se eu caí. E eu confirmo e ressalto q foi com minha namorada.
Acho que inconscientemente eu tava com medo que eles pensassem que eu machuquei a bunda de outra forma... :^p

Ah, a minha bunda passa bem. Não quebrou e estou cuidando dela.


postado por GULIVER LEE às 7:37 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Janeiro 28, 2005


Eu acho engraçado quanta coisa idiota fazemos enquanto estamos ao telefone.
Acho até que a maioria das pessoas nunca se dá conta disso.
Parei pra pensar nisso hoje enquanto eu tava conversando com uma professora pra compor a banca examinadora da minha mono. Fui na sala dela e enquanto ela tava falando ao telefone começava a dobrar uma folhinha pra lá e pra cá. Fazendo tipo uma sanfona. E quando acabava ficava mesmo fazendo o papel de sanfona, pra lá e pra cá...
Me lembro uma vez de uma colega minha falando ao telefone e dando chutinhos no ar...
O mais comum no entanto, pra qualquer pessoa, é ficar enrolando o fiozinho do telefone no dedo. É capaz de ser terapêutico.
Não eu não escapo a regra. To lembrando de uma dia em que falei ao telefone e comecei a riscar um papelzinho com caneta. E fui rabiscando sem nem perceber, e no final tem uma estrela enorme, cheia de floreios em volta, e se esticando em um prisma..

Não resta dúvida: O telefone é hipnótico e nos manda fazer coisas idiotas!


postado por GULIVER LEE às 10:56 AM

Comentário reserva:


Não vou mais explicar ausência, senão toda vez q eu sumir por um tempinho vou ter q pensar num post só pra dar desculpa... :p


postado por GULIVER LEE às 10:48 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Dezembro 30, 2004


Iminência de fim da faculdade... o que falta? A confecção e defesa de uma monografia.
Estou tendo um flashback...

O ano é 1988, to terminando a alfabetização e tem um trabalho de fim de ano (q coincidência). Iríamos provar que aprendemos a ler e criar.
Nós recebemos cada um uma folhinha, com um espaço em cima e linhas embaixo.
Aí era assim: A gente fazia um desenho nesse espaço e embaixo contava a história do desenho...
A grande dificuldade e o medo de todos é que esse trabalho era feito na hora da aula e de caneta. Nosso primeiro dever de caneta... não podia errar... a borrachinha não apagava.. o corretivo não tinha sido inventado (se tinha eu nunca tinha visto ngm usar... devia ser que nem palm top... pouca gente tinha).
Mas eu não tive medo. A minha alfabetização foi tranqüila, eu me destaquei, eu fui orador da turma...

Meu desenho foi de um gato... e eu acho q tinha uma geladeira também. Talvez eu tenha feito uma historinha do gato que subiu na geladeira ou algo assim.
Voltando ao tempo atual me vejo tentando provar que a Lei dos Crimes Hediondos é uma violação ao princípio da dignidade da pessoa humana.

Juro que eu preferia escrever sobre o gato subindo na geladeira...


postado por GULIVER LEE às 7:38 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Dezembro 28, 2004


Acampo sim, e estou vivendo...

Sim, eu fugi deste lugar, baby. Arrumei as malas e rumei pro meu primeiro acampamento em 20 anos.
Dirigindo pela primeira vez na estrada rumei com silvinha pra um paraíso chamado praia de pipa, quando chegamos armamos nossa barraca no refúgio do capitão.

Detalhes à parte, foi maravilhoso, apesar do fato de termos os dois adoecido na noite de domingo, ela de rinite alérgica e eu com dor de cabeça e mal estar decorrente de vários fatores: dormir pouco, tomar muito sol na cabeça, cair de bunda no chão quando a corda da rede arrebentou, e tomar uma caipirinha (mas juro que o mal estar foi por causa do limão, né cunha).
A praia é sem comentários. Vista linda, trilhas, aventura, e um mar incomparável. metros emetros de agüinha morninha a 40 cm do chão, sem ondas. perfeito pra deitar, fechar os olhos e esquecer do mundo q seu nome não é raimundo.

Pois é só isso que eu digo a vocês: acampem.

Ano novo tem repeteco.


postado por GULIVER LEE às 10:10 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Dezembro 16, 2004


Podem me chamar de velho e brega. Nem ligo. ombrinhos pra você.

Coração Pirata

Quando a paixão não dá certo (não há porque me culpar)
Eu não me permito chorar (já não vai adiantar)
E recomeço do zero
Sem reclamar
O meu coração pirata
Toma tudo pela frente
Mas a alma adivinha
O preço que cobram da gente
E fica sozinha
Levo a vida como eu quero
Estou sempre com a razão
Eu jamais me desespero
Sou dono do meu coração
Ah! o espelho me disse
Você não mudou
Sou amante do sucesso
Nele eu mando nunca peço
Eu compro o que a infância sonhou
Se errar eu não confesso
Eu sei bem quem sou
E nunca me dou
Quando a paixão não dá certo (não há porque me culpar)
Eu não me permito chorar (já não vai adiantar)
E recomeço do zero
Sem reclamar
As pessoas se convencem
De que a sorte me ajudou
Mas plantei cada semente
Que o meu coração desejou
Ah! o espelho me disse
Você não mudou


postado por GULIVER LEE às 12:49 PM

Comentário reserva:

Domingo, Dezembro 12, 2004


Ser fiscal do vestibular...

To sendo fiscal num colégio bem fubeca, quente, feio, chato e bobo.
Alguma coisa aconteceu, talvez eu tenha jogado pedra na cruz na outra encarnação. Talvez o universo esteja conspirando contra mim. No comecinho ainda, menos de uma hora, começo a sentir uma dor de barriga.
Aiaiai... sendo fiscal de corredor dou uma escapadinha pro banheiro e o que eu temia foi verdade: um desarranjo intestinal.
Faço a ginástica necessária em banheiros públicos pra conseguir sair rápido e ileso, e acho que deu certo.
Na hora do lanche o que vem? Bolo de ameixa.... O.o acho q foi de propósito.


postado por GULIVER LEE às 3:56 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Dezembro 09, 2004


Tentar fazer o post do dia 28 ao contrário.

E se o bocó de 18 anos visse o Guliver atual?

Ele ia achar o máximo eu estar perto de me formar.
Ele ia se surpreender ao saber que eu me desencantei com o Direito.
Ele ia adorar o fato de eu estar com uma namorada tudo de bom.
Ele ia adorar saber que hoje em dia eu tenho possibilidade de fazer algumas coisas q eu nunca tinha feito antes.
Ele ia gostar de ver que já dirijo bem e vou em qualquer lugar q eu queira de carro tranqüilo.
Ele ia achar uma merda q com 23 anos eu tô fudido e mal pago.

Ele ia falar: pô, quero me ver com 25 anos!


postado por GULIVER LEE às 9:33 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Dezembro 07, 2004


"Auto alto-astral"

Em outros tempos eu ficaria lamentando o dia de hoje e o dia de ontem. Ficaria dizendo ou pensando: "que droga... por que comigo?"
Hoje em dia aproveitei as notícias que tive ontem e hoje e as transformei em força pra sobrepô-las ou fazer o melhor possível delas.
Quase nada (mesmo tragédias) é grande o suficiente pra acabar com a alegria do resto dos nossos dias. Então porque não já me alegrar hoje?
Eu sei, eu sei, pra quem tá triste ou de mau-humor esse post vai ser um nojo de ler. Eu já tive nessa situação e morria de raiva de textinhos fofinhos saltitantes e borbulhantes.
Mas.. como já diz aquela música do Bobby McFerrin:
Don't worry, be happy...
fiu fiu
fiu fiu fiu fi firififififiu
fi firififififiu
fi firififiu


postado por GULIVER LEE às 6:08 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Dezembro 06, 2004


Está comprovado: tenho 63 anos... :p

Aliás, falando em idade, esse blogzinho completou hj um ano no blogger.


postado por GULIVER LEE às 9:29 PM

Comentário reserva:

Domingo, Dezembro 05, 2004


Tô com uma sensação de que já postei sobre isso antes, mas what the hell...

Ontem duas amigas minhas tavam conversando no MSN falando que os cachorrinhos delas são os mais lindos do mundo. Ficavam ressaltando as qualidades, ficavam competindo, disputando...
Pois eu ganho de longe. A minha cachorrinha é uma beagle fofinha chamada Alanis. Sim, beagle, a mesma raça do Snoopy.
Só que ela é virtual, só existe na minha imaginação. Por isso que é bom, já que ela num faz cocô, num precisa ser alimentada nem chateia os vizinhos com latidos.
Além do mais ela é muito inteligente, que nem o snoopy: ela dirige carros, vai em show de jazz, dorme deitada de costas em cima da casinha dela e tem um amigo passarinho.
O melhor de tudo é que um dia alanis vai ser real.

Ow.. eu quérum bígou!!!


postado por GULIVER LEE às 10:13 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Novembro 29, 2004


Não quero falar sobre isso


postado por GULIVER LEE às 9:00 PM

Comentário reserva:

Domingo, Novembro 28, 2004


Hoje em dia eu me acho bocó quando eu entrei na faculdade e tinha 18 anos.
Mas quando eu tinha 18 anos me achava muito bocó quando eu tinha 14 anos.
A Tendência é que quando eu estiver perto dos 30 vou pensar em quanto eu era bocó aos 23 anos...


postado por GULIVER LEE às 2:16 PM

Comentário reserva:

Sábado, Novembro 27, 2004


Sabe quando falam daquela pessoa com tudo bichado? Tipo, surda, manca, com braço torto, banguela, sombrancelha junta, etc.
Bem minha TV era mais ou menos uma dessas pessoas no universo dos aparelhos eletrônicos.
Não que tenha tudo acontecido ao mesmo tempo, mas no último mês esse era o status dela: ficou em preto e branco, os botões da TV pararam de funcionar, a TV parou de responder ao controle remoto, o som não aumentava ou abaixava, os canais só mudavam pelo video cassete.

Daí eu resolvi comprar uma. Pesquisei e achei tamanho e preços perfeitos.
Comprei a TV com Sílvia. Tentamos botar a TV no "ovinho" (o Ford Ka fofo de silvoca), e acabamos colocando na frente, pela porta do carona. Fechei a porta e fui pro outro lado abrir, pra sílvia entrar atrás e eu ir dirigindo.
E o que poderia acontecer nas leis de murphy? Na bagunça de botar a TV no banco da frente tirando tudo que tava em cima dele trancamos a chave do carro lá dentro... ¬¬
Tivemos que ligar pro sogro pra ele levar a chave reserva.

Mas valeu o esforço... é muito bom saber que a MTV tem cor. E que os times que estão jogando a partida de futebol não são o cinza contra o cinza um pouquinho mais escuro...


postado por GULIVER LEE às 10:36 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Novembro 26, 2004


Mais um episódio do drama...

Ouvi muitas lendas acerca do meu orientador. Que em outra orientação de monografia ele não falou nada durante a execução e deixou pro dia da defesa pra criticar o trabalho da própria orientanda.
Tudo bem.
Ontem encontrei a orientanda protagonista dessa lenda no orkut e a adicionai na minha lista. No mesmo dia ela pediu autorização pro meu msn.
Conversa vai, conversa vem, resolvi perguntar sobre a veracidade daquela lenda.
Ela não só confirmou, mas disse que não foi só com ela e que com outros orientandos ainda foi pior. :^O
Até me sugeriu trocar de orientador.
Na hora me preocupei.. fiquei pensando em outro orientador. Fiquei pensando em ir procurar logo e mudar.

Mas depois de me acalmar pensei que com menos de 2 meses pra eu acabar a bendita não me faria bem começar tudo de novo com outro orientador...

É ter coragem, estudar muito, e fazer questão com o orientador que ele teça suas críticas antes da defesa...


postado por GULIVER LEE às 10:55 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Novembro 24, 2004


Aconteceu há exatamente um ano.
O post (só a pirmeira parte) que foi publicado na "Revista Seleções" e me rendeu 300 reais.
E na segunda parte do post está o gérmen da minha atual dor de cabeça...
Recordar é viver...

segunda-feira, 24 de novembro de 2003

Me deu uma curiosidade louca e eu fui abrir o dicionário pra procurar a palavra "dicionário" nele. Eu quis saber se ia acontecer um paradoxo que destruiria o universo em sua totalidade... bem, não aconteceu, eu achei o verbete "dicionário", e fiquei até decepcionado.
Poxa, são 16 linhas explicando o que é, dando exemplos... Será que não poderiam simplesmente ter dado uma explicação como "livro que explica o significado das palavras"?...
Se eu fosse o autor do dicionário ainda seria mais ignorante e escreveria na descrição dessa palavra: "é o livro que você tá segurando", ou então "Se você não sabe o que é dicionário como é que tá procurando em um?" :p

++++++

É... to escrevendo besteira pra ver se me livro um pouquinho do estresse. Essa semana tenho prova e ainda tenho que entregar meu projeto de monografia... eu tava escrevendo ele agora e já suando frio de nervoso...

Aaaah como eu odeio a responsabilidadeee!

++++++

Preciso de novidades boas pra balancear.. urgentemente!


Explodido às 12:57:00 por Solificato
Pode Falar[2]


postado por GULIVER LEE às 10:45 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Novembro 22, 2004


Assunto repetido, mas pertinente...

Quem nunca ouviu a expressão "pombinhos apaixonados"
Se fala isso sempre que se vê um casal de namorados babões, ou recém-casados saindo em lua de mel naquele carrinho com as latinhas amarradas no pára-choque.
E de onde surgiu essa expressão?
Sinceramente não me dispus a pesquisar isso, mas olhando meus novos "condôminos" dá pra ter uma idéia.
Percebi que são só dois. Provavelmente a mãe e o pai. E de vez em quando vou dar uma olhada lá.
Eu que pensava que sempre era a mãe que ficava chocando os ovos percebi que uma vez quem estava em cima deles era o da cabeça pintada. Ou seja, o casal de pombinhos se reveza na incubação dos ovos! É muito romântico...

P.S.: Não me dispus a pesquisar aquilo mas pesquisei que o período de incubação é de 18 dias e os filhotes ficam um mês no ninho...¬¬


postado por GULIVER LEE às 10:23 PM

Comentário reserva:

Domingo, Novembro 21, 2004


Silvinha e filmes

Eu nunca conheci alguém que assistisse a filmes como ela.
Ela se envolve de um jeito fantástico. Fica nervosa, sofre junto, parece até que ela tá vendo um noticiário com fatos reais e não uma ficção. Ela se revolta, fica falando "não creio!", ela fica me perguntando: "Gu, e agora??"
E isso é até em desenho animado. A gente assistindo Espanta Tubarões e ela morrendo de agonia com as confusões em que o peixinho Oscar se metia.
No começo eu até estranhei, mas hoje em dia morro de rir do reality show que é ver filmes com silvinha.

Ah, te amo, silvoca.


postado por GULIVER LEE às 10:27 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Novembro 19, 2004


A princípio achei que era por causa da pocinha da água do ar-condicionado que se formava no batente da janela. Podia ser tb por causa do dia em que minha camisa ficou suja de biscoito e joguei os farelos pela janela. No começo até achei bonitinho.
Mas depois passei a me assustar.
Todo dia vinham aqueles pombos. "gru gru gru" Nem são tantos... 2 ou 3, mas mesmo assim.
E eu sei que não são os pássaros mais limpos do mundo, logo não seria bom virar o porto seguro deles. Sempre que um pisa no batente da janela eu já vou expulsar.
Mas aqueles que iam pra cima do ar condicionado ficava mais difícil.
Hoje quando ouvi o flap flap das asas em cima do ar condicionado, subi no móvel pra olhar lá em cima.
Puta que pariu!
Uma pomba botou dois ovos em cima do meu ar condicionado!
E agora não sei o que faço. Matar ovinhos é contra a minha religião.

Um detalhe interessante é que os ovos têm o mesmo tamanho de ovos de galinha.
O fiofó desses pombos é feito de borracha!


postado por GULIVER LEE às 4:29 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Novembro 17, 2004


Todos aqueles que já fizeram ou ainda vão fazer monografia: nunca reclamem de um orientador chato e que te cobra demais.
Se eu tivesse um orientador que me cobrasse demais talvez eu já tivesse acabado.
Semana passada ligo pro meu orientador depois de um ano e meio sem falar com ele. Com medo do que ele iria dizer já que em menos de dois meses devo entregar.
Mas ele foi muito simpático, prestativo, pediu pra eu enviar um material pra ele ler num feriadão e nos reuniríamos nessa 5a. ou 6a.

Hoje ligo pra ele querendo confirmar o dia da reunião e resultado:

Ele estava em Brasília. Não teve tempo de ler meu projeto porque passou o feriadão na praia. Só volta pra Natal amanhã.
Quem sabe eu consigo a tal da Reunião 6a.

Ele é até prestativo e bem simpático. Mas se não for eu a cobrar, ele não vai nem saber que sou orientando dele.
É como um técnico de computadores cuidando do seu PC que tá na garantia. Se você não ligar pra ele todo dia pra saber como tá o conserto você demorará muuuuito pra ver sua máquina.


postado por GULIVER LEE às 8:47 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Novembro 16, 2004


Hoje vou falar sobre propaganda..

Eu adoro propaganda. Aliás, um dos meus programas favoritos da TV é o "na hora do intervalo" no multishow com as melhores e mais engraçadas propagandas do mundo".
O que eu não entendo é como algumas pessoas que conseguem tanto espaço na TV o utlizam tão mal.
Tem propaganda que você se revolta: "pqp, tem um cara ganhando dinheiro pra fazer isso e eu aqui liso".

Outra coisa que não entendo também é algumas lógicas que usam pra convencer o consumidor, principalmente naqueles programas de tele-compras.

Tinha um produto antigo que você passava no carro pra polir e tirar arranhões. Acho que era auri. Aí chegava uma hora em que os apresentadores que tão demonstrando o produto colocam uma gota entre duas lâminas de vidro e apertam. Aí mostraram que o produto se espalhava formando uns sulcozinhos... ok, bonito, mas e daí?

Tinha uma outra propaganda de um comprimido pra emagrecer. O inventor abria a cápsula do comprimido e jogava o pozinho em uma folha de papel. Aí ele soprava e mostrava que nada do pozinho tinha ficado no papel. Tá, e daí?

Não dá pra entender essa lógica. É como tentar vender catchup mostrando que se jogar ele pela janela ele não vai evaporar...

Ah, agora meu favorito e mais recente. Num programa sobre um extrator de sucos os apresentadores pegam aquelas comidas rápidas, como pizza, sanduíches, biscoitos, torta, refrigerantes, etc e colocaram num pote. Aí começaram a misturar e falaram: "olha só como é feio o que as pessoas comem". Bem, sinceramente se eu pegasse um pote e misturasse verduras cozidas, purê de cenoura, tofu, leite de soja, etc, também ia ficar uma meleca nojenta ¬¬


postado por GULIVER LEE às 7:08 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Novembro 10, 2004



Constatação interessante:

Há um universo paralelo dentro da minha caixinha de fio dental.
O fio dental simplesmente não acaba!
E não é que eu não use, na verdade eu uso bastante. Essa caixinha diz que são 50 metros. Mas sinceramente: já usei fios dentais que na caixinha tava dizendo 250 metros que duraram menos.
Deve ser um artefato mágico: "o fio dental que nunca acaba - com ele você terá dentes limpos e gengivas saudáveis para sempre"
Ou então é exatamente o que eu disse no começo... dentro da caixinha do fio dental tem uma porta dimensional para um universo com milhares de quilômetros de linha branca encerada.
Talvez seja porque minha namorada é dentista... talvez uma dentista mágica. E jogou um feitiço no pequeno colgate.
Ou talvez alguém esteja pegando fios dentais do lixo e reenrolando lá dentro pra economizar (eca).

Muitas teorias, nenhuma resposta


postado por GULIVER LEE às 5:13 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Novembro 08, 2004


Uma longa jornada começa com o primeiro passo.

Uma pedra jogada no meio do lago cria ondas que logo percorrem todo o lago...

Hoje estou meio zen.... zen vergonha.


postado por GULIVER LEE às 8:04 PM

Comentário reserva:

Sábado, Novembro 06, 2004


Recebi o resultado de um novo exame que fiz no meu estômago... novamente estou com gastrite e esofagite.
Já estive pior. Já tive até úlcera... mas mesmo assim não me conformo em ter doenças de velho na idade em que por natureza nós podemos comer e beber tudo quanto é besteira.
Ontem eu meio que tomei uma resolução... só não sei até quando vou conseguir mantê-la.

Vou abandonar os refrigerantes... Já faz muito tempo que eu sei que refrigerante não faz bem pra ninguém. É basicamente água com gás carbônico, açúcar e corante. Não mata a sede de verdade, estufa o estômago, etc. etc. etc.
Mas tipo assim... quando eu tava com úlcera fiquei cerca de uns 8 meses sem tomar refrigerante. Depois desse tempo quando eu tomei meu primeiro copo de guaraná, putz... foi quase um orgasmo... por isso que sei o quanto isso seria difícil.
Minha inspiração é minha cunhada, que há mais de 6 anos não toma refrigerante...

Desculpa família Coca-Cola... nada pessoal...


postado por GULIVER LEE às 1:30 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Novembro 04, 2004


Quem já ouviu a música do protetor solar? Aquela que aqui no Brasil é narrada pelo Pedro Bial dando dezenas de conselhos de como ter uma vida boa e completa?
Acho o Bial um canastrão, mas tudo bem. A idéia da música é boa.

Eu particularmente tenho um bom conselho pra dar...
Não devemos ficar nos comparando com os outros, tentando alcançar o mesmo que outros já alcançaram.
Bons exemplos são uma coisa boa, mas não há nada melhor do que nos tornarmos o bom exemplo.
Ter o sonho próprio é melhor do que sonhar para si o projeto de vida do vizinho ou do amigo.
Sonhar o sonho dos outros além de não ser tão realizador porque não veio de você mesmo pode se transformar numa agonia já que os resultados provavelmente serão diferentes.
Cada qual tem o seu caminho, e o seu próprio caminho pode ser a coisa mais legal que você pode conseguir na vida...

Hoje estou profundo.


postado por GULIVER LEE às 5:09 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Novembro 03, 2004


Hail to the chimp!

Sem comentários...


postado por GULIVER LEE às 7:42 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Novembro 02, 2004


Eu gosto muito de ler
Silvinha também gosta
Acho que um sonho meu é ser dono de uma livraria. Uma livraria daquelas de primeira com ar-condicionado, sofás, mesinhas, coffee shop...
Eu e Sílvia já falamos que seria legal nós dois termos uma livraria... e ficamos pensando no nome. Eu sugeri que colocássemos nossas iniciais, tipo: "GS livros".
Ela revolucionou dizendo que eu devia colocar o "Lee" no meio pra ficar mais chique, aí seríamos donos da "GLS Livros"...

Não sei porque mas acho que com esse nome teríamos uma clientela muito limitada... ¬¬


postado por GULIVER LEE às 11:25 AM

Comentário reserva:

Sábado, Outubro 30, 2004


Sexta-feira à noite.
Eu apressado pra sair.
Quero vestir aquela camisa branca de tecido sintético.
A camisa tá amarrotada e sendo sintética não posso passar com ferro quente senão queima.
ligo o ferro por pouco mais de 10 segundos e passo a camisa na frente e atrás.
Visto a camisa e percebo que as mangas ainda estão amarrotadas.
Num lance de pura genialidade resolvo passar as mangas énquanto estou vestido.
O resultado é uma queimadura no braço de 4x1 cms...

Fala sério... mereço ou não um troféu?


postado por GULIVER LEE às 1:09 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Outubro 28, 2004


O gene do mal.

Hoje vim aqui falar sobre a teoria do gene do mal, na verdade o criador dessa teoria não fui eu, mas um grande amigo. Eu sou apenas um difusor da mesma.
Certa vez numa aula de genética meu amigo provou por A+B (asneira + besteira) a existência do gene do mal. Assim como todos aqueles genes que nos dão nossas características físicas e mentais algumas pessoas são portadoras do gene do mal, tendo aquela maldade dentro deles.
E meu amigo João Pedro não se limitou a teorizar, mas ainda fez uma representação gráfica do referido gene. Pra quem já estudou genética no colégio conhece aquele desenhinho que os professores fazem de uma linha com risquinhos representando os genes. Pois é, imaginem aquilo com os olhos do "Bad Boy" abaixo

Assim seria o gene do mal.

E nós já encontramos alguém com o gene do mal? Sim... na verdade tal teoria foi feita tentando mostrar a maldade genética de alguns colegas nossos do pré-vestibular. Aqueles que eram popularmente conhecidos como "os caba".
Na verdade até pessoas aparentremente inocentes podem possuir o gene do mal. E não tem idade certa pra ele se manifestar.
Por exemplo, eu quando era criança... opa, não não era eu o portador do gene do mal. Eu era uma vítima dele. Na verdade quem tinha o gene do mal era o meu irmão mais velho. Enquanto eu chorava porque só queria que meu irmão fosse meu amigo, ele se aproveitava que era maior do que eu pra fazer mil maldades comigo. Não deixava eu andar na minha própria bicicleta se eu não fizesse algo q ele queria... me ameaçava de me bater se eu entregasse alguma peraltice q ele fez.
Eu acho que o gene do mal se manifesta muito em irmãos mais velhos, que passam a querer transformar os mais novos em cobaias, tipo: "será que se eu beliscar ele, ele vai chorar?" E falo isso porque vejo a história s repetir entre meus dois irmãozinhos mais novos, um de 4 e outro de 2. Com a mesma diferença de idade minha e do meu irmão mais velho quando olho pra eles pareço estar vendo o passado.
Agora olhem em sua volta... será que vocês não conhecem alguém com o gene do mal?


postado por GULIVER LEE às 7:09 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Outubro 26, 2004


Aí a mulher chegou pro padre:

-Seu padre, eu to aqui pra marcar o batizado da minha criança.
-E é masculino ou feminino?
-Ixe, seu padre, num é Marcolino nem Filismino, o nome dele é Uóxitu.

¬¬


postado por GULIVER LEE às 5:14 PM

Comentário reserva:

Domingo, Outubro 24, 2004


Autofagia:

Essa noite na casa de Sílvia comi pão, presunto, queijo e um pedaço do meu lábio.
Foi uma autofagia involuntária, mas foi violenta... rapidamente passei um dedo por cima e... sangue, muito sangue!!!
Acho que nunca tinha comido um naco tão grande da minha própria boca.
Tipo... eu sei que pra feridas se cicatrizarem o organismo se utiliza de proteínas, as quais são conseguidas na nossa alimentação...
Será que há alguma chance da proteína que eu ingeri do meu próprio lábio voltar pra lá após dar um passeio no meu sistema digestivo?


postado por GULIVER LEE às 11:26 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Outubro 22, 2004


Hoje tirei algumas fotos pro meu convite de formatura.
Convite de Direito é cheio de frescura: todo mundo empacotado, parecendo uns papa-defuntos.
Isso me traz um assunto que já faz um tempo que quero tratar... todo mundo já sabe que não sou mais apaixonado pelo Direito... posso dizer que somos bons conhecidos e nos damos bem, mas o amor acabou. E não é só por não gostar de estudar ou da carreira, pq tem matérias q me interessam muito e várias carreiras jurídicas dão dinheiro. É também porque cada vez mais eu acho que não me encaixo no molde jurídico...
Todo dia trabalhando formal, terno, gravata, camisa de manga longa... irc...
E ficar com aquele jeito sério de gente chique, caminhando pelos corredores do fórum fazendo "clop clop" com os sapatos? Sério, simplesmente não sou eu.
Mesmo perto de me formar continuo achando que o que eu sou é aquele cara de camiseta, calça jeans e tênis... e não tenho a mínima vontade de mudar...
Quero me encontrar com amigos pra assistir filmes e rir alto, não pra discutir sobre a última jurisprudência do STF.
Ó vida, não me deixe virar um empacotado.


postado por GULIVER LEE às 6:18 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Outubro 20, 2004



Esse semestre virei uma pessoa normal...
tipo aqueles 90% da população que odeiam acordar antes das 6 da manhã...


postado por GULIVER LEE às 10:27 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Outubro 19, 2004


Exercício de paciência....
contar até 10...
se eu ficar pensando fico puto...
vou ver um filme...


Mal-entendido. Tá tudo beim


postado por GULIVER LEE às 8:09 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Outubro 18, 2004


Mais considerações inúteis

Hoje eu parei pra prestar atenção no rolo de papel higiênico que tá no meu banheiro... ele é daqueles papéis com relevos em forma de desenhos... aí eu fui ver o que eram os desenhos. São coelhinhos fofos e coraçõezinhos...
Isso faz a gente pensar...
Eu acho que a indústria que produz esses papéis estão fazendo um péssimo negócio... será que eles não imaginam que as pessoas podem olhar pro coelhinho estampado no papel e ficar com pena de usá-lo para o destinado fim? E as crianças? Imaginem a quantidade de crianças traumatizadas vendo os pobres coelhinhos se sujeitando a essa situação... e se, pior ainda, a criança achar que isso é certo e tentar se utilizar do coelhinho de estimação da irmãzinha...
Esse é mais um exemplo das insústrias que não pensam na sociedade...


postado por GULIVER LEE às 1:30 PM

Comentário reserva:

Domingo, Outubro 17, 2004


devaneios...

Algumas pessoas são que nem os dedos das mãos. Se movem independentemente... cada um com sua vontade própria. Outras são que nem os desdos dos pés, pra onde um vai os outros vão também. Só o dedão que tem mais personalidade e às vezes ele fala: "nahm, vou dar uma volta sozinho..."
Mas se bem que esse lance de personalidade é só um modo de ver as coisas... e se na verdade os dedos dos pés se movem todos juntos porque são como uma família feliz que faz tudo unida? O dedão é aquela ovelha negra que está revoltada. O filho adolescente. Enquanto isso os dedos das mãos são uma família disfuncional, ninguém é muito próximo um do outro...
qual será a realidade?

P.S.:Eu odeio meu sistema digestivo e tudo o que ele representa...


postado por GULIVER LEE às 12:14 PM

Comentário reserva:

Sábado, Outubro 16, 2004


Opa... opa opa...
to pensando no que começar a escrever na monografia...
to com dois sites sobre meu tema abertos aqui na minha frente..
Alguém me dá um durex.. vou prender essa empolgação em mim...
uhuu!


postado por GULIVER LEE às 7:17 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Outubro 15, 2004


Alguém me benze...

Meus planos pra hoje à tarde estavam bonitinhos: eu ia até meu antigo estágio, pegava a declaração assinada que eu deixei pro Juiz assinar semana passada, e ia até a ESMARN com ela solicitar meu certificado pra dar baixa lá na faculdade.
Começou tudo fofo. Fui até o estágio, dei oizinho pro pessoal, peguei o certificado e fui pegar ônibus.
Entrei no ônibus, dei a passagem, sentei... o ônibus vira na rua errada... desço do busão.. isso mesmo, peguei o ônibus errado.
Vou pra outra parada esperar um novo ônibus... espero 15 minutos e lá vem ele virando a esquina. Vou pegar o passe e... putz... o que gastei no ônibus errado era o último... vou ter que pagar com dinheiro. Mas... tudo o que tenho na carteira é um real, e a passagem custa 1,30....
Meleca... To pertinho do Tribunal de Justiça. Lá tem um terminal do Banco do Brasil. Vejo um cara tirando o saldo nele. Beleza, vou aproveitar que to aqui e olhar se na biblioteca tem algum livro interessante pra minha monografia.
Ah, to cansado de procurar. Vou lá tirar o dinheiro logo e ir na ESMARN. Vou pra frente do terminal e ele exibe a mensagem "por favor utilize outro terminal". Grrrr...
Saio do Tribunal e ando mais uns 10 minutos até o banco mais próximo... as filas estavam quilométricas.... nhe.. saio do banco e o tempo tá meio fechado... cara de chuva.
O detalhe é que a declaração que eu to carregando dobrada na mão é impressa em jato de tinta, e vocês sabem o que acontece sem malhar.
É isso! Vou pra casa que é o melhor que eu faço... to vendo a hora de ser atingido por um raio...


postado por GULIVER LEE às 4:00 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Outubro 14, 2004


Hoje me deu na telha ir assistir Kill Bill vol. 2 e eu fui sozinho.
Sessão das 16:10, lá fui eu enfrentar o busão.
Mas não, esse post não vai ser comentários sobre o filme, na verdade foi o que se passou na minha aventura solitária.
Um chocolatinho e um saquinho de pipoca, e fui o primeiro a entrar na sala do cinema. Me sentei lá na última fila, canto direito, comecei a vero movimento de quem entrava.
A 5 minutos do filme começar só tinham entrado mais umas 5 pessoas. Também sozinhas... cada uma sentou em um canto diferente do cinema... depois entraram mais umas 3 sozinhas, e novamente se sentaram cada em uma latitude e longitude diferente dos outros. Só quando o filme já tava começando entraram dois casais que se conheciam sentando todos juntos.
Fiquei pensando no quanto o ser humano precisa viver em sociedade e ao mesmo tempo precisa ficar distante dos desconhecidos pra se sentir bem.
Não to criticando ninguém, já que acho que não tenho moral pra isso. Afinal se eu tivesse entrado depois provavelmente a primeira coisa que eu ia fazer era procurar também um lugar longe de todo mundo.
É mais um paradoxo do ser humano... ele não pode viver sozinho e ao mesmo tempo é misantropo*... por que será?
Droga... eu ia começar a filosofar aqui tentando explicar, mas infelizmente fiquei com sono...

*Ah e misantropo é pessoa com fobia de gente...


postado por GULIVER LEE às 10:39 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Outubro 12, 2004


Eu nunca pensei que iria dizer isso, mas...

Estou sentindo saudades do ponto... pra quem não chegou a conhecer o ponto era figurinha carimbada no meu blog.. sempre fazia comments misteriosos dos meus posts... aiai... Seguem abaixo algumas das mais memoráveis aparições do ponto.
.

.

.


hehehe.. que bosta...¬¬


postado por GULIVER LEE às 5:58 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Outubro 11, 2004


"Sem sombra de barriga, Sr. Dúvida!"
-Seu Madruga

Aos 5 anos eu era um menino magrinho e orelhudo. Aos 10 eu ainda era magro. Até as costelinhas apareciam. A partir dos 15 sob efeitos da adolescência estiquei na altura.. meu pescoço cresceu.. e eu continuava magro. Esquisito até.
E assim foi durante toda a minha vida... nunca tive muitos problemas com banhinhas... só de vez em quando em algumas férias em q comia muito. Na verdade já fiz até regime de engorda uma vez...
Agora com 23 anos está começando um drama... estou com aquelas banhinhas sobrando parecendo pochete... é como se na verdade eu tivesse uma bunda acima da cintura.
Já to me exercitando.. mas ela não some...
E no exato momento eu to com fome... mas com medo de que seja um caminho de volta...
Circuferência: saia deste corpo q não te pertence.


postado por GULIVER LEE às 3:03 PM

Comentário reserva:

Domingo, Outubro 10, 2004


Uma pessoa que gosta de experimentar novas coisas, Guliver já comeu pato, coelho, lula, tartaruga (não me entreguem pro projeto TAMAR), ostra entre outros. Tenho curiosidade de comer escargot (é, aquela lesminha francesa), e até cachorro (não me venham com crítica falando da carinha do cachorro e como é que eu tenho coragem... a vaquinha tmbm tem uma carinha fofa e vcs nem ligam). Só não tenho muita vontade de comer aqueles insetinhos fritos, mas quem sabe um dia...
Bem, algo não tão exótico, mas que eu sempre tive vontade foi de comer sushi. Mas como eu nunca soube direito como era sempre pensei em esperar pra ir num sushi bar com alguém que conhecesse... mas esse dia não chegou e resolvi ir por minha conta mesmo. E lá fomos eu e Silvinha. Pedi um pratinho pequeno, já q era uma experiência mesmo.
O primeiro mau sinal foi quando tiraram os talheres da mesa... eu até já sabia usar os palitinhos já que brincava disso quando criança, mas Sílvia não.
Mais os pratinhos que pareciam cinzeiros... olhei na mesa do lado. O menorzinho era pro molho, o outro era pra comida... tudo bem... to me saindo bem.
Chegou o pratinho... eram 4 sushis e 4 rolinhos lá com alga, arroz, cream cheese e uma pasta de peixe...

Ritual... peguei, molhei no molhinho... comi... arroz azedinho... pasta de peixe com gosto de sardinha... não faço idéia do gosto da alga...
Silvinha tava meio constrangida. Dei na boca dela e depois ela tentou por si mesma... ela fez drama depois, mas pra mim se saiu bem... não passou vergonha nenhuma.
Depois o sushi... o mesmo arroz azedinho... e o peixe se não fosse o molhinho não ia ter gosto de nada.
Bem, não sei se foi o prato que eu pedi... mas não vi nada demais... acho muito difícil comida japonesa se tornar uma de minhas preferências. Oriental por oriental fico com minha ancestral hehehe... comida chinesa é muito mais gostosa...


postado por GULIVER LEE às 9:38 AM

Comentário reserva:


Estraguei o post de baixo pq não botei certo o código da figura, nem dá pra apagar pq o link de editar não aparece... E por ter colocado a tag pra centralizar o texto, vários posts meus abaixo tmbm ficaram centralizados...
Tudo bem... eu supero. chequem o texto correto acima.

Tudo resolvido! Brigado lubis!!!


postado por GULIVER LEE às 9:31 AM

Comentário reserva:

Sábado, Outubro 09, 2004


lá se foi meu plano de atualizar o blog todos os dias.. :p


postado por GULIVER LEE às 11:01 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Outubro 07, 2004


Peculiaridades que fazem de mim quem eu sou

-Odeio jujubas... tenho agonia de ver até os outros comendo jujubas.
-Não me importo com barulho de quadro negro arranhando, nem nada assim... mas arranhe um nylon de mochila ou algum outro tecido semelhante com toda força e eu vou apertar os dentes e me arrepiar todo.. putz, deu arrepio só de pensar...
-Adoro deitar num quarto arrumado, mas não tem o menor talento pra arrumar um quarto.
-Não comento em fotologs... não é teimosia nem nada.. só não sinto vontade ou não me sinto à vontade pra comentar em flogs..
-Devo ser a única pessoa no Brasil que não vê graça em Cláudia Rodrigues... não consigo rir dela... O humor dela não me apatece... dizendo que vai beijar mooooito, que só fala quando tem certeza ou sendo uma diarista atrapalhada... não vejo a menor graça mesmo :p


postado por GULIVER LEE às 9:23 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Outubro 06, 2004


da série "notícias atrasadas":

Raoni casou!
Nosso menino cresceu... chuif.
No dia 24 de setembro o pequeno cacique bodou.
Quando a gente pára pra pensar quase não acredita... eu conheci esse muleque quando ele tinha só 7 anos de idade, pirralhinho.
Um menino destacado pela sua pequena estatura.
Ele cresceu, ficou seboso e mulherengo.
Na verdade não era mulherengo de ficar com uma atrás da outra. Mas de cantar toda e qualquer mulher! Feia, bonita, não importa. Era só andar de pé e não ter bigulim.
Também não era nojento de feder, de não tomar banho. Era mais por causa do famoso lenço q ele embolava dentro do bolso. Ou das cuspidas q ele dava hehehe.
Ele era (É), um de los 3 amigos.
Bem, ele também deixou de ser mulherengo. E achou Sarinha. Na verdade ele achou sarinha e deixou de ser mulherengo hehe.
Vi o jovem mancebo se sacrificar com um objetivo em mente. E dia 24/09 esse objetivo se concretizou. O boy casou!
80% das pessoas q lêem esse blog não têm idéia de quem seja Raoni. Mas esse post é pra ele, tá?



postado por GULIVER LEE às 7:58 AM

Comentário reserva:



Epa! Não me enterrem ainda!
Eu voltei, juro!!!


postado por GULIVER LEE às 7:27 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Setembro 23, 2004


Acabei de assistir anaconda 2
Segue abaixo a foto da grande estrela do filme

Fala sério, ele é muito bom!


postado por GULIVER LEE às 11:11 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Setembro 22, 2004


E de repente a ficha cai...
e o desespero vem...
Monografiaaaaa aaaaaaaaaaaaaah!


postado por GULIVER LEE às 5:17 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Setembro 21, 2004


Aqueles momentos sem preço

Contexto: Casamento do meu amigo Raoni sexta-feira. Por causa nosso amigo Alfredo veio de Brasília. Reunião de 4 amigos na casa de Júlio e às 23:30 resolvemos ligar pra um ouro amigo, João Pedro, no Rio Grande do Sul. e assim se seguiu a cena...

Alfredo: Ah... ele tá dormindo? Tem como acordar ele? Ah.. tá bom...

Daí ele passa o telefone pra mim:

Eu: Alô
...: Alô (pra mim era a voz de João Pedro)
Eu: E aí viado!
...: Quem é?
Eu: É o fantasma! Peraí que eu vou passar pra alguém q tá morrendo de saudade de vc.

Daí eu peguei o telefone e passei pra Marcel

Marcel: Pedrinho (com voz de gay), onde é que você está?

Aí ele fica um tempinho calado, desliga o telefone e fala: "ERA O PAI DE JOÃO PEDRO!"

Até agora não tivemos notícias de João... talvez ele tenha apanhado de manhã do pai pensando que ele é gay...


postado por GULIVER LEE às 5:38 PM

Comentário reserva:

Sábado, Setembro 18, 2004


De acordo com uma lenda urbana que já foi retratada em um filme, se a gente repete candyman 5 vezes olhando pro espelho a gente invoca o assassino de mesmo nome que morreu condenado à morte, daí ele começa a matança de novo.
Sabe aquelas coisas que a gente não acredita mas que mesmo assim não se arrisca a fazer? hehe, esse é um exemplo.
Acontece que quinta-feira eu fiz isso. E ainda to vivo, viu?

candyman, candyman, candyman, candyman, candyman


postado por GULIVER LEE às 12:23 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Setembro 17, 2004


As viagens de Guliver - Capítulo 3

De manhã depois do café acabamos decidinhdo só ir à praia mesmo. E lá fomos... arrumamos uma barraquinha, papo pro ar... etc. e tal. Viramos a alegria dos tocadores de repente, já que todos paravam pra inventar música pra gente... ¬¬
Eu tentei tomar uma corzinha. juro que tentei. Passei mais de uma hora sentado no sol, passei mais de meia hora dentro do mar, e quando vejo ainda estou branquinho. Tudo bem que eu estava usando protetor solar fator 30, mas silvinha também tava usando. E além de ela já ser naturalmente mais escura do que eu ela conseguiu tomar mais cor que eu! A conclusão só pode ser uma: não tenho mais melanina...

Depois quando fomos decidir o que almoçar até falamos de ir pro Beijupirá, pedir o cardápio e depois sair de novo, afinal, era a tradição hehehe... mas acabamos achando cara de pau demais e voltamos pro primeiro restaurante que fomos em porto, que agora falo o nome: Plim Porto.
Depois disso banhinho rápido na piscina, e eu dando aula pra silvinha de como pular na piscina...
Resolvemos então caminhar até pontal do maracaípe, aquela praia da qual eu falei no último post. Infelizmente a caminhada foi mais longa do que esperávamos, mas chegamos lá e curtimos bastante o visual... foi muito bom... na volta fui picado por uma abelha, marimbondo, qqer coisa assim... doeu pa caraca.
Acabamos caminhando na praia vazia no escuro, sem iluminação nenhuma. Um pouco de nervoso mas valeu a aventura. Foram 4 quilômetros na ida e 4 na volta. E eu ainda achei que era mais.
De noite fazer as compras das lembrancinhas, jantar e ir dormir... o cansaço que a gente tava num era normal não.
Acabamos decidindo sair bem cedinho na 3a. feira temendo que alguma coisa desse errado na volta e a gente chegasse muito tarde em Natal.
Mas deu tudo certo, a viagem valeu muito a pena... saudades do porto.


postado por GULIVER LEE às 12:10 PM

Comentário reserva:

Domingo, Setembro 12, 2004


(ainda em tempo)
capítulo 2 - o dia dos passeios

Dia seguinte café da manhã muito legal. Quando vou em hotel ou pousada como em um café da manhã o que normalmente eu comeria nos "cafés da manhã" (olha o plural de substantivo composto aê) em uma semana inteira.
Saindo pra dar um rolé pela vila já começamos a receber milhões de propostas de passeios. Após andar um tempo e negociar contratamos o passeio de buggy pelas praias.
A primeira foi maracaípe, à direita de porto de galinhas. tipo, sabem aquela foto que eu postei lááá embaixo no dia 03 de setembro? Pois é, aquilo lá é pontal do maracaípe. Muito fuoda. Lá contratamos um passeinho de jangada pelo rio, vimos o mangue e brincamos com caranguejo.

Depois pra muro alto. Praia realmente linda lá. Não ficamos muito tempo, mas foi bom conhecer.

Mais tarde pegamos a jangada para as piscinas naturais de porto de galinhas. No fim das contas tudo valeu à pena.
Na hora do almoço procuramos novamente restaurante pra almoçar e mais uma vez entramos no restaurante Beijupirá. Sentamos e paramos pra ler o cardápio. achamos os pratos meio esquisitos e escapamos de fininho do restaurante. Acabamos procurando picanha pra comer. Tava boa, mugindo, apesar de Silvinha não gostar disso hehehe. Sobremesa de sorvete artesanal... o meu foi uma bola de capuccino e outra de framboesa.
De noite depois de descansar resolvemos comer pizza. Na pizzaria Silvinha vem me perguntar se tinha catchup. Eu tinha certeza de que não tinha... afinal em nenhuma mesa eu via, e o pizzaiolo falava italiano. Era capaz de ele xingar a mama se eu perguntasse... perguntei a um garçon mesmo e ele riu e falou que não tinha... eu sabia!! ¬¬
E passando mal de tanta pizza voltamos pra pousada pra descansar, encerrando-se o dia dos passeios..

Nossa... meu blog tá parecendo guia de turismo né?

E isso acabou de me dar uma idéia pro nome dos posts... como não pensei nisso antes? É tão óbvio! "As Viagens de Guliver!!! :p
Acompanhem amanhã o último e emocionante capítulo.


postado por GULIVER LEE às 11:43 PM

Comentário reserva:

Sábado, Setembro 11, 2004


Bem, promessa é dívida e vou falar um pouquinho da viagem. Começando a escrever não sei se coloco tudo nesse post ou se divido os posts pra ir contando pedacinho por pedacinho a cada dia.

Bem, tudo começou no dia 04/09, viagem planejada há cerca de um mês, fomos cedinho à rodoviária pegar nosso transporte para o Recife. Detalhe que por causa de preparativos, etc. acabamos dormindo pouco na véspera. Nada de dormir no ônibus.
Em Recife a primeira aventura: procurar o terminal aonde pegar ônibus pra Porto de Galinhas. O ônibus não saía da rodoviária de lá. Acabamos pedindo ajuda e fomos esperar o bendito ônibus no aeroporto.
De lá pegamos o ônibus pra porto... ônibus lotado, calor, malas, demora...

Sobrevivemos... Do centro do porto mais uma caminhada com as malas até a pousada... burros de carga.
Depois de banho e arrumações finalmente fomos almoçar (5 horas da tarde). A primeira batida foi num restaurante chamado beijupirá. Nem olhamos direito o cardápio (não sei pq) e fomos procurar mais. Cansados paramos logo no seguinte. Camarão, camarão com macarrão.. nhaam...

Depois disso só andamos pela vila pra ter uma noção de tudo, compramos umas tapiocas pra jantar (buxo cheio ainda) e voltamos pra pousada.
Com o cansaço não teve mais turistagem nesse dia, e só restou o sono.

P.S.: Amanhã, a parte 2


postado por GULIVER LEE às 4:45 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Setembro 08, 2004


Sim, amigos, eu voltei
Não há como não dizer que essa minha viagem não foi uma maravilha.
Lá é tudo lindo e gostoso.
A viagem só teve um defeito: foi pequeneninha...
Tem muita coisa pra se falar dela, daí não sei se conto tudo... não sei se vai interessar.
E se interessar não sei de que forma conto. Se faço um resumo completo, se conto cada dia por partes...
O que vocês acham?

Em breve: fotos da aventura.


postado por GULIVER LEE às 6:23 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Setembro 03, 2004


Agora siiiiiiiiiiiiiim

Eu já devo ter falado aqui que faz mais de 2 anos que não tenho férias de verdade. Também já devo ter falado que já faz mais tempo ainda que eu não faço uma viagem exclusivamente pra passear, me divertir e conhecer um lugar novo.
Quebrando os tabus, tudo isso acabou!
Amanhã cedinho estou saindo com silvinha em direção a Recife, de onde tomaremos outro ônibus para Porto de Galinhas, lugar paradisíaco lá em pernambuco.
Vou me divertir, aproveitar, relaxar, conhecer, etc, etc e mais etc.
Além do mais, só não digo que vou pegar um bronze porque minha cor original é branco gasparzinho. O que eu provavelmente vou pegar é um "rosa".

Uhuuu, até 3a. povo.


postado por GULIVER LEE às 10:56 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Setembro 01, 2004


Eleições 2004

Nem voto há tanto tempo. A primeira vez que votei foi em 2000. Sempre votei no PT, porque achava boas suas propostas que nunca tiveram chance de serem colocadas fora do papel. Concordava com todas as críticas feitas pelos candidatos do partido. Aí acontece que ou o PT chega ao poder e muda o discurso, ou acaba apoiando aqueles que criticava no primeiro turno. Desisti.
E aí, o que fazer?
Devo esclarecer que a estrutura de poder aqui no Rio Grande do Norte ainda é oligárquica. Principalmente na capital e no governo do estado o poder funciona no esquema do rodízio: em uma eleição sobe uma família, na seguinte sobe a outra, na posterior sobe a primeira de novo ou algum aliado dela... e por aí vai.
Falta pouco pra o dia fatídico e ainda não sei em quem votar...

Mas uma esperança surge quando vejo aquele cidadão idoso com cara de mau e voz de bêbado. É um militar reformado que se chama Miguel Mossoró. (juro que tentei achar uma foto dele, mas não deu). Dentro do discurso dele ele fala da importância do turismo para a nossa cidade, mas se a pessoa pensa que vai vir de fora pra "cheirar cocaína, fumar maconha e prostituir nossas meninas, vai sair na mãozada!!!". Ganhou meu voto.

P.S.: Antes de choverem as críticas sobre a importância do voto, aviso que esse texto foi puramente alegórico.. :p


postado por GULIVER LEE às 6:50 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Agosto 30, 2004


Sempre há aqueles dias que você gostaria que nunca tivessem existido. Ontem foi um deles...


postado por GULIVER LEE às 5:16 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Agosto 27, 2004


O divisor de opiniões

Prestem atenção nas imagens abaixo:

Bem, o fato é que essa manchinha preta no queixo é um grande divisor de opiniões...

As pessoas sabem (pelo menos acho que sabem) que sou um cara de 23 anos de idade. Mas ao contrário de grande parte dos homens dessa idade, eu não tenho a barba fechada... Sim, já nascem pelos por toda a extensão de onde seria a minha barba, mas em alguns lugares não existem exércitos mas apenas tropinhas de resistência. O pequeno cavanhaque que vocês vêem é algo que consigo cultivar relativamente bem.

E cade as tais das opiniões, seu Guliver?

Ah tá, bem, meu cavanhaque não é unanimidade nem pro bem nem pro mal. A minha ex odiava. E eu quase nunca deixava crescer pra agradar ela. As estagiárias lá do juizado também achavam feio. me diziam que eu sou bem melhor sem. Algumas amigas não acham nem feio nem bonito, acham normal... não criticam nem elogiam. A minha atual namorada viu uma foto minha antiga de barbinha e me disse que gostava, me chamou de lindo. Foi o que me inspirou a deixar crescer de novo.
Não só isso, mas também eu gosto de mudar de vez em quando.
Ah, pra vocês não falarem que meu júri é apenas feminino, Raoni, meu amigo noivo fala que ele tá bonito, que tá legal. Agora duas criaturas que vieram aqui em casa hoje criticaram ele... mas muito sem moral eles, já que um tem o cabelo mais criticado da paróquia e o outro... sem comentários.

De qualquer forma, a partir de agora podem falar mal, mas falem dele hehehe... viva o divisor de opiniões.

P.S.: Mas ele não vive tanto.. eu não agüento manter por tempo demais... hehe


postado por GULIVER LEE às 2:18 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Agosto 26, 2004


Me desculpem, me desculpem, me desculpem...

Eu voltei, agora juro que voltei...

A situação era a seguinte:
No dia 17 eu tinha uma prova que valia muito, e passei o dia 15 e 16 estudando (mentira, foi só a noite do dia 16, mas mesmo assim não me inspirava pra postar).
Chegando no dia da prova o professor falta. E acaba que ele diz que não vai ter mais prova e repetir a nota da primeira unidade. Acho que a palavra com a qual eu deveria me referir a mim nessa hora é a contemporânea "rabudo". Rabudo é a expressão que estão usando na atualidade pra descrever uma pessoa com sorte... tipo cagado, melado... essas coisas... aparentemente no Brasil a sorte está relacionada com a bunda ou com o que sai dela, mas deixa pra lá...
Depois disso eu tive um trabalho grande pra entregar no dia 20. Acabei no próprio dia 20 e me livrei.

Mas e de lá pra cá?

Bem, como vocês devem se lembrar, no dia 12 meu estágio terminou. Mas acontece que eu não me livrei dele. Eu atrasei muito os meus trabalhos no estágio por causa de provas da faculdade, etc. E quando eu tava saindo me comprometi tanto com o juiz quanto com o diretor que eu iria entregar minhas pendências. Assim, fiquei até ontem, dia 25, com 22 processos na minha casa... e eu sem coragem de mexer neles até ontem, quando então eu quis deixar de ter essa dor no juízo e me livrar logo.

Assim, finalmente, hoje, dia 26, eu estou livre.

E amanhã, dia 27, vou escrever de novo...

Notaram quantos dias eu mencionei nesse post? Acho que agosto vai cobrar royalties ou me processar por uso indevido de imagem... ¬¬

Bem, quando começo a falar besteira significa que é hora de ir.


postado por GULIVER LEE às 8:04 PM

Comentário reserva:

Sábado, Agosto 14, 2004


Estou gripado...

Faz menos de dois meses que eu fiquei gripado pela última vez.
Me desculpem todos os cientistas e profissionais da medicina mas esse estudante de direito está com vontade de criar as próprias teorias...

Sabe, acabei de pegar um lenço, usar e olhar pra ele. Estou liberando uma grande carga de expectoração. Expectoração é sinônimo bonito e importante da palavra catarro. É.. fiquem com nojo. A intenção é chocar mesmo hehe.
Bem, mas e daí? O que eu vi? Um novo conceito de arte? Um novo estado físico da matéria? Hmm... podia ser, né? mas não exatamente.

Bem, o que eu pensei quando vi o ranhoso foi que na gripe passada eu não tive isso. Na gripe passada minha garganta foi afetada e eu tive muita tosse. E agora não to com nenhuma tosse, mas meu nariz tá com milhares de agulhinhas incomodando ele.
Bem, a minha teoria na verdade são duas:

Ou os vírus da gripe são inteligentes e ficam planejando: "Aí, galera, seguinte... o mano lá já botou os poliça tudo pra proteger a garganta e talz. Agora tá na hora de atacar o nariz, cerrto? Se nós for na garganta a casa vai cair pra nóis. Vamo lá galera do mal"

Ou os mesmos são de várias categorias profissionais diferentes. Talvez até sindicalizados! "Companheiros vírus que atacam o nariz! O sindicato dos fodedores de gaganta num conseguiro sucesso no último movimento deles, então agora é a hora de nós fazê nossa parte e atacá as narina!" e ainda com grito de guerra "Os vírus, unidos, jamais serão expelidos!" ¬¬

Você está vendo ele assim... mas não imagina o que ele está pensando...


postado por GULIVER LEE às 10:12 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Agosto 13, 2004


Teve gente que quase acertou...

Hoje é uma sexta-feira 13 de agosto, o mês do desgosto.
Diz a lêndea que é uma data de muito mistério e sorte ou azar, quando tudo pode acontecer.
Bem, eu estou postando há dois dias seguidos. Acho que já é efeito.


postado por GULIVER LEE às 4:42 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Agosto 12, 2004


Dr.! Dr!!! Olha, eu acho que ele está acordando...

Bip... Bip... BipBipBipBip

Sim... meu bloguinho está voltando do mundo dos mortos... aparentemente ele estava em coma.
Comassim?
É! Coma sim!
Não, tio, comassim em coma?
Uai, vc num viu não? Passou quase duas semanas sem dar sinal de vida...
Ah tá... tchau meu...
Tá, tchau (quem era esse?)..
Bem, continuando... o brog volta dos mortos e acho que dessa vez pra ficar. Me sinto mais livre, mais disposto e mais criativo. Então se preparem pra quantidade de besteira que vai entrar no monitor de vocês... :p Qualquer coisa podem limpar com o papel higiênico capitão gancho¿ (aquele que limpa profundamente)... ¬¬

A primeira novidade que tenho pra contar é sobre o fim da escravidão. Não, eu não estou 115 anos atrasado. É o fim da escravidão do estagiário aqui. Agora eu sou um ex-tagiário (putz, essa foi pesada). A minha intenção era a de fazer a contagem regressiva aqui no blog. Só que essa foi a semana infernal... provas.. trabalhos.. pendências... etc... nem deu pra pensar... também tive a intenção de reciclar a idéia de um post antigo e fazer uma pequena sátira do final de Coração Valente (se você não assistiu e ficar com raiva pq to contando o final o problema é seu), quando ele está sendo torturado e todo mundo diz pra ele pedir clemência mas o que ele grita é "Liberdaaaadeeee" Bem, mas não fiz, não reciclei... vamos inovar.

A segunda novidade é que eu consegui fazer a maior merda em provas da minha vida. Eu simplesmente não vi uma questão que valia dois pontos, respondendo uma que era objetiva no lugar dela... e ainda fui entregar a prova todo orgulhoso... "aaaah.. que beleza... minha média vai lá pro alto... ê lelê" ¬¬

Em poucos dias serei uma pessoa de férias... férias completas.. do estágio... das aulas... de Natal (mais detalhes em oportunidade futura).

E como acabei de perceber que não tenho mais nada pra falar, tchau.
Mas antes uma pergunta:

Alguém mais sabe pq o dia de amanhã é tão especial?


postado por GULIVER LEE às 6:40 PM

Comentário reserva:

Sábado, Julho 31, 2004


Estou com a pele pipocada... três grandes bolinhas vermelhas no meu tórax e mais algumas pequeneninhas no pé e barriga.
Tudo isso culpa da minha alergia a picadas de pernilongo.

Tenho desde que nasci. E quando eu fui no médico quando criança ele disse que a própria picada do mosquito é a vacina. Ah médico corno... então quer dizer que pra me curar eu tenho que levar um milhão de picadas, né? :p Aí é que está.. passei a minha vida inteira com essa alergiua e até hj não to vacinado.
Mas tem algo pior do que isso... Eu não sou apenas alérgico mas o prato preferido dos pernilongos...
Eu posso estar num salão com 100 pessoas e haver apenas um pernilongo lá. Ele vai me achar...
Pode ter uma pessoa nua coberta do tempero preferido do pernilongo e eu estar só com o pé descoberto... o pernilongo vai querer meu pé.
E eu não entendo isso... será que eu tenho cheiro de chocolate de mosquito? Será que por eu ser branquinho meus vasos aparecem mais e parecem mais apetitosos?

E isso leva a outra questão: O que fazer com a minha grande vontade de acampar? Lá no camping já deve estar a grande torcida de pernilongos cantando em coro: "ô Guliver, cadê você? Eu vim aqui só pra te veeer"


postado por GULIVER LEE às 10:39 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Julho 30, 2004


10 dias afastado... uau.
Tenho várias coisas a contar, é verdade, mas o medo de que eu fale muito e não leiam nada vai me fazer ir por partes.
Bem, lembrei disso num dia desses quando entrei no perfil de alguém no orkut e vi uma comunidade chamada traumas de infância, sendo a foto do bozo com uma criança chorando no colo dela.
Bem, tudo começou na época que eu morava em Manaus e fui passar as férias na casa dos avós no Rio de Janeiro. Não lembro se foi na ida ou na volta, mas quem estava no avião? "Os Trapalhões"!
Sim, isso mesmo, aquele grupo engraçado que contava com Didi, Dedé, Mussum e Zacarias, na época em que o Renato Aragão era engraçado e a propaganda do Guaraná Brahma era cantada pelo Ivan Lins (Um novo teeeempo, apesar dos perigooos)...
Me lembro de pouca coisa dessa viagem no avião.. lembro do Mussum gritando lá dentro dizendo que queria mé... não lembro do Didi e do Dedé... apenas que em casa vi o autógrafo de todos, inclusive do sargento Pincel.
E qual foi o trauma, Guliver?
Bem... lembro que eu fiquei falando com o Zacarias. Ele não usava peruca no avião. E teve uma hora em que ele me botou no colo. E ficava me dando beijo na cabeça. Ficava me olhando com aquela cara de retardade dele e me beijava na cabeça.
E na época eu nem liguei, claro.. criança é inocente... Mas hoje em dia quando eu lembro daquele careca me enchendo de beijo... nhe....
hehehehe...
Bem... tenho que parar de contar os episódios negros do meu passado no blog...
Ah, mas é engraçado, vai...


postado por GULIVER LEE às 4:34 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Julho 20, 2004


Comprovação de Teoria

Convido todos a irem nos arquivos e relerem o texto de 20 de março desse ano.
Releram, né? Bem...
Agora declaro estar comprovada a teoria!
Seguinte: como todos viram, depois de 3 meses, 3 foras, baixa autoestima e o escambau voltei a namorar. Encontrei uma pessoa muito especial... me senti acertando na loteria. Tudo bem, the end, né?
Bem, acontece que: uma amiga de uma amiga minha nesse fim de semana demonstrou interesse em mim. Acontece que: um amigo meu falou que se eu não tivesse namorada duas amigas dele estariam interessadas em mim.
Acontece que, eu fico revoltado com essas coisas.
Onde estava a amiga da amiga na época em que eu estava carente, mofando, levando foras e me sentindo com a autoestima lá embaixo? Onde estava o amigo que me viu reclamando de solidão e não me falou das amigas naquela época?
É a lei de murphy dos relacionamentos. Quando eu to sozinho encontrar alguém é muito difícil, quando eu to acompanhado aparecem oportunidades.
Não to revoltado de ter perdido tais oportunidades, to muito feliz com minha Silvinha, e eu me arrisco até a chamá-la de namorada perfeita. O que me revolta é o momento que essas coisas acontecem...
Como eu tava falando pra uma amiga que me perguntou o que fazer pras pessoas se interessarem por ela.. minha resposta foi: "arranja um namorado! Aí os outros vão querer..." :p


postado por GULIVER LEE às 8:10 PM

Comentário reserva:


Dia 20 de Julho. Dia do amigo, cabe aqui uma singela homenagem.

Aos amigos do tempo de colégio, com quem jogava RPG depois das provas, com quem consigo falar a mesma língua até hoje. Em especial a dois amigos que eu considerei os melhores e qua ainda fazem por merecer. Éramos e ainda somos "Los 3 amigos", apenas separados por tempo e distância.

Aos amigos que conheci em tempos de faculdade, pessoas parecidas comigo, pessoas com quem pude falar dos meus sentimentos e problemas, pessoas que me entenderam, pessoas que me ampararam. Amigos que me mostraram coisas novas. Um novo universo de amizades femininas. Aonde também arrumei as melhores amigas.

Aos amigos que conheci no mundo virtual. Tão longe e tão perto. Conseguir fazer rir e consolar um choro a milhares de quilômetros de distância é mágica. É amizade.

Enfim, a todos aqueles a quem posso chamar de amigos, mais que colegas: Parabéns...


postado por GULIVER LEE às 8:10 PM

Comentário reserva:

Domingo, Julho 18, 2004


Eu nasci pra ser rico...

Não fui feito pra estudar. Diferente daqueles que sentem prazer em pegar um livro e ler a matéria de uma prova ou concurso pra mim é um martírio. Estudo obrigado e de má vontade.

Não fui feito pra trabalhar, entro no trabalho pensando na hora de sair e meu maior objetivo de carreira é me aposentar.

Não fui feito pra guardar dinheiro. Adoro comer fora, adoro comprar besteira, fico vendo produtos na internet que eu gostaria de ter.

Não fui feito pra andar de ônibus. Não há um dia sequer em que eu não xingue em pensamento a demora do ônibus em passar na parada ou a lentidão com a qual o motorista dirige. É muito comum eu sentar no banco do ônibus e ficar torcendo pra que aquele passageiro gordão que tá passando pela roleta não resolver sentar bem do meu lado.

Não fui feito pra passar as vérias vendo os filmes especiais da sessão da tarde da rede globo. Eu adoro viajar... ver muita coisa.

E é por essas e outras, seu juiz, que eu nasci pra ser rico...

+

Faltam 25 dias...


postado por GULIVER LEE às 11:22 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Julho 14, 2004


Drama

Método Seu Ailton* de falar as coisas pro Guliver:
"Fica preparado porque a qualquer momento podemos ficar sem casa"
Explicando: pra quem não sabe aonde eu moro é num prédio grande no topo de uma ladeira. No meio da ladeira tem uma rua transversal na qual fica uma mansão e uma obra em que iam construir um prédio de 33 andares. Quem mora em Natal sabe como andam as chuvas aqui. Na frente da obra e da mansão tem aquelas faixas amarelas agora. A obra foi obrigada a parar e a mansão tá interditada com risco de desabamento.
De acordo com seu Ailton, que é engenheiro aposentado e me mostrou tudo desenhando no papel, se a casa cair vai a rua junto. Portanto, de acordo com as palavras dele, "estamos desamparados".
< ironia >Quem me conhece sabe que sou bem relaxado e tranqüilo né?< /ironia >
Na verdade estou em pânico... não sei o que seria da minha vida se algo assim acontecesse...

Viva a cidade do Sol... :p

*Meu pai.


postado por GULIVER LEE às 10:28 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Julho 12, 2004


Então...
Aí passei o domingo parindo duas sentenças já que minhas escolhas eram: ou eu entregava segunda-feira ou eu entregava segunda-feira. Aí eu acabei entregando na segunda-feira. :D
E o que o Juiz falou na hora que eu entreguei? "Valeu Guliver" hehehehe.

+

Cansado de estudo e trabalho tive a grande idéia de passar no supermercado e me abastecer:

-Um pacotinho de "elma chips sensações - Com um toque de azeite de oliva" (salgadinho gay)
-Uma barra de chocolate ao leite com flocos Lacta 170g
-Um pacotinho de salgadinho "Stiksy" (aqueles palitos salgados que eram vendidos antigamente e voltaram.. eu não lembrava que era tão ruim...)

Aí cheguei em casa e fui assistir um dos DVDs que a ex-namorada do meu irmão devolveu. É hora da crítica:

Os Miseráveis

A capa não me atraía nem um pouco. A sinópse muito menos. Só resolvi assistir porque é o único DVD daqui de casa que eu ainda não tinha visto.
E, pasmem, gostei bastante. O filme se passa em várias fases (que nem as novelas da grobo), e a história é muito bonita. Gostei mesmo.
Além do mais tem a Claire Danes no elenco. Ela interpreta muito bem. Ela é linda também (depois disso vou ver se Sílvia tem ciúme ou não hehehe)
Resumindo, não se deixem levar pelo nome chato, pela capa sem graça ou pela sinópse desanimadora. Assistam "Os Miseráveis". Recomendo...

+

Paranóia, o blog oficial do "nanananaa!"


postado por GULIVER LEE às 10:09 PM

Comentário reserva:

Sábado, Julho 10, 2004


Dia 10 de julho. Hoje é dia da Pizza. E me deu desejo sabia? Hoje como nem que seja pizza de supermercado.
E como o paranóia também é cultura, segue abaixo um textinho que eu achei no Guia dos Curiosos:

A história da pizza começa na Roma de César, antes da Era Cristã. Conta-se que os nobres desta época comiam o pão de Abraão, uma massa de farinha, água e sal que vai ao forno bem forte. A ele eram acrescidos ervas e alho. Essa mistura era chamada de Piscea.

A variação das coberturas foi se amadurecendo com o passar dos anos, até que o tomate chegou a Europa trazido por Cristóvão Colombo e daí para frente o pomodoro foi incorporado totalmente à receita. Houve época em que essa iguaria era comida no café da manhã e vendida por ambulantes.

À medida que se tornou mais popular, erguiam-se barracas onde era vendida a massa em formatos diferenciados, de acordo com o pedido do cliente. O primeiro pizzaiolo da história foi Don Rafaelle Espósito, proprietário de uma famosa pizzaria de Nápole, a Pietro il Pizzaiolo.

Don Rafaelle ficou famoso a partir do verão de 1889, quando foi cozinhar no palácio Capodimonte para os soberanos rei Humberto I e sua rainha Margherita de Sabóia, que estavam em visita à Cidade. O pizzaiolo, para prestar uma homenagem à rainha, resolver fazer a pizza com as cores da bandeira italiana - branco, vermelho e verde.

A rainha gostou tanto da pizza que Don rafaelle a batizou com o seu nome. Embora a origem da pizza, como hoje é conhecida, seja italiana. Os grandes devoradores desse produto ficam do outro lado do oceano. Os dois países que mais consomem pizza no mundo são respectivamente: EUA e Brasil, com destaque para as cidades de Nova Iorque e São Paulo.

Dia da Pizza

O Dia da Pizza é comemorado desde 1985 em São Paulo. A data foi instituída pelo então secretário de turismo, Caio Luís de Carvalho, por ocasião de um concurso estadual que elegeria as 10 melhores receitas de mussarela e margherita. Empolgado com o sucesso do evento, ele escolheu a data de seu encerramento, 10 de julho, como data oficial de comemoração da redonda.


postado por GULIVER LEE às 11:24 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Julho 06, 2004


Faltam exatos 37 dias pra minha alforria, e no juizado o cenário da minha estante era caótico hoje. 50 processos com despachos pra eu cumprir. Pra terem noção da situação pra quem não sabe do que to falando em quase dois anos de juizado nunca deixei se acumular essa quantidade. A pilha tinha pelo menos uns 50 cm e pesava pra burro.
Mas libertei meus poderes e consegui baixar metade disso. 24 processos saíram da pilha (também nunca tinha feito tanto num dia). Pode ter sido impressão minha mas eu acho que enquanto eu tava trabalhando escutei a música tema de "Rocky - O Lutador" Tan tan tan tan tan tan tan tan tan taaaaan ¬¬

Ainda faltam 26 processos... As festas juninas já acabaram, mas juro que se eu soubesse que não iria preso por causa disso faria uma fogueirinha com aquela pilha hehe...

+

Ah, eu também acabei com a vida do meu irmão hoje... se quiserem entender o porquê, desçam pro post de 01 de julho, leiam o texto e depois vejam o comentário... hehe.
Não sei como as pessoas tão achando meu blog... pontos... amigos de irmão... to ficando pop...

Música de fundo: Dream On - Aerosmith


postado por GULIVER LEE às 8:55 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Julho 05, 2004


Esqueci de falar de sexta-feira...
sexta-feira eu estava num lugar cheio de gente... tinham pessoas falando lá na frente e, perto de mim, gente fazendo piada, cochichando etc... já outras pessoas reclamavam da conversa e da bagunça que tava grande.
O que era? encontro de estudantes? Feira livre? Que nada... eu tava num encontro de Juízes!!!
Fiquei me lembrando de todos os congressos em que fui e que eu e amigos ficávamos conversando e rindo... e as pessoas se viravam pra nós com cara de ódio...
Mas e daí? Juízes também fazem isso. To tranqüilão agora hehehe. :)


postado por GULIVER LEE às 11:31 AM

Comentário reserva:

Sábado, Julho 03, 2004


Tava faltando um pouquinho de violência no Rock brasileiro. resolvido:

"Desafinados: Chorão, do Charlie Brown Jr. quebra o nariz de Marcelo Camelo, do Los Hermanos

O clima ficou punk entre os grupos Los Hermanos e Charlie Brown Jr. Na noite de ontem, Marcelo Camelo, vocalista da primeira banda foi nocauteado por Chorão, líder da outra, no aeroporto de Fortaleza. Dando um soco e uma cabeçada no nariz de Camelo, Chorão respondeu às criticas do colega por ter protagonizado o comercial da Coca-Cola, feitas numa entrevista para a revista da Oi.

A turma do deixa disso logo afastou os dois, que seguiram no mesmo avião para se apresentar no Piauí Pop Festival.

Na matéria publicada na edição desde mês, o líder do Los Hermanos alfinetou as bandas que participam de campanhas publicitárias.

¿Esse negócio de fazer comercial para a Coca-Cola é um desdobramento da indústria. A gente rejeita este negócio de vender atitude. A gente só faz o que se sente confortável em fazer. Todo mundo deveria ser assim. O que temos para dizer são as impressões do mundo expressas nas nossas músicas. Não estamos dispostos a emprestar nosso prestígio para nada¿, disse ele, numa alusão ao trabalho feito pelo Charlie Brown Jr., e ao do grupo Jota Quest fez para a Fanta.

No palco, Camelo cantou com o nariz enfaixado, mas não comentou, o ocorrido. A assessoria da banda confirma o ocorrido, mas não dá detalhes do incidente, garantindo que os integrantes não querem se pronunciar sobre o assunto.

Hoje, à noite, os Los Hermanos estarão no Multi Pop Brasil, em Recife."


postado por GULIVER LEE às 11:52 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Julho 01, 2004


Confissões...

Era 1989 pra 1990... eu tinha de 7 pra 8 anos...
Foi meu irmão que me apresentou... eu achei legal... droga? Bem... não exatamente...
Todo dia a gente falava disso... procurava qualquer coisa sobre... a gente até brincava dizendo quem era...
Meu irmão falava: "Eu sou o Jordan". E eu perguntei: "quem eu sou? quem eu sou?" ¬¬
Ele disse pra eu ser o Joe... que era o mais novinho.
E toda vez que passava um clipe ou um show eu falava: "você viu o que eu fiz? Você viu o que eu fiz?" ¬¬
E a gente cantava as músicas todas erradas... e achava tudo na vida aquele grupo... ¬¬

Eram os New Kids on the Block

E sim, eu já fui fã disso...
É o paralelo hj a... bem, não existem mais boy bands hj em dia, mas é como se fossem os Backstreet Boys daquela época... a diferença é que tudo era mais inocente e meninos também gostavam de boy bands, tá? hehehe...
Ah... tenho vergonha dessa parte do meu passado, mas era divertido.

Step by step, ooh baby
I'm gonna get to you girl
Step by step, ooh baby
I really want you in my world..


Sim.. eu peguei a música.. hehehe


postado por GULIVER LEE às 11:05 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Junho 29, 2004


Carta ao Ponto (.)

"Querido ponto,

Como vai você? Fico contente em saber que você lê o meu blog, mas sou uma pessoa muito curiosa, sabe?
É que até hoje eu não conheci nenhum ponto e queria saber quem é você... Você tem sobrenome? É Ponto da Silva? É Ponto Cavalcanti? Ponto Pacífico?
Pode se identificar, tá? Eu vou gostar. E comente sempre que quiser.
E se quiser pode trazer seus amigos: a interrogação e a exclamação.
Um abração.

Guliver"

Pra quem não entendeu nada veja os comentários nos últimos três posts...


postado por GULIVER LEE às 10:27 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Junho 28, 2004


E aí está... estava decidido e fiz. Ficou linda, melhor do que eu esperava.
Se dói? Um pouquinho... tem umas áreas mais sensíveis, mais tudo é suportável. O preço doeu bem mais hehehe.
Pouco antes eu fiquei muito nervoso.. com vontade de desistir, e não sabendo o que eu tava fazendo ali...

Mas fiz... e to muito contente. :)


postado por GULIVER LEE às 8:30 PM

Comentário reserva:


O Paranóia está abandonado...

Faz tempo que não paro de postar assim... e não sei explicar direito porque...
Tipo, sei que o Orkut me deixou viciado por uns dias, mas agora to na normalidade de novo.
Vou tentar não abandonar mais a pagininha azul...

Falando em Orkut, no perfil lá eu coloquei o endereço do blog... não me toquei que muitos dos amigos que adicionei são pessoas da minha sala na faculdade... E alguns já entraram e me falaram... Agora mais do que nunca o paranóia é público... vamos ver que repercussão isso vai dar...

To enrolando muito... tá tudo muito bom, tá tudo muito bem... mas preciso contar a maior novidade dos últimos três meses...

Gu abandonou mais uma vez o time dos solteiros! Pois é... depois de conhecer uma pessoa muito especial resolveu parar de se preocupar com o futuro e viver o "hoje"... e "hoje" começar um namoro foi uma boa coisa a se fazer... rs...

Falando em hoje, sintonizem o paranóia hoje à noite... mais novidades estão por vir... aguardem fotos..


postado por GULIVER LEE às 12:43 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Junho 23, 2004


Duas coisas fizeram eu aparecer pouco aqui.
Uma foi a minha recente gripe que ainda insiste em atuar com tosses noturnas.. :p
A outra é o Orkut. Pois é... orkut... fui chamado pra esse troço tem umas semanas já mas só esse fim de semana tive paciência pra me cadastrar lá.
E o que é o Orkut? Bem, é... é o orkut... tipo, você se cadastra lá, aí tem tipo a sua página pessoal com seu perfil e talz.. procura amigos e adiciona as páginas deles nas suas páginas... procura comunidades pra ficar visitando e comentando e adiciona elas tmbm... parece até que eu to descrevendo um blog, né? Mas é diferente... orkut e blog são diferentes.. nheam... sei explicar não. Quer entrar? eu te convido. Ah, vicia, tá?

+

Na segunda-feira uma pessoa me perguntou com que idade eu me sinto em relação a experiência de vida... é engraçado que agora estou pensando... tenho muitas idades.
Pois é... não tenho só meus recém-23 anos...
-Com relação às minhas experiências me sinto com 17-18... parece até que to saindo da adolescência agora e só agora tenho poder de fazer as coisas.
-Com relação à minha saúde me sinto no mínimo com 60 anos...
-Com relação às minhas certezas de vida me sinto com 7 anos (quem quer ser bombeiro? Eeeeeeeuu!!!)
...

+

Coisas boas têm acontecido pra mim nos últimos meses... mas coincidentemente nesse período nada do que eu planejo pra mim sai do jeito que eu esperava... nada...
Por causa disso e tendo a ver com um bom filme que assisti no fim de semana, torno minha música do momento a seguinte:

Vida louca vidaaaa
Vida breve
Já que eu não posso te levaaar
Quero que você me leve


postado por GULIVER LEE às 6:36 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Junho 21, 2004


Sentiram minha falta?
Falta...
É falta inspiração... amanhã tento postar algo melhor.


postado por GULIVER LEE às 1:54 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Junho 16, 2004


Tenho pensado se a vida que vivo não é um sonho. Meus dramas, alegrias e aventuras são obras do meu subconsciente fantasioso e imaginativo.
Com mudanças de percepção penso mais e mais nisso... às vezes lembro de coisas breves e recentes... e lembro de sonhos... é a mesma coisa. Às vezes não sonho e imagino já ter sonhado...
Fiquei me lembrando do que me aconteceu no domingo... me pergunto se foi um sonho... toda a semana passada: um sonho. Não falo isso por ser difícil de acreditar em tudo o que me aconteceu. Mas porque quando eu lembro é como se eu me lembrasse de um sonho...
E continuo pensando se a vida que eu estou vivendo na verdade não está sendo apenas sonhada...
Esse pensamento não é novo. Desde o fim da minha infância eu tenho na imaginação um dia em que eu fui dormir aos três anos de idade não tendo parado de sonhar desde então...

Dream on

P.S.: Essa imagem é de um filme chamado "Waking Life", também sobre sonhos. Recomendo muuuito.


postado por GULIVER LEE às 3:50 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Junho 14, 2004


To vivo, viu?
Meio que literalmente...
tipo assim..


postado por GULIVER LEE às 4:18 PM

Comentário reserva:

Domingo, Junho 13, 2004


1- Consegui vencer a insônia, pelo menos na parte da noite que é o que interessa.

2- Sobrevivi ao meu primeiro dia dos namorados sem namorada. E isso foi interessante, visto que: a) no dia 11 conversei por mais de uma hora com a minha ex, sabendo inclusive dos affairs dela; b) O único "pré-projeto de paquera" que eu estou viajou e não deu pra falar com ela; c) a "festa dos encalhados", aonde só iriam os solteiros e casais seriam proibidos, uma idéia dada por mim e bem recebida pelos amigos encalhados, não deu certo. Daí o programa da noite foi ir ver filme no home theater de um colega. Aí quando ia começar o 3o. filme da noite, Simplesmente Amor, resolvi ir embora. Deprimente assistir esse filme no dia 12 hehe.; d) finalmente deu meia-noite e eu respirei aliviado... acabou.

3- É interessante experimentar mudanças de percepção. Tipo, se há duas semanas eu via imagens paradas, como um show de slides, hoje tem dias que eu pareço ser a câmera do filme "A bruxa de Blair". Mas a mudança de percepção não é só física... não sei se vou conseguir explicar. Aliás, apesar do que eu falei não foi tão brusco assim... sei lá... só sei que tudo está me levando a algumas filosofias... e tipo... não tentem mais entender o ponto 3 deste post. Simplesmente desistam.

4- Descobri que sou meio empático. E isso pode ser um grande problema. Explicando pelo dicionário:

Empatia
de em + Gr. páthos, estado de alma s. f., capacidade psicológica para se identificar com o eu de outro, conseguindo sentir o mesmo que este nas situações e circunstâncias por esse outro vivenciadas.


Eu às vezes sinto o que o outro sente, mesmo sem que a pessoa me fale... isso pode me tornar aquele amigo atencioso ou a pessoa problemática... :/

5- 4 posts em 1. Apreciem.


postado por GULIVER LEE às 8:06 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Junho 10, 2004


8 horas de sono num período de 48 horas. E eu to com sono? Tôôôôô. E eu consigo dormir? Nãããããooo.

"A insônia pode ser definida como:
- Percepção ou queixa de sono de pouca duração;
- Impressão de um sono de má qualidade ou não restaurador (onde a pessoa acorda com a sensação de não ter descansado)."

+

Aí fui num show do Zeca Baleiro ontem. Foi um programa que nunca fiz antes: ir com pessoas desconhecidas para conhecê-las lá. Não sei que expectativas eu criei, mas a verdade é que chegando lá foi tudo diferente do que eu poderia "expectar" hehe.
Não foi pior nem melhor do que eu esperava, apenas foi diferente... como eu explico? Ah... foi bom e isso é o que importa!
De qualquer maneira obrigado pelo convite à prima da amiga que eu conheci por blog que é amiga do cara que comentou no meu blog por causa do meu post fazendo referências à banda dele que eu assisti no mada... ufa..


postado por GULIVER LEE às 9:39 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Junho 09, 2004


Novidades...

Voltei a malhar ontem à noite. E deu certo, meu pulso não estourou e minha mão não caiu.
E as coisas acontecem de forma surpreendente na vida de gente... e se parar pra pensar na cadeia de acontecimentos que levaram ao último, você acha engraçado...
Mas agora vou sair que tem aula do homi e ele faz chamada às 7 da manhã...


postado por GULIVER LEE às 5:45 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Junho 07, 2004


Ih Doutor... sei se tem conserto não, viu? O que nós pode fazer é uns remendo ali na mangueira de distribuição e uma regulagem na caixa de injeção. Vai funcionar até onde dé, aí depois o sr. traz di novo aqui e nós vê o que faz. É um pobrema isso... ah, deu 50 conto...

E é assim que eu me sinto. Uma máquina velha que consegue funcionar por um tempinho com um remendo aqui e uma regulagenzinha ali. Em algum momento eu sei que vou quebrar, e em algum momento eu realmente quebro.
Não fabricam mais as peças de reposição. Fui feito um modelo defeituoso... não agradei ao consumidor e por isso resolveram interromper a produção...
E me criticam quando eu digo que queria ser outro... que queria ter tido uma existência diferente... mas por que eu não posso querer isso? Se não tem conserto me troquem...
Sucata... ferro-velho...
E já quebrei de novo... cadê o mecânico?


postado por GULIVER LEE às 10:31 AM

Comentário reserva:

Domingo, Junho 06, 2004


cahan...
parabéééns pa-ra miiim... ¬¬


postado por GULIVER LEE às 2:22 AM

Comentário reserva:

Sábado, Junho 05, 2004


Oh no what's this?
A spider web, and I'm caught in the middle,
So I turned to run,
The thought of all the stupid things I've done


postado por GULIVER LEE às 10:23 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Junho 04, 2004


Aconteceu há exatamente um ano:

quarta-feira, 4 de junho de 2003

Finalmente depois de uma fase de testes e defeitos no computador começo a postar neste blog. Na verdade não é a primeira vez que tenho um blog. Já tive um uma vez que teve um relativo sucesso mas era de um estilo beeem diferente do que eu pretendo fazer com o combustão espontânea (depois falo dessas coisas).
A aparência num tá lá essas coisas, né? Mas foi o único template que eu achei que no mínimo lembrasse o título do meu weblog. Eu num sei mexer em nada de código html e meu cérebro se recusa a aprender... mas tá bom assim, né?
Bom, depois eu falo mais de mim... arrumei um belo dia pra começar um blog.. em menos de duas horas vou ter uma prova.

Explodido às 05:11:03 por Solificato - Pode Falar[0]


postado por GULIVER LEE às 6:59 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Junho 02, 2004


Pequena fantasia...

Eu estou em uma livraria daquelas grandes, folheando uma ficção e tomando um capuccino. Em outra mesa está uma mulher sozinha e bonita. Depois de um tempo ela repara que eu olho pra ela e olha de volta sorrindo. Vou conversar com ela e além de ela ser bonita é interessante. A gente conversa e ela acaba se interessando por mim também. Aí começa uma historinha bonita...

Não sei porque mas acho que o título desse post deveria ser "jogo dos sete erros"... :((


postado por GULIVER LEE às 6:14 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Junho 01, 2004


Fim da noite... vou ao cinema sozinho de teimoso já que não consegui assistir o filme que queria no domingo...
Passo duas horas vendo o mundo quase se acabar com variações climáticas...
Saio do cinema às 23:00, shopping escuro, em silêncio e no teto aquele barulhão: TCCCCHUUUUUUUUUUUUUUUUUUU
Vou saindo do shopping e... bem... não posso dizer que estava chovendo. O shopping praticamente estava embaixo d'água!!

Sono + Filme relativamente impressionante + céu caindo lá fora = O.o

Corro até o carro. Tempo suficiente pra minha calça ficar com 2 quilos a mais e meu cabelo ficar escorrendo. Saio pela rua não conseguindo ver quase nada e ainda me arriscando em algumas lagoas...

No fim das contas o filme acabou virando reality show pra mim. Valeu a pena. :))


postado por GULIVER LEE às 11:31 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Maio 31, 2004


Noite agitada em que o menino se frustra com pequenas coisas... bobagens que o fazem pergfuntar mais uma vez o porquê...
"Por que eu to aqui?"
Dirige com a visão embaçada por olhos marejados...
Se deita na cama com a cabeça pesada os olhos se fecham e ele diz para si mesmo:
"você tem que ficar feliz por si mesmo.. só por si. Não dependa.... tem que ficar bem.."
Mas não adianta...


postado por GULIVER LEE às 11:37 AM

Comentário reserva:

Domingo, Maio 30, 2004


A dor de uma perda...


postado por GULIVER LEE às 2:14 PM

Comentário reserva:

Sábado, Maio 29, 2004


Existe a possibilidade de amizade entre homem e mulher?

Pra mim a resposta clara é sim, mas parece que a maioria da sociedade ainda acha difícil conceber isso.
Homem + mulher foram feitos pra tchanan e pronto... :p
Na verdade eu tenho mais amigas amigas mesmo do que amigos. A explicação é que eu acho mais fácil me abrir sobre sentimentos etc com mulheres... e aparentemente elas me compreendem mais do que qualquer homem compreenderia. Afinal os homens têm que se mostrar fortes um pro outro. Manos, pit bulls, grrrrr...

Mas por que eu resolvi tocar nesse assunto se pra mim a amizade feminina já é algo positivado e aceito?
É devido a uma situação que tenho vivido.

Prólogo: Era uma vez a namorada de um amigo meu. Era uma menina que eu conhecia maaais ou menos pq ela conhecia uns amigos antigos meus. E nesse momento ela nem era mais do que a namorada de um amigo meu. Conversávamos mais ou menos. E aí ela acabou o namoro e a gente se falava muito de vez em quando.
Acontece que em agosto do ano passado uma amiga em comum que mora em Brasília veio passar uns dias aqui e combinamos de sair todos juntos. Eu, elas, minha ex e João Pedro.
A partir daí, mesmo com essa amiga em comum tendo voltado pra bsb continuamos saindo todos. Com minha ex tendo ido morar em João Pessoa passamos a sair eu, Mari e João Pedro.
Acabei meu namoro bem na época em que João Pedro tava indo embora. Ainda saímos uma vez os três solteiros mas ele se foi. E o grupo ficou resumido a Guliver e Mari.

Ok, introdução feita, hj em dia eu e Mariana saímos bastante só nós dois. MAs com nada demais, muito minha amiga mesmo. Temos ido em show, cinema, loja de CD. E é tudo de bom. Mariana consegue fazer eu viver um pouco nas horas em que não estou bem. Acabou se tornando uma das minhas melhores amigas.
E daí? E daí que mais de uma vez já soubemos que as pessoas acham que nós estamos juntos, ou ficando. Fui contar pra uma outra amiga do fora que eu levei no MADA e essa amiga logo perguntou: "foi de Mariana?".
Mariana me contou que uma amiga dela por quem eu já fui interessado tinha perguntado se nós estávamos ficando.
Pois é, e isso foram só as que perguntaram, pq até onde eu sei deve ter muita gente por aí que não fala nada mas que acha a mesma coisa.
Isso é chato mas pode ser engraçado, já que no outro dia eu tava falando com Mari que todo mundo deve estar achando que eu não pego ninguém e ela me disse que não, que pra maioria das pessoas eu e ela ficamos. Ou seja, eu tenho uma ficante virtual. rs.

Bem, mas a graça não tira a reclamação: pra eu sair com uma mulher tenho que necessariamente estar "pegando" ela? A sociedade não vê mesmo a possibilidade de amizade entre homens e mulheres? Bem... foda-se a sociedade.

E quando der certo vou continuar saindo com minha amiga (pelo menos até ela se cansar de não ser paquerada por estar comigos.. rs) e com outras amigas tmbm.


postado por GULIVER LEE às 9:54 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Maio 27, 2004


Notícias da paranóia:

1 - No dia 21 de maio de 2004 entrou na conta bancária do Sr. Guliver Lee exatos 267 reais, referentes ao texto dele que será publicado na edição de junho da revista seleções da Reader's Digest (comprem). Tal valor retirou-o das garras do cheque especial.

2 - De acordo com notícia do RN TV, Marina Elali será uma das 14 participantes do Fama 3. Tá, e daí?
Marina Elali é uma garota que estudou comigo durante 3 anos, e por 4 anos eu fui apaixonado por ela. Éramos da mesma sala e do Coral do Colégio. Minha mãe era amiga da mãe dela. Ela é filha de uma juíza e de um grande empresário local. Ela já fez curso de música e etc. no exterior. Ela provavelmente tem chances que nenhum reles mortal como o resto de nós conseguiria, pq os pais dela podem... bem, assistam ao Fama 3 e tirem suas próprias conclusões (inclusive sobre o fato de eu já ter sido apaixonado por ela hehehe)

3 - Hoje foi um bom dia fora do Guliver. Hoje foi um mau dia dentro dele...

Fim. Boa noite...


postado por GULIVER LEE às 11:04 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Maio 26, 2004


Depois de duas semanas de mudança alguém parou pra ler meu perfil e teve a idéia de questionar o que seria sflorn.
Sim, é mais uma reminescência das reflexões do menino azul. E vou tentar explicar como naquela época, embora não sei se ainda consiga...
Sflorn é um dos nomes que dei a sensações nunca antes nominadas....
Não, não é de sentimentos que estou falando (estes estão melhor analisados abaixo) mas de sensações mesmo... coisas menos complexas que os sentimentos, mas nem assim pouco complexas...
Tipo, alguém já parou pra pensar naquela sensação que temos quando acabamos uma prova e achamos que nos demos bem? Estamos aliviados que acabou e ao mesmo tempo esperançosos e confiantes? Não, não é alegria... não é simples alegria, nem mesmo satisfação... pelo menos não simplesmente isso. Tal sensação é diferente de outras sensações de alegria ou satisfação que eu venha a ter... é a sensação que eu tenho naquela hora ou naquele período, que apesar de o meu cérebro querer dar os nomes conhecidos eu sei que ela é diferente de outras que já tive e já receberam aquelas denominações. Eu chamaria essa sensação em especial de... Drinds... e toda vez que eu a sentisse de novo eu saberia... "puxa... drinds.."

Na época do menino azul eu falei especificamente de sensações ruins... sflorn é a mais vívida na minha lembrança... algo como uma angústia que te dá mal estar. Que eu consegui identificar como uma bola que sinto fazendo pressão no meio do tórax, deixando minha respiração difícil e fazendo meus olhos fecharem ou se voltarem para o alto... e às vezes ainda sinto isso e juro que penso: "sflorn..."

Também lembro de ter definido outras... acho que tinha sblergh, scronch... não lembro de todas... eu falava que cada sensação era única, ainda que inominada, e que elas se repetiam, com um gatilho... com alguma coisa... às vezes ainda sinto o cheiro da casa da minha avó e isso faz eu ter de novo a sensação que tive na minha infância lá... brondje... :/


postado por GULIVER LEE às 12:01 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Maio 25, 2004


Putz! é mole?


postado por GULIVER LEE às 5:54 AM

Comentário reserva:

Domingo, Maio 23, 2004


Resumão do festival...

(façam logo pipoca pra ler porque esse texto vai ocupar metade do blog)

Pois é, não tinha anunciado aqui antes por puro esquecimento "postal", mas nesse fim de semana eu fui para um festival de Rock aqui em Natal, o MADA (Música Alimento da Alma).
Coisas importantes a serem ditas é que, sim, com quase 23 anos de idade eu era virgem de shows... os shows que eu já fui na vida não podem ser consderados shows de verdade... :p de qualquer forma, perdi essa virgindade (e doeu só um pouquinho... :D)

1o. Dia

Indo com a amiga Mari e chegando todos os dias cedo aproveitamos para ver as bandas alternativas que estavam abrindo. Entre outras vi uma criatura (que originalmente acho que era homem) entrando de vestido de noiva, cabelo moicano rosa e uns penduricalhos a la "Darkness" cantando sobre uma operação de mudança de sexo. Também vi o sósia do Caio Blat cantando "homens são feioos, mulheres não"
Vi a banda de rap local cantando "oxe oxe oxente.." enquanto amiga Carol dançava e eu achava lindo (rs)
Assisti de longe o Sepultura e os headbangers (batedores de cabeça) no público. E fechando o dia vi o Rappa de perto, dancei e pulei pra caramba e virei fumante passivo de maconha (uhuuu). Tornando as palavras do vocalista Falcão as minhas: "Fuooda!"

2o. Dia

No 2o. dia teve umas bandas de abertura legalzinhas. Mas a que eu gostei mesmo, de ter vontade de comprar CD até, foi a tal "Lado 2 Estéreo". Banda do piauí composta só de um baterista gordo mas que toca bastante, e de um guitarrista barbudo meio Los Hermanos e que também toca bastante. E reproduzindo um versinho que ele falou lá: "pica, porra no tabaco da cachorra, bota sal bota pimenta na boceta da jumenta". Muito "fuoda" essa banda.
Show de Lulu Santos é realmente um showzão, bem produzido, músicas bem colocadas e tal. Mas o cara É um escroto mesmo. Já começa elogiando a governadora só pra tomar vaia. Várias latas de cerveja quase acertaram ele durante o show. Ah, e eu juro que não sabia que o Lulu era tão viado assim... tinha horas que ele estava parecendo o Clodovil. Ah, e levei meu 3o. fora pós namoro
-Claro!! *
:p
Não fiquei pra todo o Show do D2, só por uma meia hora, já que eu tava meio doente e o All Star que eu calcei tava carcomendo meu pé. Daí nem cheguei a ouvir ele se desenvolvendo e evoluindo com o filho dele.

3o. Dia

Acabei de voltar! Foi o dia mais "fuooda" das bandas que abriram. Destaque para três bandas: o punk rock do "The Honkers" da Bahia. Mesmo eu tendo achado desnecessário o vocalista ter ficado só de cueca no final e ainda ter colocado o microfone na parte de trás da cueca.. ¬¬' ; A banda "China" de Pernambuco também fez um Samba Rock muito decente e contagiante, e o vocalista tinha a voz muito legal e segurava ela muito bem. Deu vontade de comprar o CD mas não tinha. ; Destaque com louvor das bandas de abertura vai para a "Gram" de São Paulo. Tudo de bom do início ao fim. Banda Indie muito legal e a coisa mais próxima de Rock Britânico que eu vi nesse festival. Ótimas melodias instrumentalmente bem executadas e o vocalista manda muito bem. Ainda viro fã. A Mariana comprou um CD deles e eu não, já que quis economizar dez real copiando o CD dela. Mas não é que a doidinha depois conseguiu que o vocalista autografasse o CD dela? (foi idéia minha). Se eles ficarem famosos aí vou me roer de arrependimento mesmo. Ah, clipe deles estréia na MTV dia 28, e tem como personagem um gatinho que ele desenhou no CD da Mari.
Das bandas principais, na minha modesta opinião, também foi o dia mais "fuoda." Tocou "The Walkmen", uma banda novaiorquina que tá em ascenção e tem aberto os shows dos strokes. O show deles é muito bom!!! O vocalista tem uma voz do caralho e ver a força que ele faz quando canta é muito legal. E os músicos também são legais, destacando-se o pequeno baterista que pulava como uma pulga no banquinho dele. Ainda tive a chance de exercitar meu inglês durante o show gritando: "You fuckin rule!!!" e "Go mini drummer!!".
Eu e Mariana no começo do show nos postamos à distância que estávamos acostumados no show do Rappa e do Lulu. tipo uns 15 a 20 metros do palco, onde dava pra ver bem e ainda ter espaço pra respirar. Mas hoje não sei bem o que houve fomos achando buracos e nos aproximando até ficar de cara pro palco. Provavelmente porque muita gente foi pro show pra ver é Jorge Ben Jor e nem ligou pro Hard Rock dos caras. Melhor pra mim. Achei muito "fuuuuuuuuuoda". Em resumo, o terceiro dia foi realmente o melhor.
Só vi o comecinho do Jorge Ben Jor. Faltou disposição pra entrar naquela muvuca de novo...

Detalhes extras

Todo mundo que me viu sem mais ninguém e com Mariana lá no festival deve ter achado que a gente era namorado, e isso provavelmente impediu a nós dois (mais a ela, pq eu sou mole e pouco interessante mesmo :p) de paquerar e ser paquerada lá. Foi mal Mari.

* para mais informações sobre esse "Claro", visitem meus arquivos em 02 de abril...

"FUODA"


postado por GULIVER LEE às 3:51 AM

Comentário reserva:

Sábado, Maio 22, 2004


A pergunta de 1 milhão de dólares:

-Que diabo eu to fazendo da minha vida?

A pergunta de 1 bilhão de dólares:

-Que diabo minha vida tá fazendo comigo?

+

E amanhã resumão do festival
aguardem...


postado por GULIVER LEE às 3:36 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Maio 19, 2004


Eu já botei música inteira aqui? Até já, mas era música pequeneninha...

A música que to colocando abaixo é brega? Tá... muita gente pode achar...
Mas eu to escutando ela, tá? E to pensando em como homem fica bobo mesmo com mulher...
Resumo: a música no momento está "rolando"...

Garotos II - O Outro Lado
Leoni

Seus olhos e seus olhares
Milhares de tentações
Meninas são tão mulheres
Seus truques e confusões
Se espalham pelos pêlos
Boca e cabelo
Peitos e poses de apelo
Me agarram pelas pernas
Certas mulheres como você
Me levam sempre onde querem

Garotos não resistem
Aos seus mistérios
Garotos nunca dizem não
Garotos como eu
Sempre tão espertos
Perto de uma mulher
São só garotos

Seus dentes e seus sorrisos
Mastigam meu corpo e juízo
Devoram os meus sentidos
Eu já não me importo comigo
Então são mãos e braços
Beijos e abraços
Pele, barriga e seus laços
São armadilhas e eu
Não sei o que faço
Aqui de palhaço
Seguindo seus passos

Garotos não resistem
Aos seus mistérios
Garotos nunca dizem não
Garotos como eu
Sempre tão espertos
Perto de uma mulher
São só garotos


postado por GULIVER LEE às 12:32 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Maio 17, 2004


Reflexões sobre o sentimento humano.

Pra começar, reconheço que "sentimento humano" é quase uma redundância. Eu sei que animais irracionais também têm sentimentos, ou ninguém nunca viu um cachorro vendo o dono chegar ou com cara de triste quando brigamos com ele (pqp... eu quero um cachorro...)

Mas o fato é que nenhum animal filosofa ou reflete sobre os sentimentos como nós... e não há bichinho, por mais inteligente que seja, que tenha tantas variedades e subgrupos de sentimentos quanto o bicho gente.

Um dia alguma "bendita" criatura, que já sabia falar e andar de pé, viu sua contraparte de sexo oposto... daí ela sentiu um calor no peito... daí ela sentiu frio na barriga... daí ela pensou numa vida inteira com a outra (olhaí como o cérebro influi), e então o órgão gelatinoso dele que ficava dentro daquela cabeça piolhenta pensou: "o nome disso é pai.. paix... paixão!!!" :p

Vieram uns outros mais tarde, que acharam um sentimento parecido... algo duradouro.. aquele negócio que os fez olhar sua contraparte feminina abaixada na geladeira pra pegar uma coca-cola, cabelo assanhado e com a perna cheia de varizes, e ainda assim se sentiram bem com ela... chamaram de amor.

E é assim... o sentimento humano é que nem culinária em um mundo aonde todo mundo comia só frutas... criado complicado... complexo. Sim.. eu disse criado, porque antes do ser humano pensar e criá-los eles não existiam...

Podíamos até ficar tristes, mas uma alegria faria a tristeza passar. Não passaríamos horas remoendo as crises existenciais, ou uma vida lamentando tristezas passadas... até conceituar a depressão é algo triste. Mas foi o ser humano que criou a depressão? O homem quis ficar triste de forma duradoura? Não acho que seja bem assim... mas a vida que o homem criou ajudou a concretizar esse estado de tristeza aguda e seu prolongamento.

Quantas vezes eu já não quis ser um animalzinho... uma vida simples, com começo, meio e fim nos perfeitos moldes. Mas aí me vem o pensamento: eu não teria a consciência de nada... não entenderia o sentido e me confortaria com isso. E, finalmente, eu também não teria consciência de outro grande sentimento criado pela humanidade: a felicidade.

A verdade é que até hoje eu nunca tive, ou pelo menos não me lembro de ter tido, nada do que conceituam como a verdadeira felicidade... a vontade forte de estar vivo. O olhar pro amanhecer e sorrir...
Mas... todo mundo diz que o ser humano é capaz de ser feliz. Eu posso tentar... ou morrer tentando...

No exato momento estou me sentindo triste... provavelmente conseqüência da constatação do que eu disse no início do parágrafo anterior. Pois é... não estou triste porque sofri uma pancada e doeu.. estou triste porque estou pensando... sentimento humano... bah.

Esse é o sentimento humano... a dádiva e a maldição da humanidade...

P.s.: Não poderia haver ironia maior do que eu ter escrito esse texto todo após mais de 24 horas experimentando um sentimento simples e animal... a raiva...


postado por GULIVER LEE às 6:51 PM

Comentário reserva:

Sábado, Maio 15, 2004


De volta ao fundo...

São as pequenas coisas...
que me atingem com o poder de um míssel...

me desculpem.


postado por GULIVER LEE às 5:42 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Maio 14, 2004


Novamente conversando no msn.

E ela (cansei de botar link pra você :*), enquanto eu tava falando pela primeira vez de uma pessoa que eu conheço da faculdade, vem e me diz: "todo mundo faz direito nessa terra"

...

E isso me deixa o dia pensando... não, nem todo mundo aqui faz Direito, mas... praticamente todo o meu circulo de convivência atual é de gente ligada ao Direito...
Velhos amigos se afastaram, se mudaram pra longe, acabei o namoro, perdendo contato com as relações dela.

Hoje em dia minhas melhores amigas e amigos que moram aqui fazem Direito.... todo dia eu só converso com estudantes e profissionais de Direito... as pessoas que eu tenho pensado em paquerar... ou qqer coisa que se aproxime disso, ou que extravaze isso fazem Direito.

E antes que façam a piadinha: "e qual o problema de todas as pessoas estarem fazendo tudo direito?" Esclareço que estou me referindo ao curso universitário de Direito. :p

Vivo em uma ilha. Não to cercado de água, não tem nada que me impeça de sair... mas eu quero saber como cheguei aqui. Com minha vida limitada ao micromundo de um curso que me entristece...

Mas enquanto eu me esforço pra entender tudo, vou tentar tirar proveito da grande dádiva que consegui fazendo aquele vestibular: os amigos que fiz...


postado por GULIVER LEE às 7:28 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Maio 12, 2004


Esse é um texto antigo.
Tão antigo que já houve um link pra ele no meu blog antigo.
Tão antigo que já foi colado na íntegra em um blog gelado e também antigo.
Mas de tão antigo, não posso deixar de notar certa ironia do tempo. Porque ele nunca foi tão contemporâneo pra mim. Nunca me identifiquei tanto com ele como quanto meu retrato de vida atual.
Segue:

O garoto Prozac
por Semelly Cat

Ele não está necessariamente sempre sozinho. Mas sabe muito bem o que é o andar solitário entre as gentes. Não precisa necessariamente também estar se sentindo sozinho, há várias outras razões pra uma pessoa exibir uma feição de Juliette Binoche em A Liberdade é Azul. Mas é quase impossível pensar na palavra melancolia e não associá-la à solidão.
Estou falando do Garoto Prozac. Enfim, daquele sujeito que, mesmo nos momentos de maior euforia, deixa escapar, entre sinceras risadas, um vago olha triste de quem tem a impressão de que la vitta não é tão dolce.

Nessas horas, após ele destilar seu sarcasmo e ironia em tiradas que quase ninguém entende, sempre procura um canto de sofá, varanda ou sacada onde possa pensar um pouco na vida, contemplando o horizonte interno de sua alma dilacerada. Dramático demais ? Pois pra ele a vida é assim. Vive num seriado lacrimoso da Sony ou num filme do Kieslowski - depende do estágio cultural de melancolia em que se encontra. E em seus tímpanos sempre ecoam algumas notas de Belle and Sebastian, Jeff Buckley, Radiohead, R.E.M., Portishead, Edith Piaf e árias de Puccini. Não importa o estilo de música. O que ele quer é segurar seu choro mesmo quando suas retinas tão fatigadas estão sob óculos escuros.

Você pode vê-lo folheando um livro, esperando pela pessoa da sua vida que nunca vêm dialogar sobre seu escritor favorito. Ele também pode estar sentado em um café, no seu terceiro expresso, com o cinzeiro já lotado. Ou tomando um iced tea em algum quiosque de parque público, a observar os transeuntes geração saúde. Pode até estar numa praça de alimentação lotada de teens graciosamente insuportáveis, devorando aos poucos seu Cheddar McMelt.

O Garoto Prozac não tem amigos, namoradas? Claro que tem _ quanto às namoradas... Ele sai com várias pessoas, mas não consegue se fixar a ninguém. Seu instinto de Werther já prevê o drama que uma entrega poderia causar. A/O namorada(o) tem que ser aquela pessoa que não se sinta incomodada com os minutos de silêncio dele _ alguém que, não só saiba respeitar e aceitar sua aparente quietude, mas que se complemente nesse clima outonal e o aqueça. Alguém que goste de uma pessoa melancólica.

Ah: ele não toma necessariamente Prozac também _ florais e mais de três anos de terapia parecem lhe bastar. Mas se isso não for o bastante, se nem seus amigos já o tiram da fossa, ele ainda tem sua gata Isobel ou seu cachorro vira-lata Zezé pra consolá-lo.


P.S.: Não estou triste escrevendo isso. no momento estou meio entorpecido.


postado por GULIVER LEE às 8:24 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Maio 11, 2004


Sem saber o que postar vou colocar aqui um pouquinho do que minha veia publicitário produziu hoje durante uma aula chata:

Xampul Toinhoinhoin



Para deixar o seu cabelo bom!

Bom pra andar de moto!
Bom pra esconder dinheiro!
Bom pra acordar de manhã!

Eu uso!

¬¬'

Agora compromisso sagrado: cama


postado por GULIVER LEE às 10:56 PM

Comentário reserva:

Domingo, Maio 09, 2004


Fui assistir ao filme "Mar de Fogo" hoje. Filme estrelado pelo Viggo "Aragorn" Mortensen.

Achei o filme muito bom, apesar de ter achado que os personagens, a não ser o protagonista, eram pouco interessantes... a história de ninguém importava lá, só a do personagem principal. :p

De qualquer forma, o que me trouxe a fazer realmente esse post foi algo que me chamou a atenção. O nome indígena do personagem principal. Não lembro qual era literalmente, mas seu significado era menino azul!!!

E daí? Bem, pra vc que não sabe, problema seu... mas muita gente sabe o que esse nome significa/significou pra mim. Meu alter-ego depressivo autor de um blog que recebia umas 50 visitas por dia. Fiquei imaginando quantas pessoas que me visitavam naquela época não leram esse nomezinho na legenda e pensaram: "poxa.. o Menino Azul"

Que merda, né? Mas eu achei legal... se você não achou, umna :p!


postado por GULIVER LEE às 11:11 PM

Comentário reserva:

Sábado, Maio 08, 2004


Porque eu sou mole...

A MTV voltou aqui em casa... e eu enquanto conversava na net assistia o "Dance o Clipe" (sei que é uma bosta, mas me deixa curtir um canal que eu não tinha!)

Ok, aí começa o papo...

Fui falar que um dos finalistas era um viadão (sempre tem um viadão nesse programa) e que o outro era um carinha que dançava muuuuito desengonçado. Que eu que não danço porra nenhuma dançava muito mais que ele.

ela veio me dizer que o desengonçado dançava bonitinho.
Eu disse que se ele dançava bonitinho então ela ia querer dar pra mim se me visse dançando.

Daí ela me desafiou... disse pra eu ligar a cam e dançar...
Eu disse que outro dia faria...
Ela disse que duvidava... que "DUVIDAVA BONITO"

mexeu... mexeu e eu fui com fé dançar. liguei a cam. Minha cam funciona mais rápido quando converso com ela do que com qqer pessoa. Quase em tempo real.

Coloquei a música "Stop the Rock" e dancei... dancei com força.

Ela riu... (preferi pensar que ela estivesse rindo comigo e não de mim).

Aí quando acabei, ofegante, e esperando que ela dissesse que foi bonitinho, gracinha.. melhor que o outro desengonçado...
ela riu dizendo que viu tudo em camera semi-lenta e que não dava pra saber...

nhe...

é pq sou muito mole mesmo...


postado por GULIVER LEE às 8:53 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Maio 07, 2004


How I Made My Millions
- Radiohead -

I was stronger
I was better
Picked you out
Now don't say a word
No don't yell out
Never mind
Let you out
Led you back
Stay on
Sit down
Let it fall
Let it fall
Let it fall
Let it fall


Simplesmente linda...
E acabei de conversar com uma pessoa especial..
E to com vontade de chorar.
Mas chorar sorrindo... primeiro choro bom de um tempo...


postado por GULIVER LEE às 9:53 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Maio 06, 2004


Ela diiiiiisse adeeeus
(now the deed is done, as you blink she's gone)


Acordei hoje cedo. botei a TV no canal 44 e ela sumiu.
Tiraram a MTV daqui... não sei ainda se provisoriamente ou definitivamente
Alegria de pobre dura pouco...
E tomando como referência a alegria que tive por ter a MTV eu sou bem pobre mesmo.. :p

Estou com um atestado pra faltar trabalho e faculdade até o fim de semana.
E como não tenho nada pra fazer, esfaqueei o cofrinho e aluguei três filmes.
Programa da noite = "Animatrix" e "Tiros em Columbine"

Post mais diarinho impossível, né?

Mas minha imaginação e raciocínio tão em câmera lenta... não consegui botar nada de interessante pra botar aqui.


postado por GULIVER LEE às 5:33 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Maio 04, 2004


Vivo.

De uma maneira estranha.

Novidades que eu não posso contar.

Novidades que eu não quero contar.

E eu garanto que ninguém deve se preocupar com o Guliver... não muito.

+

Em Natal tá chovendo. Há quase dois dias direto.
Água água água.
Não é novidade eu gosto de chuva. É gostosa de ver e de sentir.
E ela traz um friozinho bom.
Natal ficou mais frio..
tão frio, mas tão frio que deve estar uns 20 graus... :pppp

Sinto falta de acordar enrolado em cobertor e não em lençol...

Mas só o fato de não suar mais no meio da noite tá bom demais.

Tchau...

Cabou o post robótico.


postado por GULIVER LEE às 10:01 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Abril 30, 2004


Aproveitando a história do coelhinho que li no blog dela vou contar uma também...

Certo dia, no meio da floresta estavam, um ao lado do outro, o urso e o coelhinho, ambos fazendo cocô no matinho.
Nisso o urso fica curioso, vira pro coelhinho e pergunta:

- Coelhinho, você com esse seu pelinho tão branquinho e felpudo não se importa em sujar ele de cocô não?
- Ah, não.. eu sempre faço isso... já to acostumado.

Ouvindo a resposta o urso pegou o coelhinho felpudo, limpou a própria bunda com ele e deixou ele lá...

Moral da história: Putz.... não lembro se tinha ou qual era a moral.., bem, de qqer forma, se um urso quiser limpar a bunda com vocês digam que vocês se importam sim.


postado por GULIVER LEE às 5:42 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Abril 29, 2004


eu procurei...
Procurei porque eu tava com saudade.
Eu tinha vinte anos, completados há não tanto tempo, tinha um blog triste mas admirado... fazia amigos na internet.
Tinha uma amiga de blog de 15 anos de idade. A gente nunca conversava, só trocava comentários...
E um dia no blog dela, depois de um post enorme tinha algo como: "Ah, entrem aqui", com o aqui sendo um link pra uma paginazinha aí...

Pois é.. eu procurei, procurei.. descobri que aquela page original foi desativada.. mas tem gente que fez cópia dela. Portanto, confiram um momento nostálgico aqui

Hmm... e o que será que houve com aquela amiga hein? hehehe


postado por GULIVER LEE às 1:22 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Abril 26, 2004


Azar somado a burrice...

Não vou entrar em detalhes senão fico com mais raiva de mim.


postado por GULIVER LEE às 11:08 AM

Comentário reserva:

Domingo, Abril 25, 2004


Bem...
parece que a cor nova não tá ajudando meu blog..

teve época de 6, 7, 8 comments nas épocas das outras cores... teve época até de comments de dois dígitos...

houve até uma época... acho que foi lááááá em 2003, que faziam tempestade no meu blog..

Bem.. já joguei uma "indireta" pra uma menina e talvez daqui uns tempinhos o brog mude de cor di novo. :DD

Bem (é o terceiro "bem" eu sei..) agora a grande novidade:

Depois de uma vida inteira afastado do universo civilizado.. sendo um pária entre aqueles que me rodeiam, finalmente aconteceu!
Sem nada o que fazer coloquei meu video pra resselecionar os canais..
E lá estava ela...
nítida...
sim... o drama acabou... agora eu também tenho

obrigado pelas palmas...


postado por GULIVER LEE às 3:18 PM

Comentário reserva:

Sábado, Abril 24, 2004


Eu tenho que pelo menos tentar...
de novo...
eu morro de medo de perder amigos por causa das minhas coisas...
...

Tentativa2...

Talvez seja a hora certa de postar mais um caítulo da esquecida novela Jurídica:

Episódio de hoje:

Alô-o, eu to aqui!



Sexta-feira no Juizado.. dia em que vou lá só ver se tem processos pra eu levar pra casa e voltar. Passando pela frente da delegacia que fica ao lado do prédio dos juizados especiais vejo aquela movimentação. Quatro carros da polícia, um dos bombeiros, e uma multidão em volta da delegacia. Confusão..
Entro no Juizado e vou lá saber o que é... parece que houve alguma coisa com os presos... nem quis mais informações... já to meio de saco cheio pq na reunião de 5a. feira em que tarefas foram redistribuídas meu serviço permaneceu o mesmo só com acréscimos... isso pq eu não tinha como requisitar um dia "só pra fazer sentenças" como as outras estagiárias ganharam pq eu já tenho benefícios demais. :p
Nessa Reunião também foi decidido que a sala em que eu trabalhava no 1o. andar vai passar a ser do Diretor de Secretaria e eu vou pra antiga sala dele no térreo. Entro na sala aberta do Diretor de secretaria aonde tem um povo reunido em volta da janela com vista pra dita delegacia.
A faxineira que tá ajudando na mudança vira pro diretor de secretaria e fala:

- Tá saindo na hora certa dessa sala, hein David? Com essas confusão com esses presos logo aqui do lado!
- É! Graças a Deus! Quanto mais longe disso melhor.

Será que eles não viram que eu tava bem na frente deles enquanto falavam isso? Ou será que se esqueceram de que aquela sala passaria a ser minha?!?

Depoooois:

Estagiária: "Guliver, vai ter Curso de Conciliador e eu e carla tamos pensando em fazer" *

* Tradução: "sabe a remota possibilidade que você tem de ser conciliador e que é uma das coisas que tá te prendendo nesse estágio há tanto tempo? Pois é.. a gente quer disputar com você"

E tudo isso acontece dentro do: DIREITO de reclamar...
tananananananananaananaaaaan (musiquinha tema)

+

E pra tentar descontrair mais, sonzinho:

Um, Dois Três Quatro!!!!

Era uma brabuletaaaa
Que voava a luz da luaaaa
Era tão graciosaaaa
A tal dona brabuletaaaa
Dai veio o caçadoooor
Cujo nome é Tiroliroooo
Com sua rede encantadaaaaa
E matou a brabuletaaaa
Que voava luz Sooool


postado por GULIVER LEE às 3:54 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Abril 23, 2004


Oi

eu to chorando


postado por GULIVER LEE às 11:52 PM

Comentário reserva:


Falei pro meu pai que queria ser escritor...

Ele a princípio não fez nenhum comentário. Não velando a sério talvez. Então me perguntou o que eu iria escrever.
Respondi que não saia... mas que eu queria ser escritor. Eu sei que gosto de escrever..
E ele quis saber se eu não iria me formar em Direito, e porque eu não escrevia livros jurídicos. Insistência de quem já sabia o quanto eu não gostava do que fazia.
Não... eu não sabia sobre o que eu queria escrever... um dia eu escreveria sobre o que eu quisesse... sobre o que eu quisesse um dia....
Eu me formei em Direito... eu virei advogado... mas nunca quis seguir a profissão. Nunca fiz outro concurso. Comecei a escrever.
E escrevi muita coisa... muita coisa que que pouca gente entendia. Pouca coisa que muita gente gostava...
Não escrevi nada que alguém quisesse... não ganhei dinheiro vendendo palavras.
A necessidade apertou. Quase 30 anos e morando com o pai. Comi livros de Direito e bebi legislações. Sete meses depois eu virei promotor público.
Passei a escrever pareceres, denúncias, requerimentos... tudo vindo do intelecto, pouco da imaginação. Não era feliz.
Comecei a escrever um livro de doutrina jurídica... meu pai estava certo? Quatro anos depois o publicava. Com mais quatro anos lancei outros volumes. Mais anos vieram... atualizações, reedições. Eu já não escrevia mais nada. Tinha quem fizesse isso por mim. Minha caneta somente assinava contratos.
Já contava com uns 65 anos e cansei de tudo. Me aposentei, comecei a escrever novamente pela parte de cima da cabeça... pela parte acima da cabeça, aliás.. acima do crânio... por sobre o couro cabeludo e seus fios.
Foi o que fiz... e publiquei... era um livro do "Doutor". E muitos leram... entenderam... quem não entendeu mentiu dizendo que sim. E gostaram... outros livros vieram... é cult... e com sérios problemas de saúde, já em meu leito de morte, soube que eu receberia uma cadeira na Academia Brasileira de Letras.


Obs.: É pura ficção... tudo escrito no caderno, no início de uma aula.. :p


postado por GULIVER LEE às 9:46 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Abril 21, 2004


E após quase 3 meses assistindo Big Brother Brasil, idiotizando-me aos poucos, hoje acabo de tomar um banho de cultura.

Uma amiga que tem sido um anjo da guarda pra mim me convidou pra assistir a um espetáculo no teatro já que ela havia ganhado convites.

Não foi uma peça, foi mais pra show. Era um documenshow. Um pouquinho da vida de Ary Barroso, o autor de "Aquarela Brasileira", temperado com as próprias composições dele tocadas por uns músicos bem competentes.

Sei.. é uma coisa de gerações passadas, mas sou muito mais algo assim do que ir ao show do Alexandre Pires, Harmonia do Samba, ou essas coisas que chamam de "samba por aí".

Foi realmente uma apresentação linda e era muito engraçado ver a velharada sambando na cadeira. hehe

E os morcegos no teatro foram um show a parte... altos rasantes em nossas cabeças.

+

As pessoas subestimam o valor de dizer um "como você está?" interessado pros amigos... ouvi (ou li) isso três vezes hoje... e me fez tão bem..


postado por GULIVER LEE às 10:53 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Abril 20, 2004


Mais uma vez voltando do estágio aconteceu... dessa vez com muita força...

Rain down, rain down
Come on rain down on me
From a great height
From a great height... height...

Que nem um pintinho molhado...

P.S.: Espero que as duas últimas palavras acima não tragam gente procurando coisas estranhas no blog.


postado por GULIVER LEE às 6:21 PM

Comentário reserva:


tenho que pensar em alguma coisa...
hmmm...

não.


postado por GULIVER LEE às 11:43 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Abril 19, 2004


E-mail recebido:

Caro Guliver,

A revista Seleções fez um concurso para identificar os melhores posts de
blogs brasileiros. Lemos muitos blogs e pré-selecionamos alguns posts,
incluindo o seguinte de sua autoria:

http://fwoosh.weblogger.terra.com.br/
segunda-feira, 24 de novembro de 2003

Me deu uma curiosidade louca e eu fui abrir o dicionário pra procurar a
palavra "dicionário" nele. Eu quis saber se ia acontecer um paradoxo que
destruiria o universo em sua totalidade... bem, não aconteceu, eu achei o
verbete "dicionário", e fiquei até decepcionado.
Poxa, são 16 linhas explicando o que é, dando exemplos... Será que não
poderiam simplesmente ter dado uma explicação como "livro que explica o
significado das palavras"?...
Se eu fosse o autor do dicionário ainda seria mais ignorante e escreveria
na descrição dessa palavra: "é o livro que você tá segurando", ou então "Se
você não sabe o que é dicionário como é que tá procurando em um?"

-------------------------------

Neste momento, estou checando se os pré-selecionados concordam com a
publicação de seus posts na nossa edição de junho. Caso você concorde,
precisamos da sua aprovação por e-mail o mais rápido possível.

Qualquer dúvida, por favor ligue para mim. O telefone é (...).

Um abraço,
Renata Klar Divan
Editora-Assistente"



Reconhecido pelo besteirol...


postado por GULIVER LEE às 3:28 PM

Comentário reserva:

Domingo, Abril 18, 2004


De quem eram os olhos que me olhavam no espelho retrovisor do carro?


postado por GULIVER LEE às 9:59 PM

Comentário reserva:


Minhas aulas na faculdade voltam amanhã...
E minha reação quanto a isso? Simplesmente nenhuma...
Nada de ansiedade, nada de chateação...

Talvez seja até bom... fiquei tão ilhado durante às férias... é capaz de eu me redescobrir como gente.

Eu queria poder sonhar de novo... no mínimo saber com o que sonhar... sempre fui alguém que viveu no passado e no futuro... sentindo falta do passado e esperando a boa providência do amanhã... "eu terei uma família.."; "eu vou ter uma boa carreira..."; "eu vou ter o meu canto... o meu espaço"...
Isso não está mais forte... parece até que to indisposto a sonhar... ou simplesmente sem saber o que sonhar..

E agora vivo só de passado... "Eu tive uma infância linda.."; "eu já fui alguém importante..."; "eu já fui o pequeneninho dela..."; "eu já tive uma amizade assim..."

Saudável? não... eu sei disso.

Queria ter com o que sonhar...

And i can't put the needle in
Can't put the needle in
Can't put the needle in


postado por GULIVER LEE às 10:25 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Abril 15, 2004


Fato1: Os posts tristes não estão me ajudando a me alegrar

Fato2: Minha vida não tem andado com muitos momentos maravilhosos pra que eu faça posts bons

Fato3: Hoje o dia foi melhorzinho e eu podia pelo menos tentar, né?

Fato4: Acabei de comer uma macarronada cheia de cebola.. aliás, acho que era uma cebolada com uns pedacinhos de macarrão...

Fato5: O Vasco é o time da virada

+

Tantativa...

De que maneira o dia foi melhorzinho hoje?
-Me encontrei com uma amiga muito especial na faculdade... meu sorriso foi recuperado várias vezes. Dei meu primeiro abraço em duas semanas... dei presente pra amiga.
-Boas notícias na família: na audiência do meu pai pela guarda da minha irmã mais nova correu tudo bem, e a não ser que dê zebra (o que é comum na justiça) ele vai ganhar.
-Estou ouvindo 3 CDs maravilhosos e não me canso deles...

+

E entrando na campanha que eu vi no blog do novo amigo:

1. pegue o livro mais próximo de você
2. abra o livro na página 23
3. ache a quinta frase
4. poste o texto em seu blog junto com estas instruções

"Assim, ao se admitir que a ação consignatória fosse diretamente ajuizada contra o mandatário (e não contra o mandante), estar-se-ia admitindo a legitimidade daquele para litigar, em nome próprio, na defesa de interesses de outrem, fora de expressa autorização legal e, por isso mesmo, com violação do disposto no art. 6o. do Cód. Proc. Civil."
Theodoro Júnior, Humberto. Curso de Direito Processual Civil. v3 - Procedimentos Especiais. Rio de Janeiro: Forense, 2003

Putz... era o livro mais próximo de mim... como minha vida é chata... preciso fazer uma faxina nesse quarto e na minha cabeça.


postado por GULIVER LEE às 8:11 PM

Comentário reserva:


I'm not here
This isn't happening
I'm not here
I'm not here


postado por GULIVER LEE às 12:14 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Abril 13, 2004


Saudade e amiga fizeram eu pegar álbum de fotos...

Essa era minha mãe... nessa foto ela era professora do meu colégio lá em Manaus e tava na festa de São João.

Quando eu era pequeneninho perguntei pra ela qual era a coisa mais poderosa do mundo (tinha assistido He-Man eu acho..) aí ela veio e falou que era o amor...

Uma menina fofa viu amigo chorar enquanto tava olhando foto pra mostrar pra ela... mas Lulis não tem que se preocupar não... fiquei muito feliz em vê-la de novo e foi ela que deu a idéia...

Eu nunca deixei de ser o pequeneninho dela... não deu tempo de crescer o suficiente e falar: "olha mãe.. nem sou mais seu pequeneninho..."

Sinto falta...

Aí falam que eu me pareço com ela e eu derreto..

Quis fazer Direito pensando nela..

Minha mãe ia brigar comigo muitas vezes por causa de uns pensamentos idiotas que costumo ter... mas sei também que ela procuraria saber se tinha algo errado comigo...

It would be the same
if I saw you in heaven?


postado por GULIVER LEE às 11:09 PM

Comentário reserva:


Eu quero a minha mãe...


postado por GULIVER LEE às 6:49 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Abril 12, 2004


São 22 anos de idade... não estou nem perto da velhice mas só posso ser um velho.
Histórico de problemas estomacais, tendinite no joelho ano passado, dor na coluna um mês atrás, e agora meu pulso tá de mal a pior.
Se semana que vem meus dentes ou meu cabelo começarem a cair vou na prefeitura pegar meu cartão de gratuidade no transporte público... :p

+

E o pessoal da fisioterapia conversando comigo tava culpando o computador por causa do meu pulso.
Não!!! O computador não! :p


postado por GULIVER LEE às 10:43 AM

Comentário reserva:

Domingo, Abril 11, 2004



Pois é... o "Mr. Lee" aqui só pode estar grávido...
Mal estar estomacal...
Problemas pra dormir...
E principalmente sensibilidade exagerada, visto que estou chorando ou ficando triste com qualquer mínimo detalhe, são fortes indícios de que algo está errado comigo. E se as mulheres sentindo todas essas coisas estariam grávidas, quem sabe eu não estou esperando um rebento?
Não me perguntem quem é o pai... provavelmente é obra do divino espírito santo...
E..

paremos... eu realmente não estou bem. :(


postado por GULIVER LEE às 8:34 AM

Comentário reserva:

Sábado, Abril 10, 2004


Quando as pessoas vão me descrever vez ou outra se utilizam de expressões como "certinho"... "bonzinho"... "quietinho"

-Quando envio aqueles questionários por e-mail pras pessoas e volta com as respostas, na pergunta "Eu sou ousado ou sigo as regras?" sempre vem: "segue as regras"

-Aí no estágio pego o pessoal na secretaria falando de mim: "Ah, Guliver daria certo com fulaninha porque ele é bem quietinho... com cicraninha já não daria certo porque ela é muito danada"

-Hoje converso com uma amiga e ela fala: "Guliver, você é um menino bonzinho e algumas mulheres gostam é de bad boys"

Poxa... construí uma reputação invejável, hein? Mas pelo lado mal eu me sinto aqueles minininhos crentes, ou coroinhas de igreja. O próprio padre! Ou então aproveitando essa época eu devo estar sendo comparado a um coelhinho de páscoa amarelinho de olhos vermelhos cuti cuti... :p
As pessoas devem olhar pra mim e pensar: "Guliver só vai transar depois de casar. E ele nem vai falar transar, vai falar fazer amor". :pp
Na época de caras com máquinas envenenadas, jaquetas de couro e gel no cabelo eu seria aquele carinha de suéter verde claro e que só toma milk shake de baunilha.:ppp

Poxa... posso passar muito isso, mas muita coisa é só por causa de timidez mesmo. Sou quieto de verdade quando não estou muito habituado com a pessoa, mas isso não quer dizer que eu seja um teletubbie. As pessoas não imaginam alguns pontos da minha personalidade, nem têm idéia de algumas loucuras e perversões da minha cabeça... e q às vezes até boto em prática (detalhe que sou mineiro).
A amiga que me chamou de bonzinho até conhece um pouquinho do meu lado negro. por isso que ela sabe que além de bonzinho tmbm sou uma pessoa legal.

E qual o motivo desse post? Só pra mostrar minha revolta com todos aqueles que acham que eu sou o santinho que fica em cima do criado mudo da vó. :))
To quase com vontade de experimentar maconha.. rs

Booooooorn to be wiiiiiiiiiild


postado por GULIVER LEE às 3:36 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Abril 09, 2004


Ontem à noite estava falando com uma amiga na internet, mas cansada ela foi dormir e fiquei sozinho, continuando minha maratona e chorando um pouco escutando "How to Disappear Completely".
Mas aí meia hora depois ela volta:

["Ms. I"] lalalala
[Eu] O que houve?
["Ms. I"] Adivinha
[Eu] formiga na cama
["Ms. I"] hahahahaha não
["Ms. I"] fiz coisa feia e perdi o sono
[Eu]
["Ms. I"] q foi?
[Eu] Que cooooooisaaaaa?
["Ms. I"] HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
["Ms. I"] vc tá achando q é o q guliver????
[Eu] Pra perder o sono...
["Ms. I"] hahahahahahahahhahhahahahahahahahahha
[Eu] Tipo... "Ms. I" fez coisa feia aonde?
["Ms. I"] fumei guliver! Eu ia falar na cama mas ia piorar
[Eu] Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhh
[Eu] Mente do gu já estava a mil...
["Ms. I"] hahahahahahahaahahahahahaha
[Eu] Já tava achando que nossa amizade tinha atingido outro nível
["Ms. I"] hahahahahaha
[Eu] hahaha

É... ninguém pode me culpar por não ter imaginação...


postado por GULIVER LEE às 11:34 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Abril 08, 2004


Me troquem...
sou um produto defeituoso.


postado por GULIVER LEE às 10:12 PM

Comentário reserva:


Nota:

Já falei isso antes no meu antigo blog. Eu passei muito tempo sem escutar à minha banda favorita, Radiohead, simplesmente pelo fato de temer cair em depressão de novo... às vezes acontecia quando eu escutava algum acorde em especial, ou um pedacinho de letra.
Bem, mas tendo sentido muita saudade desses ingleses já faz algum tempo que eu voltei a escutá-los e sem prejuízos. E hoje comecei a fazer algo que há muito não fazia mesmo...
A maratona.
Estou com os fones do discman no ouvido começando a escutar pablo honey. E vou seguir toda a discografia que tenho hoje.
Semana que vem compro os dois CDs que me faltam e volto a ser o grande fã que já fui um dia.

é isso.

P.S.: Ninguém precisa comentar isso.


postado por GULIVER LEE às 11:44 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Abril 07, 2004


Cena contável da noite:

Fui me encontrar com velhos amigos do colégio (os que sobraram em Natal), daí quando eu já estava conversando com um o outro chega com a namorada, olha pro meu pulso imobilizado com um tensor e talas (sendo por acaso a minha mão hábil, já que sou destro) aí ele diz: "é... realmente dá pra ver que você acabou o namoro né Guliver?"

Eu juro que nunca tinha pensado na possibilidade de pensarem nessa piada... e agora que fizeram.. putz... muita gente pode pensar nisso. :)

Alguém não entendeu tmbm? hehehe


postado por GULIVER LEE às 11:07 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Abril 06, 2004


Época de valorizar relacionamentos...

Começou ontem com um amigo meu (que tem sido muito amigo) me ligando de Brasília pra saber como estão as coisas comigo. Foi algo que me tocou bastante... não me lembro de algo assim já ter acontecido antes... e ele estava bem. Tem se mostrado um amigo muito especial...

Mais tarde hora em que eu estava com muitas confusões na cabeça, precisando conversar com alguém entra uma amiga. Ela estava mal. Precisando ser ouvida mais do que eu. Consegui esquecer do meu umbigo (geralmente é difícil) tentando fazer o que eu podia pra animá-la. Escutei seus desabafos... quis dar um abraço nela... e no fim das contas ela teve que ir dormir cansada e eu não falei nada de mim. E foi bom... me senti importante pra ela... acabei pensando no quanto é bom ter alguém que te escute sem pausas quando você precisa muito... ontem fui eu... gostei de ter sido eu...

Hoje é aniversário do pai. Eu não esqueço o aniversário dele.. é fácil lembrar... mas eu não pensei durante toda a manhã que ontem foi 05/04 e que amanhã seria 07/04... simplesmente não pensei... e me sentindo horrível no trabalho à tarde (quando pensei) liguei pra ele pra dizer que não tinha esquecido e que em casa daria um abraço nele. Já fiz, mas to um pouco sentido mesmo.. pq eu me lembro do quanto sofri quando há dois anos aconteceu parecido comigo, quando ele só me deu os parabéns à tarde quando voltei da aula (e na minha cabeça eu pensava que era só pq os familiares já tinham ligado)... minha relação com meu pai não é propaganda de gelol, mas não precisa piorar..

Eu juro que quando comecei a escrever esse post eu pensei em concluir com alguma coisa... a idéia não veio...

Vocês já passaram algum tempo com frases desconexas rodando na cabeça? tipo... esquece..


postado por GULIVER LEE às 8:01 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Abril 05, 2004


Vários...

O primeiro resultado do início da minha malhação já apareceu... dei algum jeito no pulso e agora tenho que tomar remédio, fazer terapia com gelo e ficar sem forçar o pulso. Logo, quanto mais eu malho menos eu posso malhar.

+

Rotina de segunda-feira... descer no Juizado, bater meu ponto, checar os processos que tenho que levar e subir pra casa. Mas hoje na hora da "subida" estava chovendo e eu sem guarda-chuva. Loucura antiga bateu e comecei a andar debaixo da chuva... chuva respeitável... fazendo o cabelo pingar... enquanto subia a ladeira o vento ia aumentando na minha direção como se a chuva mirasse aquele garoto que tava querendo desafiar o frio e a água... velhas sensações... eu to livre... eu to sozinho... é bom? A chuva escorre da camisa... e do rosto... e se mistura com pingos salgados do lado da boca... e cai. Entrando pela garagem agora sozinho... já to rindo... elevador... preciso de um banho... preciso que ninguém cruze comigo pra não perguntar se sou doido...

+

Faltou dizer que enquanto estava no Juizado rolou conversa com os funcionários sobre relacionamentos duradouros, começados e acabados... a conclusão que eu chego é que nada dá pra ser explicado sobre esse assunto... nada é certo...

+

Eu to bem, sabia? Eu to...

+

It's times like these you learn to live again
It's times like these you give and give again
It's times like these you learn to love again
It's times like these time and time again


postado por GULIVER LEE às 3:15 PM

Comentário reserva:

Domingo, Abril 04, 2004


É to de ressaca... levíssima. Sem dor de cabeça nem nada, só aquela sensação chatinha...
Tomei um vinhozinho ontem e voltei pra casa às 4:30 da manhã.
A noite foi legal, começou esquisita mas finalizou de um jeito que eu gosto...
Fui acordado ao telefone às 9 da manhã pra falar de assunto chato :p

E lá em algumas horas eu acabei fazendo uma ligação espiritual com a cachorrinha do anfitrião...
O que só me faz pensar: Eu quero um cachorrinhooooooooooooooo.... quero que quando eu chegue em casa estressado ou triste aquela criaturinha venha abanando o rabo me ver... :((


postado por GULIVER LEE às 10:32 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Abril 02, 2004


Obs.: Post com participação especial do carinha da nova propaganda da claro

Aí eu levei meu primeiro fora oficial...
- Claro.
Eu juro que tinha percebido alguns sinaizinhos, mas pode ter sido impressão...
- Claro!
pode ter sido também que eu não cheguei da maneira que eu devia...
- Claro!!
talvez eu simplesmente não saiba chegar.
- Claro!
No fim das contas fiquei morto de vergonha que ela ficou lá na sala um tempão me olhando trabalhar e sem me dar a resposta...
e ao dar a resposta depois de enrolar um pouquinho deu o fora com toda a classe possível.
- Claro!
Tá.. num era minha cara metade.. é só uma mocinha inteligente e bonita... podia ser legal.
- Claro..

Agora vou tentar me recuperar.. quem sabe semana que vem eu ache outra pessoa interessante... talvez leve outro fora
- Claro!
Talvez não....
- ...
Ah, seu filho da puta, vem cá que eu vou te matar...
- Claro! aaaai

TOU PUM SOC


P.S.: A empresa de telefonia móvel "Claro" não se responsabiliza pelos danos causados a seu garoto propaganda na montagem desse post


postado por GULIVER LEE às 4:20 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Abril 01, 2004


Aconteceu assim:

Assim que eu acordei, vi que não tinha ninguém na minha casa. Segundo entendi de uma msg no MSN aconteceu algo com meu irmão em Brasília e todo mundo viajou com pressa sem me avisar (que absurdo!)

Preocupado, mas tentando viver meu dia normalmente fui até a academia. Lá só estava aquela mulata gatinha, o professor tinha saído pra comprar um produto de limpeza no supermercado da rua. Ela percebeu que eu tava olhando a tatuagem dela na base das costas, que começa na altura dos rins e termina... bem, vcs entenderam... Ela puxou conversa, falou o nome, e depois perguntou se eu queria ver a tatuagem inteira (!!!) Bem.. eu vi... é bonita e talz... :D Antes de o professor voltar e eu readquirir controle da minha mente pra malhar a gente ainda papeou e ela me deixou telefone pra eu ligar... ela foi embora e eu malhei.

Chegando em casa tinha um telegrama pra mim do Tribunal de Justiça do Estado. Nele estava escrito o que eu esperava há dois anos: eu finalmente fui convocado pro cargo daquele concurso que fiz em agosto de 2002!!! Devo me apresentar até o fim da semana pra omar posse e vou receber R$1300,00.

Essas coisas talvez me levem a melhorar de algo que eu tinha e não revelei aqui... tem umas duas semanas já que tenho me drogado com heroína... uma tentativa de fugir da realidade... mas com isso juro que começo a fazer um tratamento.

E essa foi a manhã... e Guliver estupefato só tem uma coisa a dizer a vocês:

1o. de abril... heheheh


postado por GULIVER LEE às 11:57 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Março 31, 2004


[Vida]: Hahahahahhahahaha
[Guliver]: Para...
[Vida]: hahahahhahahahahah HAHAHAHAHHAAHAHA
[Guliver]: Para, caralho!
[Vida]: hahahaha poxa, mas é engraçado...
[Guliver]: Pq você não vai brincar com outro hein? Olha aquele ali... ele não é muito sensível.. brinca com ele, brinca!
[Vida]: Nham... com você é mais engraçado... hehehehe

(guliver com furacãozinho em cima da cabeça que nem personagens da turma da mônica)

[Guliver]: ... Vai cagar, vai...


postado por GULIVER LEE às 11:44 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Março 30, 2004


Não foi a endorfina que me melhorou...
Mas a vida vai acabar dando um jeito... té já.

When I was younger, so much younger than today,
I never needed anybody's help in any way.
But now these days are gone, I'm not so self assured...


postado por GULIVER LEE às 8:51 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Março 29, 2004


Acordei bem? Nã
Vou abstrair... vou tentar...
afinal hoje O GULIVER VAI PRA ACADEMIA!!

tanrannanan
tanranran
tanranran...


Tá sei que foi merda mas já to tentando fazer essa piada tem alguns dias... eu vou pra academia de musculação, voltar amalhar. Arrumei até um amigo pra me acompanhar.
Exercício libera endorfina, endorfina = prazer = hormônio da "felicidade"

Vou tentar... quando eu estiver cheio de dor no corpo vou esquecer de qqer coisa do mesmo jeito...
Volto a falar mais aqui quando estiver sob o efeito frankenstein..


postado por GULIVER LEE às 6:42 AM

Comentário reserva:


Não... ele não vai voltar. Eu não vou deixar...

Uma vez eu disse que parecia que a vida precisava de dramas para seguir. Talvez eu tenha achado aquele que fará minha vida seguir nos próximos tempos.
Só posso ser louco... ou retardado.


postado por GULIVER LEE às 12:25 AM

Comentário reserva:

Sábado, Março 27, 2004


Readquiri um hábito o qual evitava há algum tempo.
É a tal da música incidental... Aquele negócio de você ouvir uma música e relacionar a melodia ou a letra a seu estado de ânimo, a uma situação, a uma cena.

Fico escutando... pensando.
Isso às vezes é gostoso... traz exatamente aquela sensaçãozinha boa e confortável que você estava sentindo antes.. e que relaciona.
Às vezes é ruim.. faz você remoer algo... faz sentir aquela sensação familiar, que pode também ser confortável, mas que não te traz bem a "felicidade"...

Não sei dizer o que mais tenho ouvido... só sei que todo dia acho pelo menos três músicas incidentais...

And I don't want the world to see me
'Cause I don't think that they'd understand
When everything's made to be broken
I just want you to know who I am


postado por GULIVER LEE às 11:18 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Março 26, 2004


Tópico 1: O poder

Tem mais de dois anos. Eu conversava com uma grande amiga sobre que poder seria melhor: ficar invisível ou voar.
Eu dizia ficar invisível... ela dizia voar... eu dizia que ficando invisível a pessoa podia fazer o que quisésse... subir num prédio e pular de bungee jumping, roubar uma asa delta. Entrar em qualquer lugar.. ouvir o que falam da gente. Ela insistia que voar daria uma sensação total de liberdade.. ficar acima das nuvens, sentir o vento.
Eu falava que ser invisível possibilitava muito mais... ela ficou sem concordar...

E agora eu acho que ganhei esse "poder".

Várias vezes ao dia eu estou invisível. Cansado do trabalho na minha sala desci na secretaria pra ver as meninas (funcionária e estagiárias). Entrei na sala, olhei pros dois lados. As vi brincando com um cara que estava lá mexendo no computador... acho que fiquei lá por pelo menos um minuto. Não sei se falei algo, mas de qqer maneira não tive resposta. Saí da sala... me pergunto se alguém viu que eu estava lá...
Não foi a primeira vez...
Teve também aquele dia na sala de aula em que eu cheguei, me sentei na carteira, coloquei os óculos escuros, e das pessoas que foram chegando nenhuma falou comigo.. depois eu cansei e falei com alguém.
E teve a sexta-feira passada, que eu já falei..

Tá eu queria... mas... não tá legal. Ser invisível é solitário tmbm... Talvez eu não esteja aproveitando o poder... talvez eu devesse tentar alguma das maravilhas que eu pensava... se eu soubesse como controlar essa minha invisibilidade...

+

Tópico 2: O não poder

Noite foi boa... podia não ter sido...
Eu não tava com muita vontade de ir.. me convenci... fiquei mal..
Depois fiquei bem...
Depois fiz uma bobagem...
Fui pra casa mal...

Na verdade eu não "fiz" a bobagem... e talvez não seria uma bobagem...
Talvez a coisa certa em uma hora muito errada...
Talvez eu só pense as coisas na hora errada... foi...

Ah, não vou explicar porcaria nenhuma... :((


postado por GULIVER LEE às 1:16 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Março 23, 2004


Guliver está se sentindo um derrotado com seu corpo raquítico e caído...
"Guliver, por que você não volta a fazer musculação na academia?"
Porque não quero gastar 70 reais pra fazer na academia boa perto da minha casa... nem 50 pra fazer na academia não tão perto da minha casa... nem 35 pra fazer na academia chulé mais ou menos perto da minha casa...

"Mas espere um momento... você não esqueceu que enquanto você comprava seu computador seu pai e seu irmão resolveram comprar aquela academia caseira, né? Nem que seu pai nunca usou, seu irmão mudou pra Brasília e ela tá lá juntando poeira..."
Olha ela aí:

mulher não incluída

Sim sim... já estou pensando em utilizá-la tem um tempo...
Mas olha, ontem eu tava cansado... hoje vi o quaro em que ela tá e tá muito bagunçado... hoje à noite um amigo meu vem me ajudar a montar a rede de PCs... amanhã tenho aula.. e à noite... ainda não tenho desculpas...

Eu preciso fazer né? Ó atração que mulheres sentem por braços fortes, dê-me força de vontade para começar!!!


postado por GULIVER LEE às 12:53 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Março 22, 2004


E magicamente, tudo se resolveu... pelo menos por enquanto..

Guliver se encontra num período estranho... em que ele tem que se reencontrar.
Se na sexta-feira à noite ficou se sentindo mal, sem identidade.. invisível, posso dizer, no resto do fim de semana me arrisquei em não planejar nada e deixar acontecer qualquer coisa.

E assim foi, basicamente programas light com um amigo... e que talvez por ele também estar passando por uma fase difícil tenhamos nos ajudado.
Conseguir me alegrar com algo tão básico é confortante... falar besteiras, comentários engraçados... assistir filmes que poderiam ter ficado na prateleira de tão "interessantes"... comer pizza fria... terminar o trabalho de edição de filmagens que fizemos.

Com as férias chegando ele vai viajar. Já perdi um amigo pro Rio Grande do Sul... vários amigos e amigas que tenho também têm outros grupos ou moram muito longe... normalmente nessas situações eu passaria as férias saindo com a minha namorada, mas agora...
Meio perdido.. sem prática, sem atitude, sem idéias...
Por isso preciso me reencontrar.. saber o que vou fazer... essas férias: período de transição.

Gostei de escrever isso... mesmo podendo ser algo que interesse só a mim..

E se alguém tiver alguma sugestão ou conselho pra me dar... bem-vindo...

Na caixa de som: Audioslave - Like a Stone


postado por GULIVER LEE às 11:42 AM

Comentário reserva:


hiatus até eu conseguir postar sem desativar tudo o meu PC...


postado por GULIVER LEE às 7:18 AM

Comentário reserva:

Sábado, Março 20, 2004


Voltando à vida normal e aproveitando momento reflexivo do Guliver, comecei a pensar nos paradoxos da vida. Isso pela minha atual e recente situação e por uma conversa que tive com um amigo. E após bastante refletir só consegui concluir duas coisas: que o bicho mulher é um ser de difícil compreensão, e que elas exercem algum efeito estranho sobre a gente...

Bem, explicando. Eu tava me lembrando dos meus 16 anos, pré-namoro. Me lembro que naquela época eu já estava melhorando da feia transformação que a puberdade fez comigo (se eu achar uma foto de quando tinha 13/14 anos.. não mostro.). Mas mesmo assim eu não era paquerado por ninguém... lembro que até jogava umas cantadinhas pra umas garotas mas sempre via que não estava fazendo efeito.. nada de abertura.
Daí me apaixonei, ralei pra chuchu pra conseguir conquistar uma menina e fiquei com ela 5 anos e meio, como vocês já puderam notar.

Tá, e daí? Bem, daí que enquanto eu namorava, vi várias meninas que ficaram mais acessíveis a mim. Tanto pra conversar quanto pra lançar olhares. Mas lógico, Guliver num sabe trair, por isso ficou só na constatação. Outra coisa é que enquanto eu estava namorando percebi também que minha lábia (mais na teoria do que na prática) estava muito melhor. Eu conseguia pensar em jeitos infalíveis de se chegar em alguém, nas palavras certas a se dizer pra conseguir um beijo... Mas, seguindo o mesmo raciocínio, não fiz nada pois estava comprometido.

Agora acabei o namoro. Ainda está muito recente eu sei, e talvez seja esse o problema. Mas de qqer forma, não vejo mais a falada abertura. E não consigo mais pensar nas tiradas de mestre que me fariam um Guranhão. Talvez isso mude com o tempo.. ou talvez não e minha teoria se confirme: se não pode dar em cima, há quem te de abertura e vc conseguiria. Se pode dar em cima, ninguém quer e você num tem a manha pra chegar... por que isso? Além dos gremlins que destroem aviões por diversão há também uns bichinhos invisíveis que sacaneiam o jogo da conquista só pra tirarem uma com a cara da gente? Será que a mulher só quer o que é proibido e o homem só consegue quando é proibido?

É o Caos!!

E é por isso que essa humanidade não se ajeita ehehehe.

Terminando o post, continuo matutando sem respostas... quem sabe Guliver Lee não vire um filósofo dos relacionamentos respondendo as perguntas que ninguém se interessou em perguntar?
Bem... pensem nisso... aliás, pensem no que quiserem... vou dormir que tá tarde mesmo... talvez eu consiga uma epifânia e... tá, já calei a boca...


postado por GULIVER LEE às 2:44 AM

Comentário reserva:


Antes de mais nada: Me desculpem por deixá-los quase uma semana com a cara da Solange estampada na matéria de capa do blog. :)


postado por GULIVER LEE às 2:28 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Março 15, 2004


"A Ju e a Mama falam isso só porque não é com elas. Só porque a gente gostamos da peruca, elas vem querendo trocar. Que forgada, ela! Quer revisar a peruca. Isso não é egoísmo, ela quer arrumar treta", desabafa Solange com Cida.

Dói.. dói...

Pessoas que me conhece sabem que às vezes sou chatinho corrigindo o português (mesmo eu errando também). Mas juro que se eu estivesse nessa casa já tinha dado um cagaço na solange... não ia agüentar.. :)


postado por GULIVER LEE às 12:09 PM

Comentário reserva:

Sábado, Março 13, 2004


To certo de mim...
certíssimo..
Mas as coisas que acontecem que acabam estragando um dia...

Juro... às vezes tem que se fazer muita força pra não se deprimir.
Muita muita muita...
Depressão é a última coisa de que preciso agora...


postado por GULIVER LEE às 10:07 PM

Comentário reserva:


Hiatus acabado..
Consegui resolver as coisas na minha vida...
Sem muitos detalhes (pq não é da conta de todo mundo), Guliver voltou a ser solteiro após 5 anos e meio.
Guardo ainda muito carinho para com ela, mas pra mim isso foi o melhor..

5 anos e praticamente seis meses... eu era moleque... e tinha ficado pouco, quanto mais namorado sério.
E agora... Guliver vai ter que se acostumar com tudo... é um mundo diferente. Eu só sei que quero ficar sozinho por um tempo.
Já quanto a ser solteiro... eu não sei mais de nada...
nossa...

Isso ainda vira episódio de seriado...


postado por GULIVER LEE às 12:54 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Março 10, 2004


HIATUS...

Até resolver umas coisas na minha vida. E dessa vez é sério.


postado por GULIVER LEE às 12:27 PM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Março 08, 2004


"Depois da tempestade vem a bonança..."
O provérbio é verdadeiro? E depois da bonança também pode vir a tempestade?
E se a tempestade for só dentro de mim?

Esqueçam...


postado por GULIVER LEE às 11:36 AM

Comentário reserva:


"como pinto no lixo..."

Fim de semana ótimo... pessoal de casa finalmente viajou... um programa decente finalmente aconteceu...
Amigos, filme, sala, papo, chuva, pizza, refri. - combinação quase perfeita.
Domingo, china in box... o tal do yakisoba (que não é comida chinesa de verdade, mas japonesa!) não estava lá essas coisas. Mas como foi caro comi até estourar...
Vasco ganhou do fluminense por 4 X 0
Não tenho prova hj...
E quando Guliver morreu no domingo estava escrito na sua lápide: "e ele morreu feliz"

Aí vem segunda-feira que é pra voltar pra realidade... e o yakisoba tá dando uns lance estranho aqui... :p


postado por GULIVER LEE às 7:11 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Março 05, 2004


Bomba!
Eu descobri mais um casal de gêmeos que foi separado no nascimento:

e

Ele devia ensinar ela a cantar... ela devia ensinar a ele como falar port... er... nada não... :D


postado por GULIVER LEE às 7:25 PM

Comentário reserva:


Mural de Recados:

Estela, não sei o que quis dizer com editar riscadinho. se for isso é só colocar as tags < s >< /s > antes e depois do que quiser riscar.

+

Camila, você é muito fofa... brigado pelo que falou de mim... :D (mode alimaC off)

+

Jakyll, não estou conseguindo comentar no seu blog.. já tentei até desativar o norton pra ver se não era ele que tava embaçando, mas nada. A caixa de comentários nem abre aqui.

+

Lu, e todos aqueles que já vieram me encher o saco com isso: Não me perguntem se eu vi algo na MTV... sim, sou o único apartamento do meu prédio que não pega MTV. Estou provavelmente na única morada dessa cidade que não consegue sintonizar a MTV. A MTV Brasil fala que agora é TV aberta, mas eu ou provavelmente a única residência do Brasil onde a MTV não dá as caras! Humpf.... o que me consola é que provavelmente eu já vi mais MTV Brasil do que os Neo Zelandeses..

+

Thata, é bonita sim! :p

+

Mari, beijo!

+

Frodo, você tem 11 oscars, mas só tem 9 dedos e meio.

+

Live, from New York, it´s saturday night!!!!


postado por GULIVER LEE às 6:58 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Março 03, 2004


Well life has a funny way of helping you out when you think everything´s going wrong...

:)


postado por GULIVER LEE às 5:54 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Março 02, 2004


O Estagiário Invisível

No estágio, gripado, uma das estagiárias, também gripada, passou a tarde na minha sala, batendo papo comigo enquanto eu trabalhava e ela procurava umas coisas pra o Juiz no Código Penal Comentado.
É a Chris... ela é muito legal. Aliás, ao contrário do que eu temia quando as novas estagiárias chegaram, ambas são bem legais.
Bem, lá estava ela procurando as coisas no Código. Porque ela tinha feito uma sentença condenatória a pedido do Juiz e esse tinha pedido pra ela rever uma coisa.
Em quase um ano e meio de estágio ele nunca pediu pra eu fazer uma sentença... tudo bem. Eu tinha decidido há um tempo que não ligaria pra nada disso. Iria fazer o que sempre fiz e bem, ganhar meu dinheirinho... ser feliz.
Ok. Ela foi falar com ele. Uns 40 minutos depois ela volta:

[Chris] - Nossa... a gente falou muito da sentença!
[Gu] - Foi mesmo? (hmmm..)
[C] - É ele disse que há divergência na doutrina sobre blablablabla...(*quem não faz Direito não iria achar o blablabla interessante*)
[Gu] - É verdade... (olha só como ela tá feliz...)
[C] - ... e no final ele me parabenizou, disse que minha sentença estava muito boa... chegou a dizer que ficou até arrepiada. Eu nem acredito.
[Gu] - Hehe... (pois é... ele nunca pediu pra eu fazer uma sentença...)
[C] - Eu até perguntei pra ele quando iria ter curso de Conciliador, pq eu quero fazer.
[Gu] - Hmm... (Eu tive as maiores notas do Curso de Conciliador, inclusive 10 na matéria que ele ensinou...)
[C] - Você tá calado.. to falando besteira demais, né? hehe
[Gu]- Nada menina... (você é legal, Chris... eu que to mal)
[C] - Fala, tem algo errado...
[Gu] - Não...

É só frustração... eu me sinto tão pouco valorizado lá... Os funcionários falam bem de mim... as estagiárias falam bem de mim... o Diretor de Secretaria confia bastante em mim... às vezes acho que o Juiz não me acha capaz o suficiente...
Fico esperando o dia de ele pedir pra eu trazer um cafezinho pras outras estagiárias...
E por que continuo lá? Comodidade por ser perto de casa? Esperança de um dia conseguir uma coisa boa como me "prometeram"? Preguiça de estudar pra outro estágio? Tudo junto? :(
E por que não reclamo? Timidez? Orgulho? Medo de acabar não atendendo ao exigido? Tudo Junto? :(
Às vezes eu queria realmente ser ALGUÉM...


postado por GULIVER LEE às 10:41 PM

Comentário reserva:

Domingo, Fevereiro 29, 2004


Beth se foi e acabei de me tocar: não há nada pra fazer sozinho nessa bosta dessa cidade.

E os amigos que poderiam me salvar ou não podem ou não querem sair...

Estou com tédio entediado... com força!


postado por GULIVER LEE às 4:31 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Fevereiro 27, 2004


Alguém aqui ainda lembra do Wally? É... aquele magrelo de óculos e camisa listrada com vários livros chamados "Onde está o Wally". Aquele mesmo que tinha um desenho animado que passava na TV Colosso em 1993 e eu gravava pra pausar as cenas em que a gente tinha que achar o Wally.

Então.. descobri que lançaram a versão brasileira: "Onde está Wallace".
Agora olhem pra foto abaixo e me digam se vocês conseguem me dizer ooonde está o Wallace... hehehe


Tadinho...


postado por GULIVER LEE às 4:34 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Fevereiro 25, 2004


No carnaval tudo o que eu queria era ser Kevin McCallister... pra quem não sabe é aquele garotinho loiro do filme que foi esquecido pelos pais em casa e passou por muitas aventuras.

Eu iria aproveitar muito... comer coisas diferentes, andar à vontade, chamar namorada e o pessoal pra cá...
Mas que nada... todo mundo ficou aqui... carnaval que prometia mixou... e namorada que veio pra passar 10 dias mal saiu comigo. Ela está cheia de trabalhos pra fazer. Provas pra estudar...
Guliver ficou chupando o dedo e se tornou escravo do computador no carnaval. A internet rodada com banda larga ajudou... e na madrugada de segunda-feira, enquanto baixava filmes, Guliver falava com voz de zumbi: "veeeeelooox"
Em suma... segue abaixo foto do carnaval do Guliver:


postado por GULIVER LEE às 12:36 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Fevereiro 19, 2004


Status:
Guliver ficou tão alucinado com a nova velocidade e a internet rodada que ficou só baixando arquivos e fuçando por aí...esqueceu do combustão espontânea... mas também foi culpa das provas de hj...

Bem, preparem-se para mais um post gigante....

+

Na segunda-feira alguém deu vatapá com feijoada pra um gato da faculdade. A primeira vítima foi uma amiga minha. Eu ainda tirei a maior onda com ela. Meia hora depois eu e um amigo pisamos... provavelmente na mesma pilha fecal. No meio da aula chega outro amigo nosso, e quando ele levanta o pé eu vejo aquele caguinho estampado na sandália.. putz.
Eu tenho minhas dúvidas se as obras, no sentido ambíguo da palavra, que o gato deixou na universidade não foram premeditadas. Tipo o gato via que a gente tava vindo e dava aquele Miaaaaauu e depois saía rindo por ter carimbado o solado da gente.
Pensamento do gato: "Eita.. essa foi caprichada..."
Dá vontade de matar aqueles gatos do campus.. putz...
ah, e nós demos o nome do gato: Cagonildo da Silva

+

Método novo do Guliver estudar pras provas: "hmmm... eu preciso estudar... é... vou estudar... to estudando... hmm... to com fome... comer... olha.. rede... TV... TV... TV... preciso estudar... é... vou estudar... to estudando...hmmm to com fome..."
Já entenderam, né? É só fechar o ciclo...

+

Bom, mas falando no resultado desses estudos... o negócio foi o seguinte: A prova de Direito de Família foi igual à prova da noite do dia anterior... deu vontade de rir. A prova de Processo Penal 2, que na verdade era fazer o recurso a uma sentença condenatória acabou virando uma prova em grupo de 4 pessoas. E depois disso o professor ainda deixou entregar até a meia noite de hoje por e-mail... nem valeu a pena o sono que perdi com o estresse pré prova
E no fim de tudo isso, estou de férias de mais duas matérias...
+

E Beth chega amanhã pra aproveitar dez dias comigo. Obis.

+

E esse post foi provavelmente o mais diarinho que já fiz... eca...
houve um tempo em que Guliver teve criatividade... houve um tempo em que Guliver fazia textos engraçados... houve um tempo em que Guliver tinha mais coisa pra contar... houve um tempo em que Guliver usava óculos... houve um tempo em que Guliver não tinha que tirar barbicha... houve um tempo em que Guliver dançou lambada numa apresentação da escola... houve um tempo em que Guliver pulou no Carnatal... ... ... houve um tempo em que Guliver sabia quando era a hora de parar de falar...


postado por GULIVER LEE às 11:35 PM

Comentário reserva:

Terça-feira, Fevereiro 17, 2004


tan tan tan taaaanaaaan
bum bum bum bum bum bum bum bum
tan tan tan taaaaaaaaaaaaanaaaaaaaaan
tananaaaaaaaaaaa taaaaaaaan tananaaaaaaan
fon fon fon fon
tananaaaaaaaaan taaaaaaaan taaaaaaaan
*

Por que uma imagem vale mais do que 1000 palavras...

*Musiquinha de "2001 uma odisséia no espaço"


postado por GULIVER LEE às 7:34 PM

Comentário reserva:

Domingo, Fevereiro 15, 2004


Bem... parece que não interessou a ninguém... mas teve repercussões... o que eu acabei revelando pro meu pai ontem fez com que ele viesse conversar comigo hoje... e acabou que tivemos um momento propaganda de gelol: "não basta ser pai, tem que participar. Não basta ser remédio, tem que ser Gelol".

Pois é.. Aí ele me contou da vida dele.. das próprias experiências.. perguntou o que eu queria fazer da minha vida... conversamos sobre várias coisas...
Nossa... foi bom, mas foi bizarro. :)


postado por GULIVER LEE às 8:16 PM

Comentário reserva:

Sábado, Fevereiro 14, 2004


Sexta-Feira 13......
Como não podia deixar de ser coisas esquisitas aconteceram... A telemar talvez tenha ficado com raiva das críticas que eu fiz uns dias atrás. Aí acabou colocando defeito na minha linha ontem, o dia inteiro, só voltando hoje... e ainda gastei quase todo o crédito do meu celular ligando pra telemar pedindo o conserto... e isso devia ser de graça, né? bem, eu acho que mereci... Peço desculpas à telemar... é uma empresa ótima, a bichinha
empresa ótima o caralho... eu sinceramente já to puto... empresa irresponsável, desorganizada! Podiam explodir... podia ter um atentado terrorista lá.. podiam queimar no telemármore do inferno! O que falta é concorrência nessa porcaria dessa cidade... aí a telemerda toma conta e faz essas cagadas... eu não mereço tanto!!! :ppppp*

+

Continuando na sexta-feira 13, ontem na hora do almoço meu pai como de costume foi querer saber coisas jurídicas comigo. Foi perguntar de uma situação de uns juízes lá.. aí eu falei: "sei lá!", cansado já. Meu pai falou que eu já estava entrando na panelinha jurídica, e eu falei um negócio que já sei tem tempo mas ele não sabia: "Eu nem gosto de Direito!!!"
Meu pai arregalou os olhos... perguntou 3 vezes durante o resto do almoço: "mas você tá brincando, né?" e depois ficou fazendo comentários do tipo: "essa me surpreendeu"... nossa.. coitado... eu disse pra ele nem se preocupar... aí... aí num sei que repercussão isso vai dar mesmo hehehe. Mas o que eu falei foi sério.. ele não tem que se preocupar.. eu vou cuidar da minha vida. :) Só fiquei surpreso em ter soltado isso.. é uma das coisas que eu não falava pro meu pai por não ver benefício...

+

E eu fui de carro pra faculdade... ainda bem que não teve acidente...
Sexta-feira 13 estranha...

*texto escondido.


postado por GULIVER LEE às 9:21 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Fevereiro 13, 2004


eu ia escrever..
deu dor de barriga..

é mais do que vocês gostariam de saber, né?
Tchau...


postado por GULIVER LEE às 6:02 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Fevereiro 12, 2004


"ATENÇÃO: NOVA REGRA DE UTILIZAÇÃO DE ESPAÇO
DO BLOGGER

A partir de agora, cada usuário terá até 10 MB de espaço
para construir e manter seus blogs. Por isso, você deve
conferir o tamanho dos seus blogs e fazer backup dos
arquivos que estejam ultrapassando o limite máximo.
Para manter seus endereços no Blogger, você precisa fazer
esta alteração até o dia 1º de março"


Bem, eu quase fiquei preocupado... fui até meus arquivos e vi que nos 2 meses que tenho de blogger só usei 536kb, ou seja, em tese (Muito em tese mesmo, pq pro blogger limitar mais ainda não custa nada..), pela média por mês, ainda tenho uns 37 meses pra postar aqui... ainda mais que agora uso outro editor pra colocar as figuras...


postado por GULIVER LEE às 5:34 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Fevereiro 11, 2004


Essa semana eu tive más notícias... tive pesadelo... tive ansiedade... tenho prova difíciu amanhã...
Mas mesmo assim... mesmo com tudo isso, ontem à noite antes de dormir eu tava me sentindo bem... tava com uns pensamentos tipo: "poxa eu sou legal, a vida é tão boa..."
Hoje eu to meio mais ou menos porque tive pesadelo d novo.. só quero saber o que me deu esse barato de ontem... quero mais. :)


postado por GULIVER LEE às 5:49 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Fevereiro 09, 2004


Aproveitando que não tinha visto quando passou pela primeira vez, ontem espanei meu tédio pra ir assistir à Cidade de Deus com um amigo.
Muito bom o filme. Boa história e boa produção.
E não sei porque assim que eu saí do filme me deu vontade de falar muito "filho da puta", "porra" e "caralho"... e até que falei algumas vezes hehehe.
Concorrer a 4 Oscars é foda. Mas eu acho que só ganharia se concorresse a melhor filme estrangeiro. Eu soube que já tem umas barbadas nas categorias em que ele tá concorrendo... talvez mais uma vez o Brasil vai chegar e não levar. :(


postado por GULIVER LEE às 6:01 AM

Comentário reserva:

Domingo, Fevereiro 08, 2004


Pinicas...

Eu já usei essa expressão uma vez no blog. Não sei como não me perguntaram o que era. Hoje finalmente vou explicar.
Bem... pense numa moça que pode ser até bonitinha... é meio ignorante... geralmente ficam escutando Amado Batista na rádio. Se vestem com shortinhos atochados no rêgo... usam aquele perfume "sou quenga"... no fim de semana vão pros forró fazer as presepada... aliás, adoram ficar escutando forró tmbm. Tem umas pinica que ainda gostam de dormir com o filho da patroa... e tem pinica que não faz nada disso, mas pelo modo de ser você sabe: Pinica.
Pelo jeito que eu falei parece que pinica é só empregada doméstica né? Mas isso não é regra... é verdade que quase toda empregada doméstica é pinica (mas tem exceções), mas muito mais verdade é que tem pinicas que não são empregadas domésticas.

Na faculdade eu soube de onde vem a palavra "Pinica". Ela deriva de piniqueira. Há aaanos atrás, quando não havia saneamento nas casas, as Piniqueiras de manhã pegavam os pinicos dos senhores, das patroas, e das sinhazinhas pra esvaziar.
Hoje em dia Pinica não é apenas profissão. Pinica é modo de vida... nem precisa ser pobre pra ser pinica. Ninguém tira da minha cabeça que a Christina Aguillera é uma bela pinica...

E eu vi que as pinicas também usam essa palavra entre elas. Algumas usam pra se xingar: "sua pinica!" E não me esqueço do dia em que fui pra cozinha e ouvi a empregada falando com a mulher do meu pai: "... porque no tempo em que eu era pinica, aliás, ainda sou, né?"
Bem.. acabou o post e acho que as pessoas ainda vão ficar em dúvida sobre o que é pinica... vocês que são minhas amigas, conversam e convivem comigo... tenham certezas de que não são pinicas... eu as reconheceria...

Que post preconceituoso, né? hahahah


postado por GULIVER LEE às 9:46 AM

Comentário reserva:

Sábado, Fevereiro 07, 2004


hiatus


postado por GULIVER LEE às 1:57 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Fevereiro 06, 2004


Irresponsabilidade Espontânea.

Não vou cumprir a promessa de postar algo e verdade hj.. pelo menos não agora...
Tenho prova daqui a pouco e vou dar aquela revisadinha de última hora...

:p


postado por GULIVER LEE às 4:58 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Fevereiro 05, 2004


O álbum de fotos do Terra aceitaaaa!!!

Hmmm o weblogger é do Terra.. será que o terra é tão instável quanto?

Nevermind... prometo que amanhã recomeço a escrever alguma coisa de verdade..


postado por GULIVER LEE às 5:55 AM

Comentário reserva:


Tan tan tan tan tan tan tan tan tan tan Música da missão impossível..
Pelo menos a mim o blogger não deixa postar figuras...
Já descobri que apesar de não deixar figuras hospedadas no vilabol ele deixa as figuas hospedadas no weblogger..
Mas acontece que o weblogger vive fora do ar e conseqüentemente minhas figuras tmbm...
O Fotolog.net não está aceitando novos membros...
Eu podia postar figuras direto do endereço do site, mas aí não teria controle sobre elas..

Aí a dúvida me corrói por dentro..


postado por GULIVER LEE às 5:33 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Fevereiro 04, 2004


Aí... não tá dando não.
Desanimei total..


postado por GULIVER LEE às 5:49 AM

Comentário reserva:


Será que meu blog consegue viver o resto de seus dias sem figuras?
Eu fico triste por causa disso.. :(


postado por GULIVER LEE às 5:46 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Fevereiro 03, 2004


Pequena dica pra quando vocês tiverem vontade de fazer uma coisa estúpida:
Não façam!

Depois é um saco tentar desfazer... ou nem dá.


postado por GULIVER LEE às 6:04 AM

Comentário reserva:

Domingo, Fevereiro 01, 2004


Eu tenho tido companhia no meu quarto toda noite... é uma visita que aparece sempre querendo experimentar um pouco do Guliver... e ele tenta, mas não consegue impedir...

Já imagino as pessoas lendo isso e pensando: "Ah, cachorro! Então sua namorada sai da cidade e você faz isso, né?"

Não é bem assim... essa companhia é indesejada... ele não gosta nem um pouco. Se ele pudesse ele mataria!!! Senhoras e senhores, essa visita é um desgraçado de um pernilongo!

Já faz quase uma semana isso...

E ele aparece.. voa em volta da minha cabeça... zumbe... me pica.. eu coço... tento matá-lo.. ele foge...
É uma relação de amor e ódio (ele me ama e eu o odeio!)

Na terça-feira eu joguei veneno no quarto.. bastante. Tanto que depois na hora de dormir fui eu que fiquei meio tonto...
Mas aí de madrugada lá vem ele de novo.
Na quarta-feira passa na frente do monitor do meu computador. Páá! Dei um tapão e esmigalhei o fulano. Pensei que era o fim... Mas na hora de dormir começo a ser picado de novo...
Talvez seja o irmão dele que veio vingar a morte... talvez seja o mosquito zumbi que apareceu do mundo das trevas...

Na sexta-feira taquei veneno no meu quarto de novo.. e depois de arejar o quarto e voltar, quem eu vejo voando tranqüilo e calmo de novo?
Maldito...

Ontem assisti o maior filme de terror da minha vida (Rose Red, a casa adormecida - de Stephen King. 4hs. e 10. min de filme.) E quem estava junto comigo pra me desconcentrar e não deixar que eu tivesse medo do filme? O pernilongo!!!

De toda forma com tudo o que eu tentei, temo que meus medos se concretizaram: achei um pernilongo Highlander... tenho medo que venham outros aqui pra enfrentá-lo e me experimentar também enquanto dizem: "Só pode haver um"

"Who waaaants to liiive foreveeeeeeeeer


postado por GULIVER LEE às 11:31 AM

Comentário reserva:

Sábado, Janeiro 31, 2004


Eu não estou tão bem.

O tempo passa, as coisas mudam... e vez por outra eu fico querendo acreditar que tudo está bem quando não está...
Ontem cedinho meu pai veio me falar que ele não ia ter dinheiro pra pagar advogado numa ação que a ex-mulher dele tá movendo (não vou entrar em detalhes...)
Eu fiquei me sentindo duplamente mal.. primeiro de ficar pensando em coisa pouca e egoísta como: "Ah, meu pai tem que comprar um PC pra ele pra eu ficar em paz com o meu..." aparentemente isso não vai acontecer...
Em segundo lugar fico me sentindo mal de preocupação com tudo o que pode acontecer... passarmos necessidades...
Aí paro pra perceber que muitas vezes meu pai vem tentar procurar algum consolo em mim...
Principalmente nesse último ano em que meu irmão foi embora eu tenho percebido que ele (meu pai) me tornou um homem da casa... aquele pra quem ele vem comentar algo ou pedir conselho... aquele pra quem ele pede favores e passa responsabilidades... coisas que eram para o meu irmão em primeira mão.. eu até gosto disso...

Não gosto da situação que está minha casa... eu fico com medo de fazer qqer coisa.. eu fico pensando em que capacidade que eu tenho pra ajudar em alguma coisa...
Fico com raiva de não ter¨me esforçado e passado em um concurso bom... ganhar mais de mil reais por mês e tranqüilizado tanto meu coração quanto o dele...

Não sei se é certo eu expor tantas coisas pessoais numa página pública... qualquer um pode vir, ver, apontar o dedo... fofocar...
Mas hoje senti vontade... meu pai me falou aquilo quando eu tava indo pra faculdade e pedi dinheiro pra comprar passes de ônibus...
mesmo assim ele deu o dinheiro...

E é assim que estou hoje... não estou o exemplo de felicidade...

Eu não sou mais religioso como fui há uns anos atrás... dá vontade de rezar e pedir que tudo melhore... minha mãe era muito responsável.. ela podia me inspirar... me fazer passar num concurso... ganhar dinheiro.. ajudar todo mundo ... e fazer minha vida... e tudo isso...

E do jeito qu estou hoje, eu tenho medo de jajá ser grosseiro ou impaciente com algum amigo e amiga que venha reclamar de dinheiro comigo... dizer que tá faltando dinheiro pra ir a alguma festa, viagem... pra comprar uma roupa... pra... qqer coisa... fico agoniado quando vêm reclamar pra mim.. logo pra mim. Não fico com raiva... mas acredite... não tenho a mínima vontade de ouvir... e Às vezes parece que ouço, mas não to ouvindo... fico pensando mais é nos meus problemas.. e agoniado...

Tem mais ou menos um ano que eu não choro enquanto faço post... talvez esteja fazendo um aniversário esquisito então...
:'(


postado por GULIVER LEE às 3:09 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Janeiro 30, 2004


Imaginem uma figura bem linda...
Assim, uma figura com toda a emoção de seu autor impressa no seu conteúdo.
Aquela vontade que você tem de ver essa figura e mostrar pra todos os seus amigos.
A sensação que você tinha de nãor ser realmente feliz até ver essa figura.
Na mesma hora você salva a figura e a imprime em papel especial na qualidade alta da sua impressora...

Aí você quer que eu poste essa figura aqui no blog?

É impossível, porque o blogger está com frescura e não está deixando postar figuras... hmpf...


postado por GULIVER LEE às 5:51 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Janeiro 29, 2004


Por causa da besteirinha que aconteceu, por eu achar a url antiga meio feia, e por achar que a atual não tem nada a ver, Combustão Espontânea Produções realiza seu primeiro concurso:

CRIE UMA NOVA URL PARA O COMBUSTÃO ESPONTÂNEA!!

Para participar é muito fácil, você junta 5 minutos do seu tempo, pensa em alguma bobagem que acha adequada pra ser a URL desse blog e coloca no comentário ou manda pro meu e-mail!
Todo mundo está participando, não fique de fora!!!

O(a) vencedor(a) ganhará um super-hiper-mega-ultra prêmio supimpa!

É mais fácil do que empurrar bêbado em ladeira.

Use sua imaginação! Ganhe um prêmio! Participe da promoção:

CRIE UMA NOVA URL PARA O COMBUSTÃO ESPONTÂNEA!!


postado por GULIVER LEE às 12:56 AM

Comentário reserva:


Pras pessoas desesperadas pra saber o porquê da mudança de URL se acalmem. Foi uma besteirinha à toa.

+

Hoje fiz a primeira gravação de um CD de áudio no meu novo gravador. Segue abaixo a playlist:

1 - Bring me to my life - Evanescence
2 - Christmas is all around us [quem assistiu "Simplesmente Amor"sabe que música é essa hehehe]
3 - Here it comes again - Mel C [eu gosto da voz dela, tá?]
4 - Sunday bloody sunday - Radiohead [Não, não é U2. É a versão do Radiohead mesmo]
5 - Everybody Hurts - REM
6 - Mr. Jones - Counting Crows [Crááássica]
7 - Ignition (Remix) - R. Kelly [É um rap meio sexual.. hahahha]
8 - Going Under - Evanescence
9 - Times like these (accoustic) - Foo Fighters
10 - Side - Travis
11 - Californication - Red Hot Chilli Peppers
12 - Here is gone - Goo Goo Dolls
13 - El President - Drugstore com Thom Yorke (vocalista do Radiohead)
14 - Lost in love - Air Supply [Porque as velharias românticas também tem vez]
15 - Why does it always rain on me - Travis
16 - Crawling - Linking Park [Gritar faz bem]
17 - Learn to fly - Foo Fighters
18 - Scar Tissue - Red Hot Chilli Peppers


postado por GULIVER LEE às 12:42 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Janeiro 28, 2004


Dia de ontem...
Cena: meu quarto
Tempo: chovendo canivetes
Cama... travesseiros, lençol..
5:30 da manhã.
Só tem a primeira aula... é aquele professor meio boiolinha... nem chamada ele faz...

Intuição: Se eu fosse você eu não iria pra aula... vai só perder tempo...

Eu até penso em seguir minha intuição... o sono ainda tá bom... a paisagem da minha janela é toda branca... mas acontece que eu só devo ter ido pra aula desse homem umas 3 ou 4 vezes... é melhor eu ir por consideração, né?Vou de carona até...
Além do mais tem aquele amigo que comprou uns CDs virgens pra mim e vai me entregar... decido ir...

Intuição: Tsc Tsc....

Chego lá... não sei como o céu não cai de tanta água que tinha lá em cima...
Vou pra sala... não.. o professor "réptil" não veio... espero... ele não vem.
Os amigos com quem costumo conversar também não vêm.
O amigo que ia trazer os CDs também não vem.
Não tenho mais carona pra voltar... estou sem guarda-chuva...

Intuição: beeeeeeeeem-feeeitooo

:p


postado por GULIVER LEE às 6:03 AM

Comentário reserva:


smindo por um tempinho


postado por GULIVER LEE às 5:52 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Janeiro 27, 2004


ah..


postado por GULIVER LEE às 6:08 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Janeiro 26, 2004


"Cidade do Sol" uma pinóia... aqui tá chovendo mais do que em floresta tropical. Ontem à noite só faltou o céu cair... e hoje, com aquele friozinho perfeito pra ficar na cama eu tenho que ir pra aula.

Momento musical (cantar com a melodia de "Que maravilha" de Jorge Ben")

Lá fora está chovendo
mas assim mesmo vou correndo só pra ver
minha nota em Consumidooor
Ela vem num papel branco
toda riscada e quem sabe baixa
que coisa horrível
que é minha nota em consumidooor


hehe


postado por GULIVER LEE às 5:55 AM

Comentário reserva:


Vesgo de sono...

É incrível.. parece que o melhor sono que a gente tem é aquele que a gente tem que interromper.. :p


postado por GULIVER LEE às 5:48 AM

Comentário reserva:

Domingo, Janeiro 25, 2004


Hoje sou eu..
Mau Humor... eu tenho direito também, né?
Todo mundo tem direito de um mau-humorzinho de vez em quando..
E eu tenho motivos justos...
Raiva com algumas coisas aqui em casa...
E a velox só vem amanhã... o que me dá certeza de que vem mesmo é pq ela vai vir quando não vou poder usar muito, já que as aulas já começam amanhã também... ô faculdade deprê... ninguém merece... adoro o povo da minha sala, mas se eu pudesse só estudar em casa e fazer as provas...

Ô vontade de raspar a cabeça e virar monge num templo no Tibete.
Mas faz até sentido.. acabei de lembrar de quando raspei a cabeça por causa da aprovação no vestiba... fiquei feio como a fome, mas muito feliz. Havia esperança lá. Começos.
Foi uma das 5 melhores épocas da minha vida.

Continuo com mau humor.
De um jeito que se brincarem forte comigo eu mando tomar no cu.
Eu posso falar isso no blog? Tem censura?
Ah... falei já tá...
Post merda..
eu só queria escrever algo hoje...
pronto escrevi.
Deixa eu clicar em postar aqui...


postado por GULIVER LEE às 1:44 PM

Comentário reserva:

Sábado, Janeiro 24, 2004


Felizmente não aconteceu nada comigo recentemente que desse vazão ao que vou escrever... mas eu estive pensando nisso hoje.
Principalmente lembrando da conversa que tive com os amigos quando falávamos de algumas pessoas no nosso antigo colégio que eram... putz... leiam a seguir...

É que hoje em dia vemos tanta gente fazendo plástica. Puxando, enchendo, esvaziando, levantando... tudo isso pra corrigir o que os outros acham feio. Pra se tornar bonito(a)... pra ser admirado(a)...

Não... meu post não é pra criticar as pessoas que fazem plástica. Se querem ser mais belos e se sentirem bem consigo mesmos.. tudo bem.
É que fico revoltado com o pouco que se tem ligado pra outra beleza... a interior. Tem tanta gente feia por dentro... espíritos de porco, maldosos, arrogantes, insensíveis... tanta, tanta gente que é bela por fora e tem a personalidade mais fedorenta do que chulé...
Alguém deveria inventar a plástica do íntimo. As pessoas que tivessem essas feiúras por dentro bem que podiam gastar um pouquinho pra melhorar... levantar um pouquinho... esvaziar... seriam pessoas melhores.

Imagina que legal: "Nossa, você viu o silicone que a Janete botou? Ficou o máximo!"; "Eu vi! E ela aproveitou também pra tirar um pouquinho daquele olhar superior e desinflar o ego!"; "Uau, ela ficou ótima..."

Problema é que além de muita gente não cuidar da outra beleza, grande parte da população não a valoriza...
Aí os médicos que fizessem especialização em plástica do íntimo iam passar fome, porque ninguém ia querer...
Aí o mundo continua com esse monte de gente feia por dentro...

É... a idéia num dá certo Guliver, mas valeu a intenção...


postado por GULIVER LEE às 1:04 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Janeiro 22, 2004


Post ébrio*. Aproveitem, isso não é muito comum.

Hoje reencontrei vários amigos de escola. Imaginem o seguinte. Você tem um grupo de amigos na escola e não consegue reunir todos com muita freqüência. Quando se informa e vê que todos estão na cidade tem a idéia: vamos nos reunir.
Pois é.. minha idéia deu certo. Reuni um grupo de amigos. Tentamos ficar em dois shoppings mas a quantidade de pessoas nos desanimou. Fomos pra casona de um amigo assistir ao Jogo. Cinco amigos... muito papo...sanduíche... alguma cerveja... pipoca... milhares de risadas... jogo horrível... não interessa... amigos.. conversa... risadas... viva!
Putz.. eu amo esses caras... tem aquele amigo que vai se casar... tá comprando apartamento... eu queria ser vizinho dele. Botar as crianças pra brincar juntas... amigos para sempre.
Não sei quantas cervejas... não exagerei... não estou caindo. To alegrinho...
To me sentindo muito bem. Escrevendo com um sorriso no rosto.

Uau... noite quase perfeita... podia ser maior.
Álcool falando? álcool não fala.. ele não tem boca nem cordas vocais, tá?
é... é...
aí... eu fui dormir...
Talvez seja melhor eu apagar esse post amanhã, né?
vamos ver.

*bêbadinho.


postado por GULIVER LEE às 2:21 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Janeiro 21, 2004


é...


postado por GULIVER LEE às 12:44 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Janeiro 19, 2004


Confissões...

Todo mundo tem um segredo obscuro... daqueles que esconde no cofre e joga a chave fora... num conta pros amigos pensando o que eles vão achar de você..
Guliver vai confessar um segredo hoje... sim... ele assiste... ele toda noite liga a tv no...

Ele assistiu todas as edições anteriores... e também todos os No Limite, e todos os Survivors (No Limite Americano) quando passava no Multishow.

Que vergonha né? tsc tsc...
Ah, mas num tenho vergonha não... assisto sim... boto meu lado pinica pra fora, assisto, faço comentários, escolho os preferidos... nanana
Dane-se... não quero ser culto o tempo todo. Aliás, sou culto pouquíssimas vezes hehehe...
Então é isso.. quem não gostar, problema seu.

P.S.: A Marcela é uma piranha...


postado por GULIVER LEE às 1:04 AM

Comentário reserva:

Sábado, Janeiro 17, 2004


Resumo de história...

Já fui fofinho, já fui loirinho,
já fui pequeno, já fui paparicado,
já fui vítima de irmão malvado, já fui ingênuo,
já fui bonzinho, já fui criança,
já fui admirado, já fui doente,
já fui melhor da turma, já fui acidentado,
já fui muito doente, já fui apaixonadinho,
já fui cantor, já fui preguiçoso,
já fui desesperado, já fui triste,
já fui órfão...
já fui forte,
já fui consolado, já fui alvo de paixões,
já fui menino mais bonito da sala, já fui paquerado,
já fui beijado pela primeira vez, já fui popular,
já fui esnobe, já fui idiota,
já fui esquecido, já fui isolado,
já fui sozinho, já fui menino com óculos,
já fui irmão caçula, já fui menino de brinco,
já fui menino feio, já fui alvo de muitas maldades,
já fui apaixonado muitas vezes, já fui dormir chorando,
já fui menino que achava que num ia ter ninguém, já fui poeta,
já fui ousado, já fui enamorado,
já fui correspondido, já fui homenageado na escola,
já fui amigo, já fui aprovado num vestibular,
já fui animado com a faculdade,
já fui ciumento, já fui vítima de ciúme,
já fui tela de sorriso, já fui fonte de lágrimas,
já fui feliz e não sabia, já fui triste sabendo,
já fui calmo, já fui adulto...

já fui Guliver...e continuo sendo...


postado por GULIVER LEE às 2:53 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Janeiro 16, 2004


Quando a pessoa é criada pra ser filha da puta..


postado por GULIVER LEE às 1:11 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Janeiro 15, 2004


Preciso do meu computador só pra mim de novo...


postado por GULIVER LEE às 2:42 AM

Comentário reserva:


Se amigas descobrem o blog uma da outra outra e gostam, será motivo pra eu me preocupar?
Elas vão falar de mim?
Vão esquecer do meu blog que é menos feminino do que o delas?
Minha utilidade será revista no unoiverso delas?

hmmm já estou preocupado... hehehe


postado por GULIVER LEE às 2:41 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Janeiro 13, 2004


Bom, de certa forma eu vou cumprir minha promesa (leiam post do dia 10).

A telemar é uma empresa merda... enrolona, atende mal, cara, mal estruturada, corna, etc.
Até as propagandas são mal-feitas, mesmo contando com a presença do Pedro Cardoso de quem eu sou fã.

Se a existência da vida no planeta Terra dependesse do trabalho da Telemar eu ia procurar um padre pra salvar minha alma antes do Juízo Final iminente... :p

Pronto. Está feita a minha homenagem. :)


postado por GULIVER LEE às 12:47 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Janeiro 12, 2004


E quando não se sabe o que falar aqui vocês podem se preparar para o passado deste autor nos...

Arquivos Secretos de Guliver Lee

O ano é 1994, sexta série. Tios e primos de Guliver vêm passar férias aqui, incluindo uma amiga da prima dele. Logicamente ele tem que ceder o quarto pras visitas dormirem.
Certo dia, assistindo TV na sala, Guliver cochila. "Acorda" ou anda sonâmbulo (sei lá), vai direto pro próprio quarto e pra própria cama aonde está deitada Fernanda (a amiga da prima que deve ter uns 6 anos a mais do que ele). Ela pergunta quem é e o Guliver simplesmente responde: "Sou eu...", se deita do lado dela e dorme.*

Na manhã seguinte Guliver acorda deitado ao lado de Fernanda (que por acaso era gatona) e se assusta... "Como é que eu vim parar aqui? O que é que eu fiz?". Bem, caros leitores... o que vocês acham... sonambulismo ou menino de 13 anos querendo tirar casquinha? hehehehe

Mas sério, eu juuuuuuuuuro que não me lembro de nada.

*essa parte da história eu só soube pela própria Fernanda


postado por GULIVER LEE às 12:49 AM

Comentário reserva:

Sábado, Janeiro 10, 2004


O bem e o mal...

Milagres...

Quando tudo parece perdido os céus se abrem e alguém lá em cima fala: "Eu gosto de você, Guliver..." Os milagres acontecem...
Assinei meu aditamento do termo de compromisso do meu estágio. No seu conteúdo constava que minha bolsa ia aumentar. Siiim... a partir desse mês começo a ganhar 50 reais a mais do que ganhei nos últimos 16 meses.. :p
Eu sei... não vou acabar com a fome no mundo com isso... mas olha só.. são 50 reais que eu não gastava! e que agora vou ter a mais!!!
aiai...

Desgraças...

Quando me sinto especial por trabalhar no vestibular enquanto outros não conseguem a porcaria do dinheiro não sai... contando com esse dinheirinho já gastei quase toda a bolsa do mês passado. Sacanagem pouca é bobagem...

E como desgraça nunca vem sozinha, quando me garantem que já tá tudo pronto, que a Velox vai ser instalada nessa semana mesmo aqui em casa, nada de novo. Eu até tenho insistido: "por favor, se não é pra instalar não instala... e para de oferecer... saco...". Mas não.. atrasa e continuam me garantindo. De 4a. passou pra 6a. e de 6a. passou pra 2a. da semana que vem. Eu duvido... se segunda feira eu tiver velox aqui em casa eu faço um post dizendo que a telemar é a melhor empresa do mundo (hehehe não vai acontecer...)
Mas sério.. fico puto com essa palhaçada... o que ganham pra ficar me enrolando? Fico imaginando que é alguma pegadinha de rádio e tão esperando eu xingar pra que os ouvintes riam... ou então é trote dos funcionários que não têm o que fazer mesmo:
Funcionária desliga o telefone:

- Creuza, liguei pro Guliver dizendo que ia instalar o Velox na casa dele. E ele acreditou de novo hahahahahahhaha!
- Hahahahahahahha


:p

E entre o céu e o inferno eu vou sobrevivendo..


postado por GULIVER LEE às 1:07 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Janeiro 08, 2004


Obs.: Em caso de extrema sensibilidade, não leia este post...

Pequeno desabafo... ontem, quarta-feira, era pros técnicos da telemar virem aqui instalar a Velox na minha casa depois de TRÊS MESES de terem me oferecido pela primeira vez.
Mas eles não vieram... deve ser porque estão DANDO lá na casa do CARALHO!
Ou então as mulheres deles estão na cama com CINCO camaradas BEM DOTADOS e também com ANIMAIS!

ah... pronto..


postado por GULIVER LEE às 1:23 AM

Comentário reserva:


Todo mundo acha o garoto propaganda das Casas Bahia um tosco mala ou sou só eu?
Já pensaram no que acontecerá com ele quando ele perder o emprego? Eu já...


postado por GULIVER LEE às 1:19 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Janeiro 06, 2004


"Há algo de podre no reino da Dinamarca..."

Sir Guliver Lee, cavaleiro da Ordem de Combustão Espontânea caminha sob o sol escaldante... olhos fixados no chão. Acaba de voltar de um encontro com as porta vozes do Rei.

Enquanto caminha relembra das missões confiadas a ele e cumpridas com bravura... enfrentou grandes batalhas... a maior: a batalha contra o grande dragão milenar: "Vesty Bulahr". Essa besta temida por muitos conseguiu se comportar na mão do heróico cavaleiro. Pouco tempo depois conseguiu também conter outra criatura, de menor porte mas do mesmo jeito temida... o "Kom Kurso".
E por que Sir Guliver está cabisbaixo apesar de se lembrar que cumpriu as missões com o heroísmo necessário? Bem, é porque embora seja considerado por muitos um nobre desinteressado, isso não é totalmente verdade.

Sir Guliver espera com certo desespero pelo prêmio jurado a ele caso cumprisse seus ofícios... a remuneração.

Por isso ele foi até a corte se informar com as porta-vozes do Rei se o direito que tem a esse espólio ainda tardará...

Sente-se decepcionado com a resposta... uma delas diz que seu prêmio só será pago quando o Rei o liberar... é o Rei do reino de U-Efe-Erre-Ene.. o "Rei Tor" da U-Efe-Erre-Ene...

E assim Sir Guliver volta pra casa... com machucados ainda expostos... sem saber se receberá o prêmio antes de ser tarde demais...


postado por GULIVER LEE às 12:44 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Janeiro 05, 2004


Raiva.. inhaca... Guliver anda entediado... namorada veio passar fim de ano em Natal mas já voltou... Guliver anda sem dinheiro... de férias... amigos viajando... internet devagar... a televisão um caso sério...

À noite quando eu quero entrar na internet com a quase certeza de que mais gente vai estar, meu pai tá usando meu computador porque o dele tá quebrado... e ele tem "muuuita coisa pra fazer" ... :p

Raivaaa... e eu não me rendi... fiquei aqui no meu quarto vendo TV e mudando de canal que nem louco. 18:00, 19:00, jantar... esperança... ele pode parar depois do jantar pra ver um pouco de TV... nada.. direto pro PC.
E fica lá... e 20:00. 21:00.. a TV num tá ajudando... só tem bosta.. meu pai ainda pergunta se eu tenho algo importante pra fazer, pq ele vai demorar (hmmm eu conseguiria convencê-lo que ficar batendo papo na net é importante? naaa..).
Grrr... 22:00, 23:00... minha veia do pescoço já tá saltando, já vi uns dois filmes, entrevistas, até comentário de futebol... 0:00, 1:00, 1:30 "Vai querer usar ainda?"... É... acho que vou... (já com tique nervoso no olho).

Pronto... cheguei na net e num tem ninguém (lembrando que aqui é sem horário de verão). Lá vou eu escrever este post e despejar minha raiva. Mas eis que surge a super mocinha, que tava sem sono, pra me ajudar.. deu pra bater papo divertido.
É... to preocupado... se meu pai continuar querendo usar meu PC até de madrugada pro resto das minhas férias vou acabar cometendo o hare krishna... aliás, hara kiri... mas tmbm, que se foda.. posso cometer até o yakisoba se isso não melhorar... :(


postado por GULIVER LEE às 4:05 AM

Comentário reserva:

Domingo, Janeiro 04, 2004


Resolvi brincar de mexer em html hj e acabei adicionando um novo sistema de comentários no meu blog. Agora ele é o oficial, o do blogger é que nem café com leite. Tome (use) quando não tiver o nescau (comentário principal).

O que eu achei interessante é que assim que acabei de mexer e ainda estava testando templates recebi 3 comentários de pessoas que eu não conhecia... como eu fiz isso? :)


postado por GULIVER LEE às 1:26 PM

Comentário reserva:


CrítiGu de cinema II

Assisti mais dois filmes ("você num tem mais o que fazer não, Guliver?" Ah, num enche o saco...) e nem vou me dar ao trabalho de procurar os cartazes na net pra botar aqui.

Olhos Famintos 2

Tudo o que posso dizer é que a idéia do filme foi mais mal aproveitada do que o dinheiro que eu gastei pra entrar no cinema. Um filme de terror chinfrim, pra não dizer trash... daqueles que vc assiste de madrugada no SBT. Poxa.. não sei nem mais o que comentar.. um espantalho voador, comedor de gente e imortal... podia ter ficado sem sair nesse dia... Pior que eu fui assistir achando que era outro filme que vi o trailer uma vez. A pergunta é: será que um dia vou ter coragem de ver a 1a. parte? Recomendo que não se atrevam a assistir... Horrível

Sexo, Amor e Traição

Entre Irmão Urso e esse escolhi esse. Tá, o filme num é ruim.. e cheio de artistas que eu gosto. É divertido, mas curto.. o pior foi o bando de pessoas no cinema que deviam estar drogadas porque riam de qqer coisa... Bem, mas o ruim mesmo, é que eu já tinha visto o filme! Como? fui assistindo as cenas e pensando: "Pô já vi isso! Pô que imitação!". Vim procurar em casa e vi que é uma adaptação do original "Sexo, Pudor Y Lágrimas" eu já tinha visto essa versão mexicana... Se eu recomendo?? Sei lá... gostei de quando assisti pela primeira vez.. agora fiquei revoltado por já conhecer a história... assistam.


postado por GULIVER LEE às 12:03 AM

Comentário reserva:

Sábado, Janeiro 03, 2004


"Quero um amor maioooooooooooooooor, êêê, amor maior que eeeeeeeeeeu, que eeeeeeu..."


postado por GULIVER LEE às 1:12 AM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Janeiro 02, 2004


Meu blog vai entrar no programa "Comentário Zero" ... aliás... acho que já entrou.


postado por GULIVER LEE às 2:45 AM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Janeiro 01, 2004


Virou o ano e Guliver começou 2004 vestido de branco e vermelho... paz e amor... bem hippie, né? É algo que quero... paz com amor e amor com paz.
Dia de resoluções... eu na verdade não parei pra pensar: "ó, tenho que fazer isso em 2004", mas sei que 2003 foi muito desgastante, e se pudesse evitar que acontecesse como aconteceu eu o faria...
Já chamei 2003 de o ano das amizades... amizades se foram, amizades vieram, amizades se redescobriram, amizades renasceram... é engraçado, que amizade também envolve amor, podendo virar novela tanto quanto o romance de um casal...
Pra esse novo ano quero ter menos problemas e mais soluções... finalmente descansar com o fim do curso... conseguir minha independência financeira... e se Deus quiser, com esse último ponto, ficar noivo e me preparar pra sair de casa... só quero um ano de paz, sucesso, e realizações...

(Poxa, que bonito.. posso até virar apresentador da rede Globo, né?)

Bem, é isso aí.. não to com medo de 2004 e seu pretensioso 29 de fevereiro! Ele que venha me importunar que eu mando ele catar coquinho... vou ter sucesso nem que seja no mundinho da imaginação da minha cabeça...

Feliz 2004 a todos...


postado por GULIVER LEE às 2:56 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Dezembro 31, 2003


Combustão Espontânea em clima de revellion:

UM FÓSFORO ANO NOVO PARA TODOS!!!


postado por GULIVER LEE às 4:11 AM

Comentário reserva:


E enquanto todos viajam...

Guliver fica aqui sonhando com o dia em que ele poderá comprar uma passagem pra onde lhe der na telha...
independência financeira + viagem = :D


postado por GULIVER LEE às 3:58 AM

Comentário reserva:

Domingo, Dezembro 28, 2003


A maior parte das pessoas que me visitam está viajando... por isso vou aproveitar pra fazer um desabafo, já que muito pouca gente vai ler...

Sozinho na internet começo a pensar...

Pensar em como tá esquisito o clima na minha casa... como se eu fosse o único a não saber de alguma coisa.

Ando cansado de sonhar que estou brigando com meu pai. Sonhos em que eu desabafo coisas que eu guardo há muito tempo, e que não sei se vou ter coragem de trazer isso à tona algum dia...
Sonho que brigo com ele mas sei que não é dele que tenho raiva. Gosto muito do meu pai.. Ele é a única pessoa que ainda se importa comigo aqui dentro. Acho que a raiva que tenho no subconsciente é das escolhas que ele fez nos últimos anos... das conseqüências que essas escolhas trouxeram.

Escuto pessoas falando que suas famílias não são perfeitas mas mesmo assim não as trocariam por nenhuma outra... eu não tenho dúvida de que trocaria a minha família atual se eu pudesse.

É fim de ano... época de compartilhar seu amor com a família... Viva!
Viva...


postado por GULIVER LEE às 3:48 PM

Comentário reserva:

Sábado, Dezembro 27, 2003


CrítiGu de Cinema

Aproveitando meus dois dias de cinéfilo vou criticar os filmes que assisti:

Simplesmente Amor

Fui assistir a esse filme só porque não consegui ir pra sessão de Senhor dos Anéis. Quando entrei na sala já comecei a ficar preocupado... me diziam que esse era "o filme do Rodrigo Santoro", Rodrigo Santoro isso, Rodrigo Santoro aquilo. Ele eu podia ver em novela... Bem, aí o filme começa... história interessante.. aliás, histórias. O filme gira em torno de uns dez casais diferentes.. sem enrolação, de forma inteligente. O filme consegue ser bonito, engraçado... simplesmente ótimo! E a grande participação do Rodrigo Santoro? Eu tenho a ligeira impressão que o cinema estrangeiro não gosta dele... até dois terços do filme ele falou duas ou três palavras (não estou exagerando). E quando termina o filme você para pra tntar lembrar do núcleo do Rodrigo Santoro e pensa: A história dele era totalmente dispensável!!! Não acrescentou nem contribuiu pra nada! Ótima tentativa de um brasileiro aparecer lá fora, mas sinceramente tem artista tupiniquim que já conseguiu mais e foi menos comentado aqui...
Bem, apesar disso o filme é ótimo. recomendo.

SdA: O retorno do Rei

Sou suspeito pra comentar esse filme pois sou fã de fantasia medieval, em especial de Tolkien, que foi praticamente o criador desse gênero. Li os três livros que foram adaptados pro cinema e adorei os três... isso me deixou meio decepcionado com algumas coisas que o diretor fez nos dois primeiros filmes... umas modificações sem sentido e uns cortes revoltantes. Por causa disso fui meio cabreiro assistir o terceiro... mas não precisava... O Retorno do Rei pra mim é O filme do ano... e um dos melhores da minha vida... muito bem feito, faz a gente arregalar os olhos em várias cenas como se fosse criança ganhando presente... cenas emocionantes.. lutas fantásticas... juro que vi gente chorando... até modificações feitas pelo diretor foram muito bem feitas e ajudaram ao invés de estragar..
O fim é que desacelera um pouco as emoções, mas mesmo assim é a calma perfeita pra o final de uma trilogia..
Preciso dizer? O filme é ótimo... não deixem de assistir (se conseguirem enfrentar as filas)


postado por GULIVER LEE às 9:26 PM

Comentário reserva:

Quinta-feira, Dezembro 25, 2003


Dia 25 de dezembro... dia de ter paz no coração, amor no espírito, menos dinheiro na carteira... :)
Aproveitei o feriadão pra sair com a namorada. Feriadão que eu passo na casa dela é bom porque eu tiro a barriga da miséria (e do inferno que é a culinária de mi casa).

Certo, aí à tarde quis ir à estréia de "O Retorno do Rei" (Ah, vcs não sabem que sou fã de fantasia medieval, e tal, e RPG e pá e bola? Vcs não me conhecem de verdade... :p) com a namorada... sessões esgotadas no primeiro cinema, fomos ao outro.. fila gigantesca... há duas salas de cinema passando o filme... há esperanças... Confusões, furação de fila.. aviso no microfone que as sessões se encerraram.. Grrr... pelo menos conseguimos comprar pra amanhã... e pra não dar viagem perdida assistimos o "simplesmente amor", com Rodrigo Santoro... :p

Mas o melhor vem agora.. encontramos uma ex-colega da escola, que faz Direito tmbm.. a diferença pro Gu é que ela faz na UNP (faculdade particular daqui que distribui vagas... :D). Bom, ela chegou e disse que ela e outras ex-colegas vivem falando de mim... quis saber o que, ou por que isso... aí ela continuou.. disse que todas elas sabem que eu vou ser Juiz e tal, que elas vão ser funcionariazinhas que quando eu chegar vão falar: "Boa tarde Dr. Guliver"; porque sabe como é, né? Guliver é a inteligência em pessoa..
Huahuahuahua... me senti muuuuito na hora... lógico que não falei pra ela que me sinto um estudante bosta de direito e que to abusado com o curso...

Aaaaaaah.. mas um post diarinho.. que melda.. odeio isso..


postado por GULIVER LEE às 10:37 PM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Dezembro 24, 2003


Tenho coisas pra escrever, mas como minha internet não é rodada por enquanto vou deixando apenas meu voto de boas festas.


Até amanhã...


postado por GULIVER LEE às 6:34 PM

Comentário reserva:


Ser obrigado a trabalhar no dia 24 de dezembro e gripado é ótimo... Brigado Papai Noel.
Pelo menos o dinheiro saiu...


postado por GULIVER LEE às 6:37 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Dezembro 23, 2003


E em antevéspera de Natal já estou presenteado... Ganhei uma gripe daquelas de deixar de cama e tudo... muita vitamina C, cama, remédio, cama, cama, TV, cama, cama, baheiro, cama, cama, cama, almoço, cama... vocês pegaram a idéia...

Mas mesmo assim hoje eu tenho que trabalhar... se eu morrer, por favor processem o Tribunal de Justiça do RN...

Ah, e vou ficar sozinho em casa a partir de hoje à tarde... EEEEEEEEEEEEEEEEBAAAAAAAAAAAAA!


postado por GULIVER LEE às 6:22 AM

Comentário reserva:


hahahahaha. Quando eu li o comentário da Luiza achei que ela tinha adivinhado. Adivinhou nada, apesar de ter falado a chave da resposta ela só fez enrolar hehehe
É muito simples, minha gente!!! Bem, de qqer forma só dou os esquemas por icq ou msn.


postado por GULIVER LEE às 6:11 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Dezembro 22, 2003


Bom, orro terp via ros tsi quom celhocos e cédage polar tenis, hohohoho.

Rosí quo orro terp via dis e quo finis?

Vimer vos...


postado por GULIVER LEE às 4:22 PM

Comentário reserva:

Domingo, Dezembro 21, 2003


Como estou sem ter o que postar e to com uma gripe chata, vou fazer algo que tá pendente desde a semana passada...
Domingo passado, com a folga da empregada e minha falta de disposição tirei fotos da zona básica do meu quarto pra ver se alguém que tem fama de ser bagunceira tmbm dá uma nota boa... bem, lá vai:

O chão ainda tá limpinho... eu não tinha comido e deixado farelo no chão...


Aí é onde eu digito esses posts maravilhosos... nesse dia nem passou barata em cima do teclado pra me atrapalhar...


Brincadeiras à parte, eu odeio meu quarto bagunçado, mas também não gosto nem um pouco de arrumar... paradoxo...

P.S.: Pra quem tinha comentado antes o post tava deletado (eu só não sabia que precisava publicar o delete :p), aí quando fui editar não tava mais lá... bom, de qqer forma graças as dicas da Lu agora tá nos conformes...


postado por GULIVER LEE às 10:05 PM

Comentário reserva:

Sábado, Dezembro 20, 2003


Sumido há quase uma semana... muito ocupado não tive tempo nem pra soltar um pum*.

Que venha o post gigante!

Essa semana foi uma odisséia... vale um diarinho?
Bem, como eu já tinha dito que ia ser, fui fiscal do vestibular. Ser fiscal é interessante e até divertido. Você conhece e conversa com os outros fiscais, vê coisas curiosas com os candidatos...
Talvez um dos pontos altos tenha sido o lanche desse ano. Diferente dos anos passados que eram aqueles bolos e salgados de padaria nesse ano foi lanche industrializado. Muito lindo os fiscais marmanjos e marmanjas comendo Salgadinho "Tot´s" da Xuxa e biscoito recheado "Tre-le-lê".
E apesar de que eu irei receber um dinheirinho, fico revoltado com gente que me fala que ser fiscal é moleza... eu chegava em casa acabado... o vestibular já acabou há três dias e eu ainda to com sono atrasado...
Mesmo assim dá vontade de ser fiscal de novo... e eu vou ser! Hehehe. Fiscal do concurso da UFRN, 50 reais pra trabalhar uma manhã.

*peidar

+

Na quarta-feira quando o vestibular acabou eu já tava com outras preocupações na cabeça... tinha que me preocupar com prova e trabalho de processo penal II pro dia seguinte... mais do que isso: eu tinha que procurar um presente pro Promotor que eu tirei no amigo secreto (falo já disso), já que na quinta eu não teria tempo nenhum.
Pois é, deu tudo errado... o trabalho não saiu, só comecei a estudar pra prova às 6 da tarde, não deu pra comprar a gravata que pensei em dar pro promotor já que a C&A (sou liso, tá?) estava com fila até a porta. Pedi pra Beth comprar uma agenda pra eu dar de presente, já que ela ia ter um tempinho.

+

Quinta-feira, a prova era só Às 10:50, por isso aproveito o começo da amanhã pra acabar de estudar (não acham que deu tempo na quarta, né?). Chegando na aula, hora da prova adiantada e a turma faz o velho grito de "em dupla, em dupla, em dupla com consulta". O professor olhou pra prova e disse: Bem, realmente eu coloquei uma pergunta bem trabalhosa aqui, então vou deixar fazendo em dupla. Perdi a possibilidade de fazer a prova com Daniel (um cara gente fina e que estuda bastante) disputando ele no par ou ímpar... sim, sou o pior jogador de par ou ímpar do mundo... fiz a prova com outro cara lá mesmo (Blue Brad, lu...)
A prova começou às 10:30 e às 12:35 ainda estávamos acabando a prova (trabalhosa é apelido). Aí ligam pro meu celular... diretor de secretaria do Juizado: "Guliver você não vem não?" - Continua no próximo parágrafo

+

Na semana passada no Juizado me avisaram da confraternização natalina que ia ter dia 18, com amigo secreto e tudo. Tirei o meu papelzinho e... oh não... era o promotor com quem eu quase nunca falei... Na hora fiquei desesperado imaginando que diabo eu daria pra alguém que já ganha muito dinheiro. Bem, já falei acima o que comprei, né?
De qualquer maneira, tudo bem, eu gosto das confraternizações do juizado... dia 18, sexta-feira, ótimo. Só que dia 18 não era sexta-feira! Era na 5ª! Eu me confundi... cabeça cheia, na lua...
E aí continuando com o diretor no celular na hora da minha prova:
- Guliver, você não vem não?
- ???
- A confraternização, a gente só ta esperando você.
- David, eu pensava que era amanhã!!! Até que horas vai ser?
- Tava planejado de começar 12:00 e terminar às 14:00
- Eita David, não sei se vou conseguir... ainda to terminando uma prova, ainda tenho que ir em casa trocar de roupa - não se pode entrar de bermuda no juizado - e meu presente do amigo secreto ta na casa da minha namorada láá em neópolis.


#Esclarecimento pra quem não conhece Natal: eu moro na Ribeira, quase do lado do meu estágio. A UFRN é em Mirassol, do outro lado da cidade, e Neópolis é mais longe ainda da minha casa que a faculdade.

- Ah, Guliver, então a gente guarda comida pra você depois e o presente de quem te tirou no amigo secreto.
- ta.....


Fiquei nervoso, porque não adiantava eu apenas faltar.. naquele dia eu tinha que ir pro estágio trabalhar mesmo... ia perder a confraternização? Consegui uma carona de um colega que se dispôs a me dar carona até em casa. Troquei de roupa correndo, corri até o estágio e chegando lá todo mundo brincando com meu atraso, etc... eu suado e com a maior cara de bunda, sem graça... Dr. Paulo (juiz), foi quem me tirou e entregou meu presente. Fui até o Dr. Rosmar (promotor) e expliquei a situação, o presente na casa da namorada e tal... e ele quietinho, falou "tudo bem". PQP, que vergonha!!! Parecia que eu tava mentindo, e que não tinha comprado merda nenhuma... fiquei comendo de cabeça baixa lá... com gente ainda fazendo piadinha que hoje Dr. Rosmar ia atacar um monte de autuado lá nas audiências pra descarregar... nooossa... ele ria tmbm, mas eu fiquei com vergonha... eu odeio pessoas que não levam presente pro amigo secreto, e naquele dia eu fui essa pessoa!!!

Ainda não dei o presente, pq só fui ver Beth ontem à noite...

+

Sexta-feira à tarde consegui dar um cochilinho e à noite fiz rodizu di pizza. Hoje de manhã senti os efeitos da pizza... :p
Depois sentei no computador e to escrevendo esse post. Acabei de escrever isso... e agora isso. Acabei de teclar uma letra a. Acabei de corrigir uma palavra ali atrás clicando com o mouse pra selecionar... agora digitei um ponto final.

+

Pronto.. praqueles que conseguiram ler esse post todo parabéns... perderam alguns preciosos momentos da sua vida, mas mesmo assim obrigado. :)


postado por GULIVER LEE às 11:08 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Dezembro 17, 2003


Recesso por estar ocupado demais pra postar algo que preste... amanhã e volto.


postado por GULIVER LEE às 5:36 AM

Comentário reserva:

Sábado, Dezembro 13, 2003


Não..essa é fenomenal...
uma das melhores páginas em que já entrei...
E eu tenho que entrar no fã clube dessa dupla fenomenal.
Quem souber ler inglês, preste atenção nas letras.

We like the mooooooooon

hahaahaa


postado por GULIVER LEE às 3:38 PM

Comentário reserva:

Sexta-feira, Dezembro 12, 2003


Enquanto isso, na Sala de Justiça...

Super-Homem: Amigos, vejam, nossos computadores estão mostrando que ainda não tem banda larga na casa do Guliver, mesmo eles querendo.
Mulher-Maravilha: Um garoto tão bonito e inteligente não merece um sofrimento como este.
Robin: Santa xirupita, Batman, o que podemos fazer?
Batman: Eu não sei, minha cara vítima de pedofilia, talvez se nós fizéssemos as ligações que a Telemar não faz.
Aquaman: Eu posso me comunicar com peixes!!!

*barulhinho de grilo.

Todos: ...
Lanterna Verde: Já sei, vamos direto na telemar e falamos pra eles oferecerem de novo a Velox pra casa do Guliver.
Todos: Boa idéia...

*Com o plano executado, os super-amigos tentam dar a lição de moral do fim do episódio:

Super-Homem: A lição de moral é que água mole em pedra dura tanto bate até que fura.
Lanterna Verde: Não, é que quem com ferro fere, com ferro será ferido.
Aquaman: Eu posso me comunicar com peixes!!!
Todos: ...

*A bolinha de feno rola pela sala de justiça...

E enquanto isso na casa do Guliver...

Seu pai do Guliver: Pois é, ligaram dizendo que dá pra instalar aqui. A moça pediu também pra ver se eu conseguia mais dez assinanes no prédio pra conseguir uma promoção...
Guliver: Sei... mas pai vão enrolar a gente de novo, já falei até com o gerente local da telemar e ele disse que não dava.
Seu pai do Guliver: Ela disse que garantia...

Bem, eu não tenho mais esperanças... pra mim existem dois tipos de pessoas no mundo: as que podem ter banda larga e eu.


postado por GULIVER LEE às 6:07 AM

Comentário reserva:

Quarta-feira, Dezembro 10, 2003


Hoje eu tenho prova da bruxa... a bruxa do 71. A mulher tem 352 anos e é magra como a fome, feia e ainda chata... To com medo da prova mas não é disso que quero falar hoje... mas sim dessa falta de balanceamento que tem em certas pessoas.

Por exemplo, lá na faculdade tem uma menina (não lembro o período), que eu não sei se chamo de gorda, por que as pernas dela são magras. nem bunda tem tmbm.. Tipo, parece um funil. A cara meio furada (revelando um histórico de espinhas), narigão horrível, óculos estranhos... em suma, uma coisa "linda".
Ela conversando um dia com uns amigos eu quis ser simpático pra não ficar por fora das conversas... perguntei o nome dela, ela respondeu e além de não perguntar o meu me ignorou o rsto da conversa todinha!
E analisando o jeito dela, percebi que ela se acha também...

Poxa, como é que a pessoa é malfeita, feia, e ainda insiste em ser antipática? Cadê o balanceamento? O Yin Yang?

+

E como se não bastasse eu ter umas duzentas e tantas páginas pra estudar, e querendo aproveitar momentinhos no trabalho pra isso, aconteceu de ter o dobro de trabalho de um dia cheio! Tipo, às vezes meu trabalho lá está ligado à quantidade de audiências que tem... Um dia cheio tem cerca de 12 a 14 audiências.. há dias que só tem 4 ou 5... ontem tiveram 24 audiências!!! Não parou de entrar gente na minha sala!!! Alguém com poderes não gosta de mim hehehe...


postado por GULIVER LEE às 4:38 AM

Comentário reserva:

Terça-feira, Dezembro 09, 2003


O Blogger tá com aids também... demorei pra conseguir entrar aqui pra postar... pra onde eu vou dá problema, será que eu sou o vírus?

De qqer forma esqueci o que ia falar e tá quase na hora de ir pra escola... bye


postado por GULIVER LEE às 6:03 AM

Comentário reserva:

Segunda-feira, Dezembro 08, 2003


Já contei pra alguns da novidade: Sou fiscal do vestibular da UFRN. Não é novidade pra mim já que já é a terceira vez que sou fiscal.
É divertido ser fiscal do vestibular...
#Você olha a tensão deles e dá vontade de falar: ha-ha.
#Você tem lanchinho trash com refrigerante indaiá.
#Você fica conversando com os outros fiscais por bilhete enquanto os candidatos fazem a prova.
#Você ganha um dinheirin muito bom... ano retrasado foi 150, ano passado 160, esse ano bem que podiam ser duzentin hehehe.

E o legal é que você pode ver cenas toscas, como o cara que eu tive que levar ao banheiro uma vez que eu tava como fiscal de corredor. Levei ele lá.. demorou uns 15 minutos... (mó fedô). Depois que ele saiu veio falar pra mim "Nossa, acho que abortei!"
Na hora eu me contive pra não rir e achei muuuito tosco. O que ele tava esperando que eu dissesse? "Puxa, parabéns!!!" ou "Poxa, e por que você não me chamou pra ver?" ou então: "Por causa disso você não precisa mais fazer as provas. Passou em primeiro lugar..."
:p

Hoje tem a reunião.. acho que vou saber pelo menos quanto vou ganhar...


postado por GULIVER LEE às 5:46 AM

Comentário reserva:

Sábado, Dezembro 06, 2003


Eu ia mexer de novo no template só pra botar os créditos pra Luiza, afinal eu só to com esse endereço e esse template novos graças a ela. Mas tipo... to nervoso de mexer em template então ficam os agradecimentos aqui nesse post mesmo. Brigado Luuuu.

A Thaiza e a Camila me deixaram falando sozinho agora... tudo bem.. eu arrumo um jeito de passar o tempo.. talvez vendo o "de olho na folia" que tá passando na TV. :p


postado por GULIVER LEE às 11:52 PM

Comentário reserva:


Eu precisava esculachar.. to preparando isso desde que comecei o blog. Infelizmente o evento já começou e com meu diário em transição nem pude criticar já de começo.
Pois é, o carnatal começou quinta-feira. Quatro dias de barulho, gente vestida com uns panos coloridos, pulando e bebendo atrás de uns caminhões gigantes que te deixam surdos com músicas ruins e de letra inteligentíssima: "Dança da manivelaaaaaa".
O que é mais legal é que as pessoas pagam mais de 300 reais cada pra fazer isso... se é pra ficar bêbado e cair na esbórnia porque não reunir um grupo e fazer isso de graça? Se bem que de graça eu ainda não iria...
Podem dizer que eu só critico porque nunca fui... eu já fui tá? Tenho vergonha mas já fui.... logo tenho todo o conhecimento pra criticar hehehe.
Hmmm... bom... pessoas festeiras e axézeiras... taquem pedra em mim... só não me obriguem a pular o fantástico Carnatal. :)


postado por GULIVER LEE às 11:45 PM

Comentário reserva:



postado por GULIVER LEE às 1:18 AM

Comentário reserva:


êêêê
Blog novo.. escapando das frescuras do weblogger aqui estou eu. A imagem e endereço mudaram mas o conteúdo vai continuar a mesma merda de sempre, não se preocupem. :)
Passei meia hora arrumando meus perfis no template portanto não forcem com inspiração.. to sem hj...

Ah, e descobri que não vou ter velox... sou um dos raros casos de gente que quer botar velox, já convenceu quem paga a botar velox, mas não pode botar pq a linha não é atendida...


postado por GULIVER LEE às 1:13 AM

Comentário reserva: